Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17241
Título: Atitudes, habilidades, conhecimento e conscientização: o desenvolvimento de competências interculturais durante o intercâmbio
Autor(es): Aguiar, Italo Cavalcante
Orientador(es): Lima, Tereza Cristina Batista de
Palavras-chave: Intercâmbio educacional
Educação multicultura
Relações culturais
Data do documento: 2016
Citação: AGUIAR, I. C.2016
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo identificar as competências interculturais desenvolvidas por estudantes estrangeiros que realizaram intercâmbio na Universidade Federal do Ceará no período entre 2008 e 2015. Johnson et al (2006) realizaram uma ampla revisão bibliográfica sobre competência intercultural, a partir da qual notaram que a literatura dedicada à gestão multicultural ainda tem dedicado pouca atenção à definição do conceito de competência intercultural. Para Fantini (2007), competência intercultural é definida como um grupo de capacidades necessárias para realizar, de maneira eficaz e adequada, a interação com outras pessoas que são linguisticamente e culturalmente diferente entre si. O modelo de Avaliação da Competência Intercultural (ACI) de Fantini (2007) foi utilizado para identificar e mensurar essas competências interculturais. A pesquisa adotou o método quantitativo de natureza descritiva. Foram aplicados, no total, 207 questionários com estudantes alemães, portugueses, espanhóis e franceses que realizaram intercâmbio na Universidade Federal do Ceará entre os anos de 2008 e 2015. Para o tratamento dos dados, utilizou-se a estatística descritiva, o método de rotação Varimax, a técnica do alfa de Cronbach e o teste não paramétrico de Kruskal-Wallis. Os resultados da pesquisa evidenciaram que houve aumento em cada um dos componentes do modelo de ACI (Conhecimento, Atitudes, Habilidades e Conscientização) de Fantini (2007), durante o intercâmbio nos estudantes das quatro nacionalidades pesquisadas. Os estudantes portugueses apresentaram um maior índice de competência intercultural no início e no final do intercâmbio, enquanto que os estudantes alemães obtiveram um menor índice de competência intercultural, no começo do intercâmbio, e os estudantes espanhóis apresentaram um menor índice de competência intercultural ao término do intercâmbio. Entretanto, foram os estudantes alemães que apresentaram um maior crescimento nesse índice de competência intercultural, do início ao final do intercâmbio, seguidos pelos estudantes franceses e espanhóis, respectivamente. Por outro lado, os estudantes portugueses mostraram um menor crescimento no índice de competência intercultural.
Abstract: This study aimed to identify intercultural competencies developed by foreign students who participated in an exchange program at the Federal University of Ceará in the period between 2008 and 2015. Johnson et al (2006) conducted an extensive literature review on intercultural competence, from which noted that the literature dedicated to multicultural management devoted little attention to defining the concept of intercultural competence. For Fantini (2007), intercultural competence is defined as a group of skills needed to perform effectively and properly, the interaction with other people who are linguistically and culturally different from each other .The evaluation model of Intercultural Competence (AIC) by Fantini (2007) was used to identify and measure these intercultural skills. The research adopted a quantitative method of descriptive nature. It was applied in total 207 questionnaires with german, portuguese, spanish and french students who participated in an exchange program at the Federal University of Ceará between 2008 and 2015. For the treatment of the data, it was used descriptive statistics, the rotation method Varimax, the Cronbach alpha technique and the nonparametric test Kruskal-Wallis. The survey results showed that there was an increase in each of the components of the AIC Model (Knowledge, Attitudes, Skills and Awareness) by Fantini (2007), during the exchange students in the four surveyed nationalities. Portuguese students had a greater intercultural competence index at the beginning and end of the exchange, while the German students had the lowest intercultural competence index at the beginning of the exchange, and the Spanish students had a lower intercultural competence index at the end of exchange. However, it was the German students who had a higher growth in this intercultural competence index, from beginning to end of the exchange, followed by the French and Spanish students, respectively. On the other hand, the Portuguese students showed lower growth in intercultural competence index.
Descrição: AGUIAR, Italo Cavalcante. Atitudes, habilidades, conhecimento e conscientização: o desenvolvimento de competências interculturais durante o intercâmbio. 2016. 127 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17241
Aparece nas coleções:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_icaguiar.pdf1,92 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.