Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1725
Título: Método de avaliação visual aplicado ao recém-nascido
Título em inglês: Evaluation method of the newborns’ vision
Autor(es): Lúcio, Ingrid Martins Leite
Orientador(es): Cardoso , Maria Vera Lúcia Moreira Leitão
Palavras-chave: Enfermagem Neonatal
Enfermagem Pediátrica
Saúde Ocular
Data do documento: 2004
Citação: LÚCIO, I. M. L. (2004)
Resumo: Estudo exploratório com abordagem quantitativa, realizado em uma maternidade pública de Fortaleza-CE, que objetivou descrever um método de avaliação visual aplicado ao recém-nascido. Para tanto, utilizou-se um formulário composto por três partes - 1) história materna e neonatal 2) exame ocular e 3) condutas de enfermagem - o qual foi aplicado ao recém-nascido cuja idade gestacional ao nascimento era inferior a 37 semanas (RNPT) com o consentimento pós-esclarecido da mãe no período de março a maio de 2004. Os dados foram processados com o auxílio do software SPSS versão 11.0 e apresentados em forma de tabelas. Para análise das tabelas 2x2 foram utilizados os testes de Fisher e para as tabelas rxc os testes de Fisher-Freeman-Halton, adotando-se o nível de significância de 5%. O método foi aplicado a 114 recém-nascidos prematuros. Dentre os fatores da história materna destacaram-se as médias das idades, 23 anos e de consultas de pré-natal igual a 3,8. Sobressaíram-se na história familiar/oftalmológica casos de erros de refração (17%) seguidos por casos de diabetes (14%). Em menor freqüência, catarata (4%) e glaucoma (1%). Na história pessoal sobressaiu-se a hipertensão arterial (12%), seguida por distúrbios visuais (8%). Em relação à história neonatal, verificou-se que 71% dos RNPT nasceram por cesariana, 52% eram do sexo feminino e 68% apresentaram apgar inferior a sete no primeiro minuto. Quanto à classificação da prematuridade 78% eram RNPT moderados. Constatou-se que 112 RNPT utilizaram oxigenoterapia, 71% destes de 1 a 10 dias e 68 RNPT fototerapia, 53% destes de 1 a 5 dias. A profilaxia contra a oftalmia neonatal foi realizada em 27% dos RNPT. Referindo-se ao exame ocular externo, 27% dos RNPT apresentaram alteração na pálpebra, 16% na conjuntiva, 14% na esclera, 9% no ducto lacrimal, 6% na córnea e 5% na pupila. Nenhum RNPT apresentou alteração nas estruturas da sobrancelha e íris. Houve associação significativa entre alteração de esclera e uso de solução e/ou medicamento via ocular (p= 0,055). Treze RNPT (11%) apresentaram alteração de movimentos extra-oculares (estrabismo fisiológico) e treze (11%) o reflexo vermelho alterado. Houve associação estatisticamente significativa entre reflexo vermelho e apgar no primeiro minuto de vida (p= 0,041) e o tempo de oxigenoterapia (p= 0,028). As condutas de enfermagem, a partir dos achados da avaliação visual, foram dirigidas ao prontuário, à equipe de enfermagem, aos cuidados com a visão do recém-nascido ao utilizar terapêuticas específicas, aos seus pais e a outros profissionais (encaminhamento). Os resultados indicaram que o método utilizado foi eficiente pelo fato de ressaltar e identificar fatores que podem colaborar para alterações visuais precoces, assim como os possíveis achados do exame ocular do recém-nascido. Também almejou como tecnologia contribuir para o “saber” e o “como fazer” do enfermeiro no cuidado dirigido à saúde ocular do recém-nascido. A operacionalização do método de avaliação visual mostrou-se viável e necessária no período de internação neonatal, como um dos cuidados do enfermeiro visando a contribuir para a minimização ou mesmo diminuição dos agravos à saúde ocular da criança.
Abstract: This is a quantitative study, which took place in a public maternity of Fortaleza - CE during the months of March and May of 2004. The aim was to describe the implementation of a visual evaluation during the intern of 114 premature newborns (PN) whose gestation age until birth was under 37 weeks. The babies’ mothers gave their permission to be subject of the study. The evaluation questionnaire consisted of three categories: 1) maternal and newborn history, 2) ocular exam and 3) nursing care. The data was analysed with the help of SPSS software 11.0 version and presented through table charts. To analyse the 2x2 tables it was used Fisher’s tests and for the rxc tables, Fisher-Freeman-Halton’s tests, adopting a significance level of 5%. Under the category maternal history, the data showed that the age’s ratio of the mothers was 23 and 3.8 was the average number of pre - natal consultation. Under family history/ophthalmologic, it stood out deflection errors (17%) followed by diabetes (14%) and in a lower frequency, cataract (4%) and glaucoma (1%). Under personal history it stood out high blood pressure (12%) followed by visual disorder (8%). Under newborn history it was found that 71% of PN were born thought caesarean section, also 52% are female and 68% had an apgar lower than seven during the first minute of their lives. 78% were average PN according to the premature classification. It was found that 112 PN used oxigenotherapy in which 71% of them were between the ages of 1 and 10 days. Also 68 PN were under phototherapy in which 53% were between 1 and 5 days old. The prophylaxis against newborn ophthalmologic disease was done in 27% of the premature newborns. As for the external ocular exam, 27% of those babies showed alteration in the eyelid, 16% in the conjunctiva, 14% in the sclera, 9% in the lachrymal duct, 6% in the cornea and 5% in the pupil (opening of the iris). None of the premature newborns showed any alterations on the eyebrow or iris. There was a meaning variation between the sclera and the ophthalmologic medication used (p=0,055). Thirteen premature newborns (11%) showed variation of the extra-ocular movements (physiologic strabismus) and thirteen (11%) had their red reflex altered. It was found a relevant relation among the red reflex, the apgar in the first minute of the newborns’ lives (p=0,041) and the time of oxigenotherapy treatment (p=0,028). The nursing care, based on visual assessment, was noted on the register book, informed to the nursing team, conducted as an specific treatment for the newborns’ vision, transmitted to their parents and other professionals (if one was to be needed). The results showed that the method used was efficient because it emphasizes and identifies factors that may help cooperate treatments against premature visual disorders. Indeed a technology resource contributes to the knowledge and nursing practice for the newborns’ visual health. The evaluation process came to be useful and necessary during a newborn intern period as one of the nursing treatments to reduce children’s ocular disorders.
Descrição: LÚCIO, Ingrid Martins Leite. Método de avaliação visual aplicado ao recém-nascido. 2004. 104 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2004.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1725
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2004_dis_imllucio.pdf566,38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.