Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1726
Título: Avaliação de uma tecnologia assistiva sobre amamentação para pessoas cegas
Título em inglês: Evaluation of a assistive technology about breastfeeding for blind people
Autor(es): Oliveira, Paula Marciana Pinheiro de
Orientador(es): Pagliuca , Lorita Marlena Freitag
Palavras-chave: Equipamentos de Auto-Ajuda
Portadores de Deficiência Visual
Promoção da Saúde
Data do documento: 2009
Citação: OLIVEIRA, P. M. P. (2009)
Resumo: Tecnologia assistiva é um recurso de acessibilidade para integrar a pessoa com deficiência e amenizar prejuízos da exclusão. Materiais educativos acessíveis aos cegos passíveis de ser veiculados na rede web poderão aumentar sua independência e autonomia. Nos últimos anos, a inclusão digital constitui tema amplamente enfatizado em nível educacional, no contexto social, trabalho e saúde. As pessoas têm necessidade de se sentirem incluídas em qualquer ambiente, no intuito de interagir, comunicar-se, expressar-se e aceitar-se mutuamente. Estudo desenvolvido no Laboratório de Comunicação em Saúde do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Ceará, com o objetivo de avaliar uma tecnologia assistiva para cegos na modalidade de literatura de cordel sobre aleitamento materno por meio do acesso a distância para promoção da saúde. Utilizou-se como referencial teórico-metodológico o modelo de Pasquali (1999) concretizando o pólo teórico. Realizado de março a setembro de 2009, teve como colaboradores três juízes de cada especialidade: conteúdo, literatura de cordel, aspectos pedagógicos e aspectos técnicos. Para a coleta, adotou-se preenchimento de instrumento que avaliava questões referentes a conteúdo, regras da literatura de cordel, acessibilidade do cego a esta tecnologia e sua utilização a distância. Análise feita mediante comparações das anotações dos juízes e reflexão crítica sobre as sugestões. Respeitaram-se os aspectos éticos segundo a Resolução 196/96. A tecnologia recebeu ajustes após avaliações até sua aprovação. Enquanto os juízes de conteúdo e de literatura de cordel fizeram duas avaliações na perspectiva de melhorar o cordel, cujas considerações foram inseridas no instrumento da própria tecnologia, os juízes de aspectos pedagógicos (disponibilização da tecnologia a pessoa cega) avaliaram uma vez, visto sugerirem poucos ajustes. Nesta fase, uma das especialistas era cega, fato importante para o trabalho porque a tecnologia destina-se a esta população. Consideraram-se quase todos os itens plenamente adequados nesta única análise. Os juízes de aspectos técnicos (utilização desta tecnologia a distância) fizeram somente uma avaliação, pois, para segunda análise, somente uma juíza preencheu o instrumento. Conforme notou-se nesta etapa, eles relacionaram o estudo com a educação a distância, porém a pesquisa refere-se ao acesso a distância para assimilar um conteúdo em saúde. Todas as contribuições foram válidas por subsidiarem e estimularem a aprendizagem, incentivando a autonomia. Portanto, a tecnologia está adequada e pode ser utilizada para a educação em saúde a distância. Seu conteúdo não reflete nenhum tipo de discriminação ou preconceito e a duração do áudio está adequada. A construção de tecnologia assistiva deve ser submetida a análise para sua validação antes de ser disponibilizada ao público. Neste estudo, o pólo teórico, segundo modelo supracitado, foi então realizado e os pólos empírico e analítico serão efetivados em estudo posterior. Para desenvolver tecnologias capazes de tornar o indivíduo autônomo e saudável e, com isso, promover a saúde da população, o enfermeiro deve reconhecer demandas e necessidades da comunidade à qual assiste
Abstract: Care technology is an accessibility resource to integrate disabled people and mitigate the harms of exclusion. Educative materials accessible to blind people that can be disseminated through the Internet can increase their independence and autonomy. In recent years, digital inclusion is widely emphasized in education, within the social, work and health context. People need to feel included in any environment, with a view to interacting, communicating, expressing themselves and feeling mutually accepted. This research was developed at the Health Communication Laboratory of the Nursing Department at the Federal University of Ceará, Brazil. The goal was to assess a care technology for blind people, based on string literature about breastfeeding, using distance access for health promotion. Pasquali’s model (1999) was used as a theoretical-methodological framework, concretizing the theoretical pole. The research was carried out from March to September 2009. Three experts in each specialty collaborated: content, string literature, pedagogical aspects and technical aspects. For data collection, an instrument was filled out that assessed questions related to content, rules of string literature, the blind’s accessibility to this technology and its distance use. The analysis involved comparing the experts’ notes and critically reflecting on their suggestions. Ethical aspects were respected in compliance with Resolution 196/96. After assessments, the technology was adjusted until its final approval. While the content and string literature experts made two assessments from the perspective of improving the string, whose considerations were included into the technology instrument itself, the pedagogical aspect experts (availability of technology to blind people) made only one, as they suggested few adjustments. In that phase, one of the experts was blind, which was important for the research because the technology targets the blind population. Almost all items were considered totally adequate in the final analysis. Technical aspect experts (use of this technology at a distance) made only one assessment as, for a second analysis, only one expert filled out the instrument. As observed in this phase, they related the study with distance education, but the research refers to distance access to assimilate contents in health. All contributions were valid because they support and stimulate learning, encouraging autonomy. Therefore, the technology is adequate and can be used for distance health education. Its contents do not reflect any type of discrimination or prejudice and the duration of the audio is adequate. The construction of care technology should be submitted to analysis with a view to its validation before being put at the public’s disposal. In this research, the theoretical pole, according to the abovementioned model, was carried out, while the empirical and analytical poles will be carried out in future research. To develop technologies that can make people autonomous and health and, thus, promote the population’s health, nurses should recognize the demands and needs of the community they deliver care to.
Descrição: OLIVEIRA, Paula Marciana Pinheiro de. Avaliação de uma tecnologia assistiva sobre amamentação para pessoas cegas. 2009. 123 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1726
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_pmpoliveira.pdf1,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.