Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17322
Título: Avaliação da vulnerabilidade sísmica na realidade predial brasileira
Título em inglês: Seismic vulnerability assessment of actual building brasilian
Autor(es): Miranda, Paulo de Souza Tavares
Orientador(es): Araújo, Tereza Denyse Pereira de
Palavras-chave: Engenharia estrutural
Sismos
Vulnerabilidade
Estruturas de concreto
Data do documento: 19-Nov-2010
Citação: MIRANDA, P. S. T. (2010)
Resumo: Os recentes aumentos dos registros de abalos sísmicos no Brasil impulsionaram a publicação da NBR 15421 (ABNT, 2006) – projeto de estruturas resistentes a sismos - que estabelece os requisitos exigíveis para a verificação da segurança das estruturas relativamente às ações de terremotos. As recomendações desta norma objetivam reduzir os riscos sísmicos das novas estruturas de concreto. Com relação às estruturas de concreto existentes faz-se necessário um estudo da sua vulnerabilidade sísmica. Dentre os vários métodos de avaliação de vulnerabilidade sísmica encontrados na literatura, o método de Hirosawa, mais precisamente o seu primeiro nível de avaliação, foi escolhido para adaptação à realidade brasileira e sua aplicação em larga escala. No processo de adaptação do método, inicialmente são estudados os parâmetros da norma brasileira de projetos resistentes a sismos e realizada uma comparação desta com as normas sísmicas americanas, IBC (ICC, 2006) e SEI7 (ASCE, 2005). O estudo do método de Hirosawa permitiu a identificação dos ajustes necessários à sua adaptação considerando as exigências da NBR 15421 (ABNT, 2006) e as características construtivas locais. O método adaptado foi aplicado em um sistema com um grau de liberdade e em quatro estruturas modelo variando número de pavimentos e configuração estrutural em termos de irregularidade horizontal e vertical. As estruturas modelo procuram representar as edificações de uso essencial. Cada uma destas estruturas foi analisada supondo sua exposição a todas as acelerações sísmicas de projeto e executadas em qualquer uma das classes de terrenos abordadas na NBR 15421 (ABNT, 2006). Os resultados são apresentados em forma de tabelas, gráficos e mapas de vulnerabilidade sísmica. Nenhuma estrutura modelo apresentou vulnerabilidade sísmica na zona sísmica 0; em terrenos de classe E, todas as estruturas modelo apresentaram vulnerabilidade sísmica nas zonas 2, 3 e 4; e as estruturas regulares apresentaram melhor desempenho sísmico. O significado de vulnerabilidade exposto neste trabalho não está relacionado à obrigatoriedade de desativação da edificação, mas sim, à necessidade de análises mais detalhadas e complexas do comportamento esperado destas edificações frente a um evento sísmico.
Abstract: Recent increases of earthquakes records in Brazil led to the publication of NBR 15421 (ABNT, 2006) - Design of seismic resistant structures - which provides the necessary requirements for security verification of structures in relation to the seismic actions. The recommendations of this code aim to reduce the seismic risk of new concrete structures. With regard to existing concrete structures it is necessary to study their seismic vulnerability. Among the various methods of seismic vulnerability assessment found in literature, the Hirosawa method, more precisely its first level of screening procedure, was chosen to be adapted to the Brazilian reality and make a large scale application. In the adaptation process of the method are initially studied the parameters of the Brazilian design of seismic resistant structures code and a comparison with the American codes, IBC (ICC, 2006) and SEI7 (ASCE, 2005), is carried out. The study of Hirosawa method allowed the identification of the necessary adjustments to adapt the method considering the NBR 15421 (ABNT, 2006) requirements and local constructive characteristics. The adapted method was applied to a single degree of freedom system and to four model structures varying the number of floors and structural configuration in terms of horizontal and vertical irregularity. The model structures intend to represent essential building occupancy. Each one of the structures was analyzed assuming their exposure to all seismic design accelerations and being settled in any site class covered in NBR 15421 (ABNT, 2006). The results are presented in tables, graphs and maps of seismic vulnerability. No model structures presented seismic vulnerability in seismic zone 0; settled in site class E, all model structures presented seismic vulnerability in seismic zones 2, 3 and 4; and the regular structures showed better seismic performance. The meaning of vulnerability exposed in this work is not related to the mandatory off the building, but rather the need for more detailed and complex analysis of the expected behavior of these buildings under a seismic event.
Descrição: MIRANDA, P. S. T. Avaliação da vulnerabilidade sísmica na realidade predial brasileira. 2010. 133 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil: Estruturas e Construção Civil) – Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17322
Aparece nas coleções:DECC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_pstmiranda.pdf3,86 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.