Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1737
Título: Eficácia antimicrobiana do digluconato de clorexidina sobre dentina humana infectada por bactérias cariogênicas : estudo in vitro e in situ
Título em inglês: Antimicrobial efficacy of 2% chlorhexidine digluconate against cariogenic bacteria in human dentine : an in vitro and in situ study
Autor(es): Borges, Fátima Maria Cavalcante
Orientador(es): Rodrigues , Lidiany Karla Azevedo
Palavras-chave: Cárie Dentária
Agentes Antibacterianos
Data do documento: 2009
Citação: BORGES, F. M. C.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar in vitro e in situ os efeitos de um agente de limpeza cavitária a base de digluconato de clorexidina a 2% (CHX) na desinfecção de dentina cariada, bem como determinar a susceptibilidade de diferentes espécies a este agente antimicrobiano. Setenta blocos de dentina humana foram distribuídos de forma aleatória e submetidos a desafio cariogênico por um método microbiológico in vitro (n=15), bem como um in situ (n=20). No estudo in vitro, 30 blocos de dentina foram imersos por 5 dias, em caldo BHI inoculado com Streptococcus mutans, para indução de cárie. No estudo in situ, 20 voluntários usaram dispositivos palatinos contendo dois blocos de dentina, que foram gotejados com solução de sacarose 40%, 10 vezes ao dia, durante 14 dias. Ao final de cada período experimental, os blocos de dentina foram divididos aleatoriamente em dois grupos: Controle (solução de NaCl a 0,9%) e CHX. Amostras de dentina infectada foram coletadas antes e 5 min após cada tratamento, em seguida, as bactérias foram cultivadas e os microorganismos contados. Foram avaliados os seguintes microorganismos: estreptococos mutans in vitro e in situ, estreptococos totais, microorganismos viáveis totais e lactobacilos, in situ. A redução microbiana promovida por cada tratamento foi calculada e comparada entre os grupos pelo teste t, a susceptibilidade dos microorganismos isolados in situ foi comparada pela análise de variância ANOVA (= 5%). A redução microbiana promovida pela CHX foi significativamente maior quando comparada ao grupo controle para todos os microorganismos avaliados tanto in vitro quanto in situ. No entanto, não houve diferença na susceptibilidade dos vários microorganismos avaliados. Desta forma, a CHX foi capaz de reduzir a população microbiana em dentina infectada, sugerindo que esta abordagem pode ser uma ferramenta auxiliar para desinfecção de dentina cariada residual suprimindo o crescimento de microorganismos associados ao desenvolvimento de cárie.
Descrição: BORGES, Fátima Maria Cavalcante. Eficácia antimicrobiana do digluconato de clorexidina sobre dentina humana infectada por bactérias cariogênicas : estudo in vitro e in situ. 2009. 54 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1737
Aparece nas coleções:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_fmcborges.pdf851,64 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.