Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17458
Título: Convulsão febril : aspectos clínicos e terapêuticos
Título em inglês: Febrile seizures : clinical and therapeutic aspects
Autor(es): Alencar, Sarah Pinheiro de
Palavras-chave: Convulsões
Febre
Epilepsia
Data do documento: Jan-2015
Editor: Revista de Medicina da UFC
Citação: ALENCAR, S. P. (2015)
Resumo: Convulsões febris são uma manifestação epiléptica benigna da infância que ocorre entre 3 meses e 5 anos de idade e que afeta um número estimado de 2-5 % das crianças. As convulsões febris simples têm um prognóstico benigno em quase todos os casos e não necessitam de uma extensa investigação diagnóstica. As convulsões febris complexas necessitam de uma avaliação clínica mais detalhada e exames complementares podem ser indicados devido ao maior risco de causas subjacentes detectáveis e um discreto maior risco para o desenvolvimento posterior de epilepsia. As convulsões febris geralmente não têm efeitos negativos importantes no desenvolvimento cognitivo e motor. O uso da profilaxia com anticonvulsivantes tem controvérsias na literatura, porém não são rotineiramente recomendados tanto em crises simples, como nas complexas, uma vez que seus efeitos colaterais superam os benefícios dessa prática. Nesta revisão, serão abordados os aspectos clínicos e epidemiológicos das convulsões febris, além das considerações acerca do seu tratamento.
Abstract: Febrile seizures are benign epileptic manifestation of childhood that occurs between 3 months and 5 years of age and affects an estimated 2-5% of children. The simple febrile seizures have a benign prognosis in almost all cases, and do not require an extensive diagnostic investigation. Complex febrile seizures require a more detailed clinical evaluation and laboratory tests may be indicated because of the increased risk of underlying causes detectable and a slight increased risk for later development of epilepsy. Febrile seizures usually do not have significant negative effects on cognitive and motor development. The use of prophylactic anticonvulsants is controversial in the literature, but is not routinely recommended both simple crises, as in the complex, since its side effects outweigh the benefits of this practice. In this review, clinical and epidemiological aspects of febrile seizures will be addressed, in addition to considerations about their treatment.
Descrição: Alencar, Sarah Pinheiro de. Convulsão febril : aspectos clínicos e terapêuticos. Rev Med UFC, v. 55, n. 1, p. 38-42, jan./jun. 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17458
ISSN: 0100-1302 Impressa
Aparece nas coleções:DMC - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_art_spalencar.pdf567,14 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.