Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17465
Título: Lâminas de irrigação e doses de potásio na cultura da bananeira no terceiro ciclo de produção.
Título em inglês: Irrigation levels and potassium and doses drip in the culture of banana, production in the third cycle
Autor(es): Barroso, Andréia de Araújo Freitas
Orientador(es): Viana, Thales Vinícius de Araújo
Palavras-chave: Engenharia Agricola
Musa spp
Fertirrigação
Manejo de irrigação
Fertigation
Irrigation management
Productivity
Data do documento: 2009
Citação: BARROSO, A. A. F. (2009)
Resumo: A banana é uma das frutas mais apreciadas pelos consumidores brasileiros, possui custo relativamente baixo e é rica em vitaminas A, B e C, potássio e carboidratos, constituindo parte importante da renda dos pequenos produtores e da alimentação das camadas mais carentes. Entretanto, diante da carência de informações sobre lâminas e doses de fertilizantes observa-se a necessidade de maiores investimentos em estudos que possam proporcionar um adequado manejo de água e uma maior eficiência por aplicação de nutrientes. Por conseguinte este trabalho objetivou avaliar o efeito das lâminas de irrigação e doses de potássio, por gotejamento na cultura da bananeira (Musa spp.), cv. Pacovan Apodi, no 3º ciclo de produção. O experimento foi conduzido na área experimental da agroempresa Frutacor, em Limoeiro do Norte-CE (05° 06’ S, 37o 52’ W, 151 m) no período de julho/07 a junho/08. A cultura foi irrigada através de um sistema de irrigação por gotejamento, constando de cinco emissores por planta, com vazão nominal de 2,3 L h-1 e PS de 20 m.c.a. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com arranjo em parcelas subdivididas, com três repetições. Foram empregadas 05 (cinco) lâminas de irrigação (na parcela): 50%, 75%, 100%, 125% e 150% da ETc do lisímetro, que corresponde a L1, L2, L3, L4 e L5, respectivamente e quatro doses de potássio (na subparcela): 0%, 60%, 140% e 200% de K2O (recomendada pela análise do solo), que corresponde a K1, K2, K3 e K4, respectivamente. Através do software “SAEG 9.0 – UFV”, os dados foram submetidos à análise de variância e posteriormente quando significativo pelo teste F, ao nível de 5% de probabilidade, à análise de regressão, buscando-se ajustar equações com significados biológicos. A lâmina de água total consumida no 3º ciclo foi de 1.381,17 mm planta-1 (5,68 mm dia-1), num período de 243 dias. Os valores médios de Kc para os diferentes estádios de desenvolvimento da cultura foram de 0,92 (início), 1,07 (meio) e 0,98 (final). Dentre as variáveis fenológicas, as lâminas de irrigação influenciaram na circunferência do pseudocaule, comprimento e largura da 3ª folha, altura da planta e no total de área foliar; já as doses de potássio influenciaram somente na circunferência do pseudocaule. A concentração de K no fruto sofreu influência significativa dos tratamentos aplicados, sendo que a dose de 639 g planta-1 ciclo-1 de potássio, produziu uma concentração máxima desse nutriente no fruto de 18,63 g kg-1. As lâminas de irrigação influenciaram em todas as variáveis de pós-colheita e a máxima produtividade foi 60 t ha-1, alcançada na lâmina de 1.563 mm ciclo-1.
Abstract: The banana is the Brazilian consumers most appreciated fruit. It has relatively low cost and is rich in vitamins A, B and C, potassium and carbohydrates. It is also an important part of the economic activity for small producers and food source for most people with low incomes. However, given the lack of information on both adequate water levels for irrigation and rates of fertilizers, there is a need of greater investments in research that could provide an efficient management of water and as well as greater efficiency of application of nutrients. Thus, this study aimed to evaluate the effect of irrigation levels and potassium rates, via drip irrigation system in the culture of banana (Musa spp.) cv. Pacovan Apodi, considering the 3º cycle of production. The experiment was conducted at the experimental area of the agroempresa Frutacor in Limoeiro Norte – CE (05° 06’ S, 37º 52’ W, 151 m) in the period from june/07 the july/08. The crop was irrigated by a drip irrigation system, consisting of five emitters per plant, with nominal flow rate of 2.3 L h-1 and PS 20 mca. The experimental design consisted of a randomized blocks in a split plots design, with three replications. It was considered 5 (five) water depth (in part): 50%, 75%, 100%, 125% and 150% of the lysimeter ETc L1, L2, L3, L4 and L5, respectively and four rates of potassium (the subplot): 0%, 60%, 140% and 200% of K2O recommended by soil analysis laboratory, which correspondded to K1, K2, K3 and K4, respectively. By using the software “SAEG 9.0 – UFV”, the data were submitted to analysis of variance and then, when significant, by F test, to 5% level of probability. The regression analysis folllowed the fine-tune equations methodology considering the reffering biological meanings. The level (layer) of total water consumption in the 3º cycle was 1381.17 mm plant-1 (5.68 mm day-1), over a period of 243 days. The values of Kc for the different stages of development of the culture were 0.92 (top), 1.07 (at the middle period) and 0.98 (at the end period). Considreing the phenological variables, the irrigation levels influenced the following: circumference of the pseudostem, length and width of the 3ª leaf, plant height and total leaf area, while the rates of potassium influenced only on the circumference of the pseudostem. In relation to the phenological variables, the irrigation levels influenced the following: the circumference of the pseudostem, length and width of the 3ª leaf, plant height and total leaf area, while the rates of potassium influenced only on the circumference of the pseudostem. The concentration of K in the fruit had a significant influence for treatments, and the rate of 639 g plant-1 cycle-1 of potassium, resulted in the maximum concentration of this nutrient in the fruit, which was of 18.63 g kg-1. The water depth, for all the variables, influenced all post-harvest variable, being the maximum productivity 60 t ha-1, achieved at the water applied layer (level) of 1.563 mm cycle-1.
Descrição: BARROSO, Andréia de Araújo Freitas. Lâminas de irrigação e doses de potásio na cultura da bananeira no terceiro ciclo de produção. 2009. 113 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia Agrícola, Fortaleza-CE, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17465
Aparece nas coleções:PPGENA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_arcampelo.pdf1,29 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.