Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17526
Título: Estudos das águas da bacia hidrográfica do rio Banabuiú no trecho entre Quixeramobim e Banabuiú - Ceará, Brasil
Título em inglês: Studies of the waters of banabuiú river basin in the stretch between Quixeramobim and Banabuiú - Ceará, Brazil
Autor(es): Moura, Idembergue Barroso Macedo de
Orientador(es): Frischkorn, Horst
Coorientador(es): Gomes, Diolande Ferreira
Palavras-chave: Hidrogeologia
Bacias hidrográficas – Ceará
Hidrografia – Ceará
Data do documento: 2013
Citação: MOURA, I. B. M. (2013)
Resumo: A área deste estudo de hidrogeologia abrange a Bacia do Banabuiú, trecho entre Quixeramobim e Banabuiú, e está localizada às margens dos rios Quixeramobim e Banabuiú. É necessário para os usuários e gestores conhecer os aspectos qualitativos e quantitativos das águas usadas e a interação entre as águas dos rios Quixeramobim e Banabuiú com os aquíferos aluvionares. O objetivo deste estudo foi aprofundar os conhecimentos sobre a hidrogeologia dos aluviões em relação às reservas, qualidade e hidrodinâmica das águas. Para isto, realizou-se o cadastro de poços, monitoramento das variações dos níveis estáticos, levantamento planialtimétrico, levantamento geofísico por resistividade, medidas de parâmetros físico-químicos, biológicos, metais pesados, análises isotópicas (18O e D) nas águas da chuva, dos poços, dos rios Banabuiú e Quixeramobim, e do açude Banabuiú. A estimativa das reservas dos aquíferos aluvionares também foi realizada. No tratamento e interpretação dos dados usou-se o diagrama de Piper, diagrama USSL, Ato e Resist, para interpretação das SEVs, programa Surfer 8.0 para simulação do fluxo subterrâneo, e padrões de potabilidade da portaria Nº 2914/2011 do Ministério da Saúde. Verificou-se que o fluxo subterrâneo dirige-se na mesma direção dos rios Quixeramobim e Banabuiú, ou seja, em direção ao Leste. O aquífero aluvionar apresenta uma espessura média da ordem de 7,08 m. A recarga dos aluviões no trecho entre Quixeramobim e Banabuiú foi de 6,09x106 m3/ano e a reserva permanente é de aproximadamente 34,8x106 m3. Os principais problemas para o consumo humano das águas (superficiais e subterrâneas) são os coliformes totais, o elemento ferro, a elevada salinidade, o nitrato, o manganês e o alumínio, estes se encontram com valores acima do permitido pela Portaria nº 2914 do Ministério da Saúde. Portanto, estas águas só podem ser consumidas após o devido tratamento. Para o uso na irrigação, as águas superficiais e dos aluviões podem ser utilizadas sem muitos problemas, já a água do domínio hidrogeológico cristalino, requer uma prática de irrigação controlada. A reta meteórica local dos isótopos estáveis para o período estudado foi muito semelhante à GMWL. Os aquíferos aluvionares recebem alimentação pelos rios Quixeramobim e Banabuiú. As águas dos poços do domínio hidrogeológico cristalino sofreram recarga apenas por águas meteóricas. As águas dos poços do aquífero aluvionar sugerem que sofreram evaporação durante a recarga. Finalmente, ocorre uma estratificação (térmica e química) no período chuvoso e uma desestratificação no período de estiagem.
Abstract: The area of this hydrogeological study covers the Banabuiú Basin, in the stretch between Quixeramobim and Banabuiú, and is located on the banks of rivers Quixeramobim and Banabuiú. It is necessary for users and water managers to be aware of the qualitative and quantitative aspects of the water and the interaction between the rivers Quixeramobim and Banabuiú and the alluvial aquifers. For these reasons, we sought to deepen the knowledge about the hydrogeology of the alluvial deposits with respect to reserves, hydrodynamics and water quality. Methods included a data bank of wells, monitoring of changes in static levels, a planialtimetric survey, a geophysical survey by electric resistivity, measurements of physico-chemical and biological parameters, heavy metals, stable isotope analyses (18O and D) in rain, waters from wells, rivers Banabuiú and Quixeramobim, and Banabuiú dam. An estimation of reserves of alluvial aquifers was also made. In the treatment and interpretation of the data Piper and USSL diagrams were used as well as, Ato and Resist for interpretation of VES, program Surfer 8.0 for simulation of groundwater flow; potability standards of Portaria Nº. 2914/2011 of the Ministry of Health were used to judge water quality. Results indicate that the groundwater flow has in the same direction of rivers Quixeramobim and Banabuiú, ie eastward. The alluvial aquifer has an average thickness of approximately 7.1 m. The recharge to the alluvium in the stretch between Quixeramobim and Banabuiú was of 6.09 x106 m3/year and permanent reserve is of approximately 34.8 x106 m3. The main problems for human consumption of the waters (surface and groundwater) are total coliforms, the element iron, high salinity, nitrate, manganese and aluminum; these present values higher than permitted by Portaria Nº 2914. Therefore, these waters can only be consumed after proper treatment. In irrigation, surface water and alluvium can be used without many problems; however, waters from the crystalline domain require a practice of controlled irrigation. The stable isotope local meteoric water line for the period studied showed a slope very similar to the GMWL. The alluvial aquifers receive recharge from rivers Quixeramobim and Banabuiú. Wells in the crystalline bedrock receive recharge by rainwater. The waters of the alluvial aquifer wells suggest that they suffered evaporation while recharging. Finally, there is a slight stratification in Banabuiú dam (thermal and chemical) in the rainy season that disappears in the dry season.
Descrição: MOURA, Idembergue Barroso Macedo de. Estudos das águas da bacia hidrográfica do rio Banabuiú no trecho entre Quixeramobim e Banabuiú - Ceará, Brasil. 2013. 243 f. Tese (Doutorado em geologia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17526
Aparece nas coleções:DGL - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_tese_ibmmoura.pdf8,2 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.