Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1757
Título: Efeitos do ranelato de estrôncio sobre o tempo de osseointegração de implantes dentários de titânio instalados em tíbia e em fêmur de coelhos”
Título em inglês: The effect of srontrium ranelate in the osseontegration of dental implants in tibia and femur of rabbits
Autor(es): Magalhães, Glívia Maria Silveira
Orientador(es): Sarparo , Henrique Clasen
Palavras-chave: Osseointegração
Osteoporose
Implantes Dentários
Data do documento: 2009
Citação: MAGALHÃES, G. M. S. (2009)
Resumo: A integração dos implantes dentários no osso tem sido amplamente relatada nas últimas décadas desde os trabalhos originais de Branemark e co-autores. O uso de implantes dentários de titânio no tratamento de pacientes edêntulos ou parcialmente edêntulos tem se tornado uma alternativa para restauração funcional e estética, entretanto esses resultados dependem da quantidade e da qualidade do osso maxilar ou mandibular. Osteoporose é uma doença que influencia a qualidade do tecido ósseo, tornando-o susceptível à fratura. Relação importante tem sido descrita entre massa óssea oral e esquelética em mulheres pós-menopausa. A osteoporose tem sido considerada um fator de risco para a osseointegração de implantes dentários, embora o assunto ainda seja bastante controverso. O ranelato de estrôncio é uma nova terapia para o tratamento e prevenção da osteoporose, que dissocia a formação óssea da reabsorção óssea permitindo continuada produção de osso enquanto diminui a sua reabsorção. O objetivo do presente trabalho foi determinar, em coelhos, o efeito da terapia sistêmica com ranelato de estrôncio sobre o tempo de osseointegração de implantes dentários baseado nos valores do torque para a sua remoção. Sessenta e quatro implantes dentários de titânio idênticos foram, então, instalados, seguindo protocolo cirúrgico padronizado, na distal do fêmur e proximal da tíbia, bilateralmente, de 16 coelhos brancos da raça Nova Zelândia (64 implantes no total). Uma semana antes da instalação dos implantes, foi iniciada a administração de doses de ranelato de estrôncio (625mg/kg/dia) a 8 coelhos prorrogada até o sacrifício desses animais. Os outros 8 coelhos pertenciam ao grupo controle, sem medicação. Um coelho de cada grupo foi sacrificado com 15, 30, 45, 60, 75, 90, 105 e 120 dias e os valores do torque para a remoção dos implantes foi determinado por um torquímetro digital. A análise dos dados desses torques mostrou que não houve nenhuma diferença estatística entre o grupo experimental e o grupo controle. Com base nos achados do presente trabalho, concluiu-se que o tempo de 15 até 120 dias de uso de ranelato de estrôncio não interferiu no tempo de osseointegração.
Abstract: The integration of titanium dental implants in bone has been reported extensively over the last few decades beginning with the original work of Branemark and co-workers. The use of titanium endosseous dental implants in the treatment of edentulous or partially edentulous patients has become an alternative to restore function and esthetics, however, this results depend on the quantity and quality of the maxillary or mandibular bone. Osteoporosis is a disease that influences the quality of bone tissue such that it may become susceptible to fracture. Significant relationship have been reported between oral bone and skeletal bone mass in postmenopausal women. Osteoporosis could, therefore be considered a risk factor for osseointegration of dental implants, but this is still controversial. Strontium ranelate is a new therapy for the treatment and prevention of osteoporosis that may dissociate bone formation and bone resorption by allowing continued production of bone while decreasing bone resorption. The purpose of this study was to determine the effect of systemic strontium ranelate therapy on early dental implant osseointegration based on torque-removal values in rabbits. Sixty-four identical titanium dental implants were placed using a standardized surgical protocol in the bilateral distal femur and proximal tibia of 16 New Zealand white rabbits (64 implants total). One week before implant placement, 8 rabbits were given doses of strontium ranelate (625mg/kg/day) until euthanized. The other 8 rabbits were untreated controls. One rabbit of each group were sacrificed in time of 15, 30, 45, 60, 75, 90, 105, 120 days, and torque-removal values were determined using a digital torque wrench for all implants. Analyses of torque data showed no statistical differences between the strontium ranelate and control groups. Based on the findings of this study, we can conclude that the time of 15 to 120 days of strontium ranelate administration does not interfere with the timing of early dental implant osseointegration in an animal model.
Descrição: MAGALHÃES, Glívia Maria Silveira. Efeito do ranelato de estrôncio sobre o tempo de osseointegração de implantes dentários de titânio instalados em tíbia e em fêmur de coelhos. 2009. 68 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1757
Aparece nas coleções:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_gmsmagalhaes.pdf1,51 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.