Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17590
Título: O lugar da voz na clínica psicanalítica
Autor(es): JULIBONI, Elizabeth Chacur
Palavras-chave: Psicanálise
Freud
Paranóico
Data do documento: 2012
Editor: Revista de Psicologia
Citação: JULIBONI, E. C. (2012)
Resumo: A mudança de posição do lugar da voz na clínica inaugurou a psicanálise. A promoção da escuta dos pacientes e o reconhecimento do valor de sua fala sobrepondo-se à voz do saber médico estabeleceram a prática psicanalítica como tal. Essa inovação pôde acontecer porque Freud ouviu e foi dócil à histérica. Ao resistir à hiponse, elas o obrigaram a escutá-las. Ele, ao se calar, fez emergir a voz tomando-a como objeto pulsional e oferecendo-lhe o campo enigmático do silêncio necessário para que o dito de suas pacientes pudesse modular um dizer. Falar e escutar, circuito que evidencia os efeitos do dito sobre o dizer segundo um hiato em que situamos o sujeito e as bordas de seu gozo. A voz como objeto pulsional foi conceituada por Jacques Lacan com base na lista dos objetos pulsionais estabelecida por Freud, que localizou, essencialmente, os objetos oral (o seio), anal (as fezes) e fálico (o falo). No trabalho do psicanalista francês, a abordagem da voz tem sua origem no estudo das alucinações psicóticas que invadem e possuem o sujeito, como se vê, notadamente, no delírio paranóico. Lacan, no entanto, rapidamente extrai o objeto voz dessa particularidade psicopatológica para incluí-lo na própria dinâmica do tornar-se sujeito. Esta démarche introduz a voz como um objeto da pulsão (invocante), ao lado do seio (pulsão oral), das fezes (pulsão anal) e do olhar (pulsão escópica).
Descrição: JULIBONI, Elizabeth Chacur. Resenha. O lugar da voz na clínica psicanalítica. Revista de Psicologia, Fortaleza, v. 3, n. 2, p. 99-101, jul./dez. 2012. Resenha de: VIVÈS, Jean-Michel. A voz e a clínica psicanalítica. Rio de Janeiro: Editora Contracapa, 2012, 96p.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17590
ISSN: 2179-1740 (online)
0102-1222 (impresso)
Aparece nas coleções:DPSI - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_art_ecjuliboni.pdf276,7 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.