Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1761
Título: Enfermeiros da estratégia de saúde da família : ações e desafios para a promoção da saúde do adolescente na escola
Título em inglês: Nurses of family health strategy : actions and challenges for promoting adolescent health at school
Autor(es): Torres, Cibele Almeida
Orientador(es): Pinheiro , Patrícia Neyva da Costa
Palavras-chave: Promoção da saúde
Educação em Saúde
Saúde do Adolescente
Data do documento: 2009
Citação: TORRES, C. A. (2009)
Resumo: A vulnerabilidade dos adolescentes brasileiros é representada por números expressivos de mortes por causas externas, alto índice de desemprego, evasão escolar, gravidez precoce, infecção por doenças sexualmente transmissíveis e envolvimento com drogas. No sentido de reverter esse quadro desfavorável, as políticas públicas apontam a necessidade de ações intersetoriais voltadas para promoção da saúde dos adolescentes nas escolas. Dentre os profissionais de saúde que poderão atuar continuamente nas escolas, tem-se o enfermeiro da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Este estudo propõe-se a analisar o contexto dos Enfermeiros da ESF para a promoção da saúde do adolescente no cenário escolar, verificar o conhecimento dos Enfermeiros, identificar a atuação deles e identificar as condições influenciadoras para suas ações. Trata-se de um estudo transversal e exploratório, realizado com 168 enfermeiros da ESF de Fortaleza nos Centros de Saúde da Família (CSF), no período de janeiro a outubro de 2009. Aplicou-se um questionário semiestruturado. As associações entre ação, atuação e capacitação dos enfermeiros com suas características foram analisadas por meio de testes X2 ou de máximo verossimilhança, sendo considerados estatisticamente significantes aqueles com p < 5%. As questões subjetivas foram organizadas em categorias temáticas, analisando-as qualitativamente. Os aspectos éticos e legais foram respeitados. A população estudada revelou-se eminentemente feminina, em idade produtiva, residindo distante da comunidade na qual trabalham, a maioria graduada a mais de 5 anos e especialista, necessitando de cursos de formação na área estudada e com uma diversidade de recursos comunitários disponíveis para colaborar em sua atuação. O conhecimento dos enfermeiros apontou que aspectos como políticas públicas e legislações, funções do enfermeiro na saúde do adolescente, quesitos da saúde escolar e quesitos da escola promotora de saúde formam um entrelace necessário para a efetivação da promoção da saúde do adolescente. A atuação dos enfermeiros nas escolas foi considerada como uma ação de fundamental importância e viável para este profissional exercer, porém eles consideram-se pouco capacitados para seu desempenho. O espaço escolar foi ainda evidenciado como espaço de promoção da saúde e integração com o CSF e que o enfermeiro foi avaliado por 98,8% como o profissional que deve atuar no ambiente escolar. A atual conjuntura de atuação dos enfermeiros, porém, apontou a necessidade de um novo arranjo, incluindo um planejamento que permita uma maior freqüência, maior diversidade de temas, metodologias criativas, com novos parceiros e atores que atendam as reais expectativas dos adolescentes, buscando a promoção da saúde nas escolas. Foram analisados também os fatores que influenciam e repercutem na atuação dos enfermeiros nas escolas com adolescentes, fomentando reflexão crítica para a construção de uma nova realidade que realmente se concretize de maneira contínua e integrada com a comunidade escolar. A partir dos achados deste estudo, um desencadear de aspectos destaca as ações dos enfermeiros da ESF como viáveis, porém, para sua concretização, o Estado deve se apoderar de seus deveres, permitindo que a promoção da saúde escolar se concretize. Portanto, a atuação dos enfermeiros na escola trata-se de um campo promissor que aguarda o planejamento, estruturação e efetivação para a excelência esperada.
Descrição: TORRES, Cibele Almeida. Enfermeiros da estratégia de saúde da família : ações e desafios para a promoção da saúde do adolescente na escola . 2009. 107 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1761
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_catorres.pdf2,65 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.