Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17659
Título: Reestruturação socioespacial em Fortaleza e suas implicações na habitação
Título em inglês: Socio spatial restructuring in Fortaleza and its implications in housing
Autor(es): Barbosa, Anna Emília Maciel
Orientador(es): Silva, José Borzacchiello da
Palavras-chave: Geografia urbana
Reestruturação urbana
Acumulação
Segregação urbana
Habitação
Restructuring
Data do documento: 2016
Citação: BARBOSA, A. E. M. (2016)
Resumo: Fortaleza, em seu processo de organização socioespacial passou por inúmeras reestruturações urbanas que produziram, uma cidade cada vez mais segregada, com expulsão periódica dos moradores pobres das áreas centrais. Muitos destes, migraram para a periferia da cidade promovendo uma expansão da malha urbana. Tal processo, abriu precedente para uma intensificação na ocupação do litoral, em especial na parte leste, que com o passar dos anos foi sendo apropriado por segmentos populacionais com maior poder de compra, bem como, pelo mercado imobiliário. O Grande Mucuripe é um importante exemplo desta dinâmica na capital, pois desde meados do século XX tornou-se um eixo de expansão da cidade, expansão de atividades industriais e terciárias, bem como do capital imobiliário. Na primeira década do século XXI, foi intenso o processo de produção espacial na área, acelerada no período de preparação de Fortaleza para Copa do Mundo 2014. Este serviu como pano de fundo para um grande processo de reestruturação no Grande Mucuripe, onde se verificou ações do Estado no processo de construção e instalação de grande equipamentos, abrindo caminhos para a aplicação do capital excedente em áreas visadas há tempos pelo ramo da construção imobiliária. Esse movimento, gerou resistência dos mais pobres, que se viam em meio a um intenso processo de acumulação por espoliação. As lutas revelaram a continuidade da problemática habitacional em Fortaleza, bem como o processo de periferização da pobreza, gerando acirramento da segregação socioespacial. A porção leste da cidade, que historicamente foi grande receptora de investimentos, saturou o espaço e o mercado em determinados bairros, permitindo uma expansão mais a leste, área que ainda apresenta vazios urbanos em especulação e reservas de terras ocupadas por populações pobres. Sua localização, aliado a proximidade da praia e a ideologia de status social, permitiu uma grande valorização dos terrenos mucuripenses, acirrando esta disputa pela apropriação do solo urbano e consolidando a segregação socioespacial na capital cearense. Para a execução da tese, foram levantados dados qualitativos e quantitativos, principalmente os fornecidos pelo IBGE (2010) e PMF, bem como a base cartográfica utilizada na construção dos mapas. Além disso, foram realizados levantamento bibliográfico e registros fotográficos da área em estudo.
Abstract: Fortaleza has undergone many urban restructuring process, during your process of socio-spatial organization. It produced a city increasingly segregated, with periodic expulsion of poor residents of the central areas. Many of these migrated to the outskirts of the city, promoting an expansion of the urban fabric. This process opened precedent for an intensification in the occupation of the coast, especially in the eastern part, which over the years was being appropriated by population segments with greater purchasing power, as well as the real estate market. The Grande Mucuripe is an important example of this dynamic in the capital, because since the mid-twentieth century it became an axis of expansion of the city, expansion of industrial and tertiary activities, as well as real estate capital. In the first decade of this century, it was intense spatial production process in the area, especially in Fortaleza, for World Cup 2014. This served as a backdrop for a major restructuring process in the Grande Mucuripe. The State provided many actions in the process of building and large equipment installation, opening the way for the application of surplus capital in targeted areas, important for the branch of building. This movement has generated resistance of the poorest, who suffered because an intense process of accumulation by dispossession. The struggles revealed the continuity of the housing problem in Fortaleza, and the process of poverty peripheries, generating worsening of socio-spatial segregation. The saturation the space and the market in certain neighborhoods of eastern portion of the city that was historically large recipient of investment, allowed for expansion further east, an area that still has gaps in urban speculation and land reserves inhabited by poor people. Its location, combined with proximity to the beach and the ideology of social status, allowed a great appreciation of mucuripenses land, exacerbating this dispute over the ownership of urban land and consolidating the socio-spatial segregation in Fortaleza. For the implementation of the thesis, qualitative and quantitative data were collected, mostly provided by IBGE (2010) and PMF, and the basemap used in the construction of maps. In addition, they conducted bibliographic and photographic records of the study area.
Descrição: BARBOSA, Anna Emília Maciel. Reestruturação socioespacial em Fortaleza e suas implicações na habitação. 2016. 206 f. Tese (Doutorado em geografia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17659
Aparece nas coleções:DGR - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_aembarbosa.pdf7,08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.