Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1767
Título: Avaliação in vitro do efeito da desnaturação térmica do colágeno e do tratamento com clorexidina da dentina na resistência adesiva
Título em inglês: In vitro evaluation of the effect of thermal collagen denaturation and chlorhexidine application on resin-dentin bond strength
Autor(es): Silva, Marília Mota
Orientador(es): Fernandes , Carlos Augusto de Oliveira
Palavras-chave: Dentina
Colágeno
Data do documento: 2010
Citação: SILVA, M. M. (2010)
Resumo: Os sistemas adesivos atuais promovem uma imediata e eficaz resistência de união com os substratos dentais. Entretanto, ao longo do tempo, pode haver uma degradação desse processo, influenciando negativamente na manutenção dos valores de resistência. O digluconato de clorexidina (CHX) tem seu emprego difundido na odontologia como um agente antimicrobiano, entretanto além da ação desinfetante, ele tem sido estudado para manter a estabilidade da resistência adesiva. Por outro lado, alguns autores têm considerado a hipótese de que as fibras de colágeno podem não ser tão importantes para a união micromecânica entre dentina e resina composta, já que existem evidências de que o próprio condicionamento com ácido fosfórico pode levar a uma mudança na estrutura molecular das fibras, podendo desnaturá-las. Este estudo tem por objetivo avaliar a resistência adesiva entre sistema adesivo e dentina, utilizando um sistema adesivo convencional, em função do tempo e dos tratamentos que serão empregados: desnaturação das fibras de colágeno e aplicação do CHX previamente ao sistema adesivo. Para isto foram utilizados 30 terceiros molares humanos que tiveram a dentina superficial exposta, seguido do condicionamento com ácido fosfórico e divididos em três grupos. O grupo controle e grupo CHX foram imersos em água a 37ºC durante 10 minutos e o grupo desnaturação em água a 50ºC durante 10 minutos. O grupo controle e desnaturação foram tratados de acordo com as instruções dos fabricantes e o grupo CHX com clorexidina a 2% após o condicionamento ácido e antes da aplicação do sistema adesivo. Os espécimes ficaram armazenados em água destilada a 37ºC e, posteriormente cortados, obtendo-se espécimes em forma de palitos que foram testados nos períodos de 24h e 6 meses. Os espécimes foram tracionados até a ruptura da união a uma velocidade de 1mm/min e sua força de união mensurada. O modo de fratura foi observado utilizando microscopia ótica com 40X de aumento. Os dados da resistência de união foram estatisticamente analisados usando os testes de Kolmogorov-Smirnov, Levine, F de Snyder, Turkey e T de Student. Os resultados da microtração mostraram que o grupo controle, o grupo tratado com CHX e o grupo desnaturado, tiveram uma redução significativa da resistência (p < 0,05) após 6 meses. Entretanto o percentual dessa redução do grupo CHX foi de apenas 16,08%, enquanto o grupo controle teve 27,27% e o grupo desnaturado 28,58%. Observa-se uma queda da resistência menor no grupo CHX, quando comparado aos outros 2 grupos. A degradação da camada híbrida foi significativa no período de 6 meses nos dois tratamentos utilizados, embora o grupo CHX tenha apresentado uma melhor performance. A desnaturação térmica das fibras de colágeno não influenciou a resistência adesiva.
Abstract: The current adhesive systems promote an immediate and effective bond strength to dental substrates, however, over time, there may be a degradation of that process, impacting negatively on the maintenance of resistance values. Chlorhexidine digluconate (CHX) its widespread use in dentistry as an antimicrobial agent, however beyond acting disinfectant, it has been studied to maintain the stability of the bond strength. On the other hand, some authors have considered the hypothesis that the collagen fibers may not be as important for micromechanical union between dentin and composite resin, since there is evidence that the phosphoric acid itself can lead to a change in the structure molecular fibers, which can denature them. The aim of this study was evaluate the effect of thermal collagen denaturation and 2% chlorhexidine (CHX) application on resin-dentin bond strength in teeth restored with conventional adhesive. The study sample consisted of 30 human third molars, of which the dentin was exposed followed by phosphoric acid etching. The specimens were distributed in three main groups (CHX, thermal denaturation and control). Thermal denaturation consisted of immersion in water at 50ºC for 10 minutes. Control and thermal denaturation groups was costumarily restored and CHX group was treated with 2% chlorhexidine after acid etching and before bonding. The specimens were stored in distilled water at 37ºC for 24 hours or 6 months and then sectioned into sticks which were submitted to tensile bond testing at a crosshead speed of 1mm/min. The bond failure mode was observed by microscopy (40X). The results of the tensile bond test were expressed in MPa and analyzed with the tests of Kolmogorov-Smirnov, Levine, Snyder F, Tukey and Student t. In all groups bond strength decreased significantly over 6 months (p<0.05), but the loss of bond strength was smaller in the CHX group (16,08%) than in the control group (27,27%) and the thermal denaturation group (28,58%). The hybrid layer was extensively degraded over a period of 6 months. However, treatment with CHX reduced loss of bond strength in relation to controls. Thermal denaturation of collagen fibrils did not affect bond strength.
Descrição: SILVA, Marília Mota. Avaliação in vitro do efeito da desnaturação térmica do colágeno e do tratamento com clorexidina da dentina na resistência adesiva. 2010. 46 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1767
Aparece nas coleções:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_mmsilva.pdf883,5 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.