Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17672
Título: Dinâmica morfológica da planície costeira do Estado do Piauí: evolução, comportamento dos processos costeiros e a variação da linha de costa
Autor(es): Paula, Jorge Eduardo de Abreu
Orientador(es): Morais, Jader Onofre de
Palavras-chave: Morfodinâmica - Piauí
Erosão costeira
Data do documento: 2013
Citação: PAULA, J. E. de A. (2013)
Resumo: A planície costeira do Estado do Piauí (situada no nordeste setentrional do Brasil) está inserida numa paisagem costeira marcada por uma variedade de feições geomorfológicas distintas, praias arenosas baixas, recifes de arenito, sistemas estuarinos e marinhos complexos, lagoas costeiras, planícies de marés, esporões arenosos, extensos campos dunares, planície deltaica dentre outras. Estas feições são resultantes da ação conjugada de ondas, correntes costeiras, ação fluvial, variações do nível do mar e fatores climato-meteorológicos que, ao longo do tempo geológico, permitiram a essa paisagem costeira tal configuração. Essa área integra ainda parte da Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba e tem extensão de aproximadamente 66 km abrangendo os municípios de Cajueiro da Praia, Luís Correia, Parnaíba e Ilha Grande de Santa Isabel. Essa área merece destaque por sua importância socioeconômica e ambiental em função da diversidade de ambientes naturais que ali se encontram subsidiando a execução de atividades como a pesca artesanal, a extração mineral, a aqüicultura, a urbanização, o turismo dentre outras. A presente tese aborda a dinâmica morfológica e costeira atuante nas praias oceânicas da planície costeira piauiense e discute as variáveis que comandam os processos costeiros atuantes, tendo como objetivo primordial levantar e discutir a relação entre o comportamento destas variáveis e as formas de intervenção humana. Para o desenvolvimento da pesquisa, inicialmente, foram levantadas informações da área (mapas, cartas, relatórios, documentos e pesquisas diversas). Em seguida foram delimitadas células para monitoramento (em quatro campanhas anuais, durante dois anos) onde ocorreu a realização de perfis topográficos, coleta e análise de sedimentos, levantamento de dados do clima de ondas, identificação de indicadores da variação do nível do mar na região e identificação de indicadores de vulnerabilidade à erosão costeira. Com base nos dados de hidrodinâmica, sedimentologia e morfologia foram aplicados quatro parâmetros de classificação morfodinâmica (Ômega e RTR, Delta, Índice de Praia, Parâmetro de Medida de Arrebentação). As diferentes classificações morfodinâmicas denotaram a predominância de estágios intermediários para as praias piauienses, geralmente de tendência à praias dissipativas com presença de bancos e barras submersas. Os parâmetros que mais se aproximaram à realidade das praias piauienses foram o Ômega associado ao RTR e o parâmetro Delta, tendo em vista que os outros parâmetros fazem a integração de praias intermediárias diferenciadas em um mesmo grupo. Pode-se afirmar que a área apresenta muitos indicadores de vulnerabilidade à erosão, no entanto estes geralmente têm causas associadas a condicionantes naturais. Verificou-se que 50% das praias do litoral do Piauí são de alto risco à erosão associadas a causas naturais; 40,9% é classificada com de médio risco a erosão, compondo as praias de baixa ocupação e uso sazonal; 4,5% que apresenta muito baixo risco à erosão, que representa as praias mais isoladas, e 4,5% que já apresenta muito alto risco a erosão associadas a fatores antrópicos, havendo ainda contribuição dos fatores naturais, sendo necessária, breve tomada de decisão para a mitigação do processo. O comportamento do fluxo de sedimentos na região e a configuração da costa denotam que a área representa em geral um “sumidouro” para os sedimentos litorâneos. As praias situadas na porção Oeste (Ilha Grande), junto à frente deltáica recebem influencia da descarga do rio Parnaíba, havendo acresção da extensão do perfil transversal da praia e aumento do volume no perfil longitudinal. As taxas de variação da linha de costa entre 1987 e 2010 mostraram variações ocorrentes principalmente nas desembocaduras fluviais e junto a pontais rochosos ou recifes. Mas processos erosivos associados à ação humana, juntamente à suscetibilidades naturais da área já são observados nas Praias de Coqueiro e Pedra do Sal, com danos a estruturas urbanas. Assim, mesmo havendo predominância de causas naturais para os indicadores de vulnerabilidade a erosão é preciso que haja o ordenamento do crescimento e desenvolvimento da região de modo que se almeje o desenvolvimento equilibrado respeitando as suscetibilidades do ambiente costeiro.
Abstract: Coastal plain of Piauí State (located in the Brazil northeast) is a landscape coastal composed by variety of geomorphological distinct features as low sandy beaches, sandstone reefs, estuarine and marine complexes systems, coastal lagoons, tidal plains, sandy spits, extensive sand dunes, deltaic plain and others features. These features result of the combined action of waves, coastal currents, fluvial action, sea level variation and climatic and meteorological factors that over geological time left printed this setting on coastal landscape. This area also includes part of the Delta do Parnaíba Environmental Protection Area with a length of approximately 66 km covering the municipalities of Cajueiro da Praia, Luís Correia, Parnaíba and Ilha Grande de Santa Isabel. This area deserves attention for its environmental and socioeconomic importance because of the natural diversity environments that allowing the execution of many activities such as fishing, mineral extraction, aquaculture, urbanization, tourism and others. This thesis debate about the coastal and morphological dynamics on the Piauí coastal plain beaches. Discuss the variables that control the active coastal processes, with the primary objective understand of the relationship between this variables behavior and human interventions forms. To develop the research were initially raised area information (maps, charts, reports, documents and researchs). Then were defined monitoring cells (where were realized four campaigns per year for two years) which topographical profiles, collection and analysis of sediments, collection of wave climate data, identifying of sea level change indicators and identifying of vulnerability to coastal erosion indicators. Based on the hydrodynamics, sedimentology and morphology data were applied four morphodynamics parameters classification (RTR and Omega, Delta, Beach Index, Surf Scale Parameter Measurement). The different morphodynamic ratings denote the predominance of intermediate stages to the Piauí beaches generally trend to dissipative beaches with submerged banks and bars. RTR and Ômega and Delta parameters were the parameters that most came closer to reality Piauí beaches. In the use of other parameters ocurred the integration of differentiated intermediate beaches in the same group. This area presents many indicators of vulnerability to erosion, however these usually have causes associated by natural constraints. 50% of Piauí coastal beaches are high risk to erosion associated with natural causes. 40.9% are classified as medium risk erosion which as the beaches of low occupancy and seasonal use. 4.5% has very low erosion risk, which is more secluded beaches and 4.5% who already has very high erosion risk associated with anthropogenic factors with natural factors contribution. So brief process mitigation decisions is necessary. Behavior of sediment flow in the coast region and setting denotes that the area is usually a "sink" for coastal sediments. The beaches located in the Western portion (Ilha Grande), near the front delta receive influences the Parnaíba river discharge, with accretion of the extent of cross-section of the beach and increased volume in longitudinal profile. The rates of change of the coastline between 1987 and 2010 showed variations occurring mainly in river mouths and along the reefs or rocky spits. But erosion associated with human activities along the area's natural sensibilities are already observed in the Coqueiro and Pedra do Sal beaches, with damage to urban structures. So even with predominance of natural causes for indicators of vulnerability to erosion there must be spatial growth and development of the region so that we pursue balanced development respecting the sensitivities of the coastal environment.
Descrição: PAULA, J. E. de A. Dinâmica morfológica da planície costeira do Estado do Piauí: evolução, comportamento dos processos costeiros e a variação da linha de costa. 2013. 247 f. Tese (Doutorado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17672
Aparece nas coleções:LABOMAR - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_tese_jedeapaula.pdf13,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.