Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17692
Título: Para um bom entendedor certas palavras bastam: uma análise léxico-discursiva das representações sobre o espanhol por alunos da rede pública cearense de ensino
Título em inglês: Certain words to the wise are enough: lexical and discursive analysis of the representations of Spanish language by students from public school
Autor(es): Santos, Gênesson Johnny Lima
Orientador(es): Baptista, Lívia Márcia Tiba Rádis
Palavras-chave: Teaching and learning of Spanish
Social representation
Língua espanhola
Análise do discurso
Representação social
Aprendizagem
Data do documento: 2016
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: Santos, G. J. L.; Baptista, L. M. T. R. (2016)
Resumo: Neste trabalho analisam-se as representações sociais (RS) sobre o espanhol/língua estrangeira (E/LE), construídas e partilhadas, via discurso, por alunos da rede pública cearense de ensino. Para tanto, partimos do pressuposto de que há RS sobre o espanhol, características a esse grupo social, que podem depender da escola ou dos seguintes fatores: (1) a modalidade educacional (regular e a profissionalizante) e o (2) contato prévio ou paralelo com referida língua ao Ensino Médio. Assim, delimita-se um campo associativo geral, constituído por lexias associadas ao termo indutor “língua espanhola”, evocadas através de testes de associação livre de palavras, a partir do qual figura-se um núcleo central das representações sobre o objeto investigado, evidenciando-as, portanto. A pesquisa baseia-se, sobretudo, nos trabalhos de Moscovici (1978, 2003), Abric (1994, 1994a, 1994b, 2001), Doise (1992), Jodelet (2001), Harré (2001) e Sá (1996, 1998, 2002), com relação à Teoria das Representações Sociais; em Moita Lopes (2011) e Guy Cook (2013), no que diz respeito à Linguística Aplicada; em Saussure (2007), Vilela (1979), Pottier (1978) e van Dijk (2003), no tocante ao léxico, categoria linguística utilizada como vetor de representações; além dos documentos parametrizadores do ensino PCNEM (2000), OCEM (2006) e REM-Seduc/CE (2008), quanto às discussões sobre ensino e aprendizagem de língua. A pesquisa conta com a colaboração de 24 estudantes, distribuídos em quatro grupos focais, selecionados através da aplicação de um questionário sondagem. Além dos testes, os dados foram gerados por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas aos grupos. A partir da análise, constatou-se que a base das representações construídas e partilhadas pelo grupo sobre a língua gravitavam em torno de três principais thematas: “espanhol é CULTURA”, “espanhol é AQUISIÇÃO” e “espanhol é LUGAR”. Desse modo, evidenciaram-se representações sobre língua espanhola como cultura, cultura espanhola, língua massificada, língua fácil, “armadilha”, como saber, sistema/código linguístico, instrumento de comunicação, elo, língua atraente e “língua nova”. Por fim, pudemos afirmar, porém, que as representações não só orientam atitudes e percepções sobre a língua, podendo se constituir como um fator condicionante da aprendizagem, como também o inverso é verdadeiro, ou seja, a forma como a aprendizagem do objeto se dá também condiciona e orienta percepções e atitudes em relação a este.
Descrição: SANTOS, Gênesson Johnny Lima. Para um bom entendedor certas palavras bastam: uma análise léxico-discursiva das representações sobre o espanhol por alunos da rede pública cearense de ensino. 2016. 193f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernáculas, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17692
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_gjlsantos.pdf8,37 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.