Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17705
Título: Ciberintimidade: a escrita de si na era digital
Título em inglês: Cyber intimacy: a writing is in the digital age
Autor(es): BEDÊ, Fayga Silveira
Orientador(es): DIÓGENES, Gloria Maria dos Santos
Palavras-chave: Blog
Virtual diaries
Cibercultura
Relação Público-Privado
Tecnologia - Aspectos sociais
Comunicação de massa e cultura
Internet - Aspectos sociais
Data do documento: 2010
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: BEDÊ, F. S.; DIÓGENES, G. M. S. (2010)
Resumo: O presente trabalho temos como intuito a compreensão acerca de uma intimidade pública, paradoxal e tecnomidiática, que emerge sob o signo da pós-modernidade, por meio de práticas intensivas e extensivas de escrita de si na cibercultura, as quais vêm provocando o deslizamento e a ruptura das fronteiras que separavam o público e o privado na modernidade – a que convencionamos chamar de ciberintimidade. Nesse sentido, pretendemos mapear quais possíveis motivações levam esses sujeitos pós-modernos a se constituírem por meio de uma escrita intimista, auto-referente e confessional, que põe em curso uma nova mentalidade acerca dos níveis desejáveis de exposição de si. Como metodologia de trabalho, valemo-nos de: (i) pesquisa bibliográfica concernente às áreas de interesse; (ii) análise histórico-comparativa entre os diferentes modos de subjetivação por meio da escrita de si, bem como dos distintos modos de pensamento acerca das relações entre o público e o privado; (iii) análise do discurso de diários virtuais vertidos em blogs; (iv) realização de entrevistas semi-estruturadas junto a escritores de blogs com feição de diários virtuais; (v) aplicação de questionário junto a estudantes e professores universitários, a fim de mapear algumas pré-compreensões acerca do imaginário cibercultural. Ao final, concluímos que a ciberintimidade não implica a ausência de filtro em relação à exposição da intimidade, mas tão somente a instauração de uma nova mentalidade acerca dos níveis desejáveis quanto aos limites desse filtro, tendo em vista os ganhos secundários que decorrem dessa “perda” de privacidade. Entre os quais se destacam: o fortalecimento de vínculos de sociabilidade, que resultam numa maior possibilidade de troca nas interações entre escritores de blog e seu público leitor; a possibilidade de compor novos modos de subjetivação, por meio de arranjos singulares decorrentes de uma escrita catártica, que é também uma escuta de si; e, por fim, a possibilidade de erguer guardas de flanco contra as ruínas do esquecimento, resguardando para si e para a posteridade um relicário de lembranças de vida pessoal no “guarda-memória” do blog.
Abstract: This work deals with the attempt to understand a public intimacy that is at the same time paradoxical, mediatic and technological, emerging under the sign of postmodernity, through intensive and extensive practice of writing itself in cyberspace, which have caused the disruption of boundaries between public and private in modernity - called by us cyberintimidade. Accordingly, we intend to map out what are the possible reasons why the post-moderns subjects constitute themselves by means of a self-referencial written, that launches new terms of levels of exposure to each other. The methodology of work was: (i) study of texts concerning the areas of interest, (ii) historical and comparative analysis between the different forms of subjectivity that are composed by means of the self-referential writting and the various ways of thinking about relations between the public and private sectors, (iii) discourse analysis of virtual diaries found on blogs, (iv) qualitative research through interviews semi-structured interviews with the writers of blogs (v) quantitative research, using sample that are probabilistic and not intentional, with students and professors in order to map some pre-understandings about the imaginary cibercultural. We conclude that cyberintimidade not imply a lack of filter in relation to the exposure of intimacy, but only the introduction of a new mindset about the desired levels of the limits of this filter, in view of the secondary gains stemming from this privacy loss. Among which are: the strengthening of ties of sociability, resulting in greater possibility of interactions between blog writers and their readers, the possibility of drawing up new forms of subjectivity, through arrangements arising from a naturaly writing cathartic, who is also a way to listen itself, and, finally, the possibility of lift guards flank against the ruins of oblivion, guarding for themselves and for posterity a reliquary of memories of life in the memory guard of the blog.
Descrição: BEDÊ, Fayga Silveira. Ciberintimidade: a escrita de si na era digital. 2010. 223f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Sociologia, Fortaleza (CE), 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17705
Aparece nas coleções:PPGS - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_tese_fsbede.pdf947,38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.