Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17708
Título: Is nerd the new sexy? Um estudo sobre a recepção da série televisiva The Big Bang Theory
Título em inglês: Is nerd the new sexy? A study on the reception of the television series The Big Bang Theory
Autor(es): Silva, Soraya Madeira da
Orientador(es): Lucas, Ricardo Jorge de Lucena
Palavras-chave: The Big Bang Theory
The Big Bang Theory (Seriados de televisão) - Análise do discurso
The Big Bang Theory (Comédia de situação) - Representações sociais
Nerds
Séries televisivas
Data do documento: 2016
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: Silva, S. M.; Lucas, R. J. L. (2016)
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo investigar a relação das pessoas com a série televisiva The Big Bang Theory e sua percepção a respeito de se considerarem ou serem consideradas nerds. Este grupo, durante muito tempo visto e retratado como pária da sociedade, vem ganhando fama nos últimos anos e tem sua imagem reformulada nos meios midiáticos. Este trabalho, em um primeiro momento, procura traçar o perfil do nerd, analisando seu histórico, características e representações midiáticas, em produtos como séries e filmes, para fazer uma reflexão sobre o que é ser nerd atualmente. Para esta avaliação, os autores Nugent (2008), Goffman (1988), Fernando e Rios (2001) e Bourdieu (1983) são usados para identificar as características distintivas do grupo, sua estigmatização perante a sociedade e sua relação com o consumo e a mídia. Em seguida, levanta-se uma discussão a respeito da conexão entre comunicação e cultura, utilizando autores como Caune (2004), Thompson (2001), Schulman (2004) e Morley (1996), dentre outros, para ressaltar a importância dos Estudos Culturais dentro do âmbito desta pesquisa. Produção e consumo estão interligados quando analisamos produtos culturais veiculados em meios de comunicação de massa, por isso são analisados as séries televisivas, sua classificação, relação com o público e a importância dos personagens que as compõem como elementos de conexão entre produto e audiência. Jost (2012), Esquenazi (2010), Seger (2006), Davis (2001) e Field (2001) são utilizados para explanar os processos de produção de séries e de criação de personagens, fundamentais para entender o sucesso da série televisiva americana The Big Bang Theory, exibida pela CBS (EUA) e pela Warner Channel (Brasil). Após uma análise detalha dos personagens destas sitcom, apresenta-se os resultados da pesquisa realizada para este trabalho. Como metodologia, um questionário estruturado, com abordagem quantitativa e qualitativa, foi aplicado em uma amostra aleatória de 600 pessoas, com o objetivo de investigar seus hábitos de consumo, séries favoritas, conexão com os personagens, percepções acerca da série The Big Bang Theory e sua visão sobre considerarem-se ou serem considerados nerds por outras pessoas. Na conclusão desta pesquisa, relata-se que a relação das pessoas com os produtos culturais que consomem é baseada por afetos e identificação com o enredo e personagens da história. Em relação à série The Big Bang Theory, opiniões diversas são apresentadas sobre a estereotipificação dos personagens e evolução da narrativa. Por fim, conclui-se que ser nerd, ou ser considerado assim, hoje em dia ainda é algo que carrega bastante negatividade para quem não se insere no grupo, mas se torna um fator de empoderamento para quem se inclui. Esta identidade é construída através do alto consumo de produtos culturais que visam estabelecer uma conexão afetiva com essas pessoas e oferecer uma projeção da narrativa de suas vidas.
Abstract: This research aims to investigate the relationship of people with the TV show The Big Bang Theory and their perception as to whether they consider themselves or are considered nerds. This group, which has long been seen and treated as a pariah of society, has gained fame in recent years and had his image reformulated in the media. This work, in a first moment, seeks to address the nerd profile, analyzing their history, characteristics and media representations in products as TV series and movies, to make a reflection about what means to be nerd currently. For this analysis, the authors Nugent (2008), Goffman (1988), Fernando and Rios (2001) and Bourdieu (1983) are used to identify the group's distinguishing characteristics, their stigmatization in society and its relationship with consumption and the media. Then, a discussion about the connection between communication and culture is aroused, using authors like Caune (2004), Thompson (2001), Schulman (2004) and Morley (1996), among others, to highlight the importance of cultural studies within the scope of this research. Production and consumption are intertwined when we look conveyed cultural products in mass media, so TV series, their classification, public relationship and the importance of the characters that make them up are analyzed as elements connecting product and audience. Jost (2012), Esquenazi (2010), Seger (2006), Davis (2001) and Field (2001) are used to explain the production processes of TV series and character creation, fundamentals to understand the success of an American TV show The Big Bang Theory, displayed on CBS (EUA) and Warner Channel (Brazil). After a detailed analyze of this sitcom's characters, the results of the research carried out for this job are presented. As methodology, a structured survey, with a quantitative and a qualitative approach was applied in a random sample of 600 person, with the purpose of investigate their consuming habits, favorite TV series, connection with characters, perceptions about The Big Bang Theory and their vision about consider themselves or be considered nerd by others. At the conclusion of this research, it is reported that the relationship between people and cultural products they consume is based on affect and identification with the plot and characters in the story. Regarding The Big Bang Theory series, different opinions are presented on the character stereotyping and narrative evolution. Finally, it's concluded that being a nerd, or be considered as well, nowadays it is still something that carries a lot of negativity for those who do not fall within the group, but becomes a empowering factor for who is included. This identity is constructed through the high consumption of cultural products aimed at establishing an emotional connection with these people and offering a projection of the narrative of their lives.
Descrição: SILVA, Soraya Madeira da. Is nerd the new sexy? Um estudo sobre a recepção da série televisiva The Big Bang Theory. 2016. 178f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Instituto de Cultura e Arte, Programa de Pós-graduação em Comunicação Social, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17708
Aparece nas coleções:PPGCOM - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_smsilva.pdf3,17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.