Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17732
Título: Beta-Caroteno, vitamina C e outras características de qualidade de acerola, caju e melão em utilização no melhoramento genético.
Título em inglês: Beta-carotene, vitamin C, and other quality traits of acerola, cashew and melon in use in breeding.
Autor(es): Aguiar, Lucelena Petronilio
Orientador(es): Pontes, Dorasilvia Ferreira
Palavras-chave: Tecnologia de alimentos
Valor nutritivo
Melão
Acerola
Caju
Nutritional value
Melon, acerola, cashew
Data do documento: 2001
Citação: AGUIAR, L. P. (2001)
Resumo: A avaliação do valor nutritivo de acerola, caju anão precoce e melão tupã (cruzamento do amarelo com cantaloupe) oriundas de plantas selecionadas pelo programa de melhoramento genético da Embrapa Agroindústria Tropical tem como objetivo selecionar plantas para cultivo com melhor potencial para consumo in natura e processamento industrial. Foram selecionadas 75 progênies de acerola, 09 clones de caju e 28 progênies de melão tupã, colhidos na maturidade comercial e realizadas as análises as determinação do teor de b-caroteno e vitamina C, e outras características de qualidade através das análises físicoquímico de sólidos solúveis totais (SST), acidez total titulável (ATT), relação SST/ATT, pH e antocianina. A acerola, de procedência de Tianguá-CE e Pacajus-CE e Brasília-DF, o experimento com progênies foi instalado no delineamento experimental de bloco ao acaso com 75 tratamento (progênies) e duas repetições. Nos cajus, oriundos de Pacajus-CE e Mossoró-CE, o experimento com clones foi instalado no delineamento inteiramente casualizado com 9 tratamento (clones) e três repetições, sendo o CCP 76 utilizado como testemunha. Para o melão, procedentes de Pacajus-CE, o experimento foi instalado no delineamento experimental de bloco ao acaso com 28 tratamento (progênies) e quatro repetições (blocos I, II ,III, IV), sendo cada bloco composto de dois frutos. Nas análise de b-caroteno, foi utilizada a metodologia da AOAC 941.15 com modificações, e da vitamina C o método de Strohecker & Henning (1967). Os teores de b-caroteno dos frutos estudados variaram de 3,54 a 11,28 mg/g, 1,09 a 1,93 mg/g e 0,60 a 2,28 mg/g, para acerola, caju e melão, respectivamente. Com relação a vitamina C, a acerola apresentou uma variação de 843,03 até 2322 mg/100g, o caju de 112,38 até 209,16 mg/100g e melão de 10,27 até 17,17 mg/100g. Pode-se concluir que os frutos tropicais estudados são boas fontes de vitamina C e o teor de b-caroteno encontrado é baixo em relação a cenoura e outros frutos como o buriti, mamão e pêssego, mas contribuem para melhorar os níveis de vitamina A da dieta do nordestino, tornando-se promissor o aumento de seu teor nos frutos provenientes de melhoramento genético.
Descrição: AGUIAR, Lucelena Petronilio. Beta-Caroteno, vitamina C e outras características de qualidade de acerola, caju e melão em utilização no melhoramento genético. 2001. 88 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Tecnologia de Alimentos, Fortaleza-CE, 2001
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17732
Aparece nas coleções:DTA - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2001_dis_lpaguiar.pdf455,38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.