Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17761
Título: Assentamento Boa Esperança, O MAB e a barragem do Figueiredo, Iracema-CE: territórios, lutas, conflitos e sobrevivência
Título(s) alternativo(s): Assurement Rurale,O Mab et dans Barrage du Figueiredo, Iracema-Ce: Territoire du lutte, conflits et survie
Autor(es): Sousa, Francisco Marcos Xavier de
Orientador(es): Alencar, Francisco Amaro Gomes de
Palavras-chave: Barragens e açudes
Assentamentos humanos
Desenvolvimento rural
Data do documento: 2013
Citação: SOUSA, F. M. X. (2013)
Resumo: Esta pesquisa investiga a relação entre a construção da Barragem do Figueiredo e os processos de territorialização e reterritorialização das famílias camponesas do assentamento Boa Esperança, atingidas por esta construção. O trabalho tem como objetivo analisar o processo de açudagem implementado no Ceará sob a égide do Estado, como relevância para o processo de modernização do campo. Entender o processo de territorialização das famílias reassentadas em virtude da necessidade de serem retiradas de suas terras para dar lugar ao lago da barragem. Esses camponeses, muitas vezes, são assentados em áreas que dificultam a sobrevivência de maneira mais digna, como tem ocorrido com os camponeses que vivem no assentamento Boa Esperança, localizado nos Municípios de Potiretama e Iracema na região do Médio Jaguaribe, leste do Estado do Ceará, local da construção da barragem do Figueiredo. A pesquisa foi realizada a partir de levantamento bibliográfico, trabalho de campo, entrevistas informais com trabalhadores rurais do assentamento, além de visitas a órgãos públicos e sindicatos de trabalhadores rurais. Outro fator de relevância é a participação do Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB) que tem sido de grande importância no auxílio aos camponeses no processo de resistência à forma excludente que trabalhadores têm sido tratados devido à Construção da Barragem do Figueiredo. O trabalho consta de uma introdução na qual faz uma breve explanação sobre a realização da pesquisa, tais como: o método e a metodologia utilizados para o desenvolvimento desta. O primeiro capítulo aborda questões relacionadas à política de uso e controle das águas e seu contexto geopolítico, incluindo as principais formas de utilização da água no mundo. O uso e o controle dos recursos hídricos no Brasil e no Ceará levando em consideração a Lei de Recursos Hídricos e as ações do Estado junto a esse recurso natural. No segundo capítulo serão tratadas questões relevantes ao processo de modernização do campo no Estado do Ceará baseado no uso e controle dos recursos hídricos, notadamente com a construção de barragens voltada para irrigação dos perímetros irrigados fortalecendo o agronegócio no Estado do Ceará em detrimento dos pequenos camponeses, mantendo-se assim bases conservadoras e excludentes. O terceiro capítulo trata da parte mais importante da pesquisa por ser o objeto de estudo da referida, dissertando a respeito das questões referentes ao processo de construção da Barragem do Figueiredo e dos problemas relacionados às indenizações dos camponeses atingidos pela Barragem, às questões relacionadas ao reassentamento das famílias e em que condições foram reassentadas, bem como a importância do MAB junto às resistências dos camponeses atingidos, principalmente, os do assentamento Boa Esperança. Por fim, as considerações finais acerca da importância do desenvolvimento desta pesquisa, levando em consideração os desafios e resultados alcançados.
Descrição: SOUSA, Francisco Marcos Xavier de. Assentamento Boa Esperança, O MAB e a barragem do Figueiredo, Iracema-CE: territórios, lutas, conflitos e sobrevivência. 2013. 118 f. Dissertação (Mestrado em geografia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17761
Aparece nas coleções:DGR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_fmxsousa.pdf16,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.