Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17762
Título: Dinâmica socioespacial do comércio popular de confecção no centro de Fortaleza
Título em inglês: Socio-spatial dynamics of popular retail clothing in downtown Fortaleza
Autor(es): Silva, Eciane Soares da
Orientador(es): Silva, José Borzacchiello da
Palavras-chave: Economia urbana
Centros comerciais - Fortaleza (CE)
Confecção
Data do documento: 2013
Citação: SILVA, E. S. (2013)
Resumo: O centro de Fortaleza, durante o século XIX e até meados do século XX, era local de lazer e moradia da elite fortalezense, tendo se refuncionalizado a partir daí, passando a especializar-se notadamente em lugar de comércio popular (destacando-se o de confecções) e de oferta de serviços, sobretudo nas áreas de educação e saúde. Foi tratado nesta pesquisa o comércio de confecção, em especial os dois maiores símbolos dessa atividade no Ceará: o Beco da Poeira e a Feira da Sé. Abordou-se também outro território desse tipo de comércio no Centro, o “Esqueleto”, que vem se consolidando nos últimos anos. A partir de uma análise baseada na teoria dos circuitos da economia urbana, discorreu-se sobre o circuito inferior no centro de Fortaleza considerando os reflexos da relação entre os circuitos, bem como analisaram-se o perfil do trabalhador inserido no comércio de confecção e as estratégias adotadas nos dias de hoje. A dinâmica do comércio de confecção no Centro destaca-se pelo caráter polarizador desses territórios, os quais nos últimos anos vêm exercendo forte influência local e regional. Foram realizados, na pesquisa, revisão bibliográfica sobre temas pertinentes à pesquisa, como também trabalho de campo nos principais territórios estudados e levantamento de dados em órgãos públicos como Sine/IDT, PMF e SDE. Dessa forma, o trabalho colabora para o entendimento da espacialização e das implicações socioespaciais do comércio de confecções no centro de Fortaleza.
Abstract: O centro de Fortaleza, durante o século XIX e até meados do século XX, era local de lazer e moradia da elite fortalezense, tendo se refuncionalizado a partir daí, passando a especializar-se notadamente em lugar de comércio popular (destacando-se o de confecções) e de oferta de serviços, sobretudo nas áreas de educação e saúde. Foi tratado nesta pesquisa o comércio de confecção, em especial os dois maiores símbolos dessa atividade no Ceará: o Beco da Poeira e a Feira da Sé. Abordou-se também outro território desse tipo de comércio no Centro, o “Esqueleto”, que vem se consolidando nos últimos anos. A partir de uma análise baseada na teoria dos circuitos da economia urbana, discorreu-se sobre o circuito inferior no centro de Fortaleza considerando os reflexos da relação entre os circuitos, bem como analisaram-se o perfil do trabalhador inserido no comércio de confecção e as estratégias adotadas nos dias de hoje. A dinâmica do comércio de confecção no Centro destaca-se pelo caráter polarizador desses territórios, os quais nos últimos anos vêm exercendo forte influência local e regional. Foram realizados, na pesquisa, revisão bibliográfica sobre temas pertinentes à pesquisa, como também trabalho de campo nos principais territórios estudados e levantamento de dados em órgãos públicos como Sine/IDT, PMF e SDE. Dessa forma, o trabalho colabora para o entendimento da espacialização e das implicações socioespaciais do comércio de confecções no centro de Fortaleza.
Descrição: SILVA, Eciane Soares da. Dinâmica socioespacial do comércio popular de confecção no centro de Fortaleza. 2013. 156 f. Dissertação (Mestrado em geografia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17762
Aparece nas coleções:DGR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_essilva.pdf4,02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.