Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1781
Título: Efeito do flavonóide epigalocatequina-3-galato na resistência de união de sistema adesivo de condicionamento total à dentina
Título em inglês: Influence of the flavonoid epigallocatechin-3-gallate on the bond strength of adhesive system to dentin
Autor(es): Neri, Jiovanne Rabelo
Orientador(es): Santiago , Sérgio Lima
Palavras-chave: Adesivos Dentinários
Metaloproteinases da Matriz
Data do documento: 2011
Citação: NERI, J. R. (2011)
Resumo: O objetivo desse estudo in vitro foi avaliar o efeito do flavonóide epigalocatequina-3-galato (EGCG) na resistência de união à dentina nos períodos imediato e após 6 meses de armazenamento. Trinta terceiros molares humanos recém-extraídos tiveram o esmalte oclusal removidos, obtendo-se uma superfície plana de dentina. Os dentes foram divididos em 5 grupos (n=6) de acordo com a solução de re-hidratação da dentina. As superfícies expostas de dentina foram condicionadas com ácido fosfórico a 35% por 15s, lavadas por 30s, e secas com jatos de ar. Os dentes dos grupos G1, G2, G3, G4 e G5 foram re-hidratados, respectivamente, com água destilada, EGCG a 0,02%, 0,1%, 0,5% e clorexidina a 2%. Cada solução de re-hidratação foi mantida em contato coma superfície dentinária por 60s. O sistema adesivo - Adper Single Bond 2 (3M ESPE) foi aplicado de acordo com a instruções do fabricante. Cinco incrementos de 1 mm de espessura de resina composta foram aplicados e fotoativados individualmente por 20 segundos. Os dentes foram armazenados em água destilada a 37°C por 24h. Em seguida, foram confeccionados cortes seriados perpendiculares entre si, através da interface de união, para obter espécimes em forma de palito com a área de secção transversal de aproximadamente 1 mm2. Metade dos espécimes foi testada imediatamente enquanto a outra metade foi armazenada em solução de azida de sódio a 0,3 mMol/l a 37°C por seis meses. Cada espécime foi tracionado a velocidade de 0,5mm/minuto em uma máquina universal de ensaios. Os valores de resistência de união foram estatisticamente avaliados por ANOVA a dois critérios e Student-Newman-Keuls, com nível de significância de 95%. A média (desvio padrão) dos valores de resistência de união (em MPa) foram os seguintes: No período imediato - G1= 34,17 (7,75); G2= 31,39 (7,82); G3= 34,74 (9,14); G4= 27,11 (7,78); G5= 34,68 (7,30). No período de 6 meses - G1= 27,67 (6,98); G2= 31,75 (10,58); G3= 35,99 (10,91); G4= 31,18 (9,29); G5= 31,62 (5,78). O EGCG a 0,02 % e a 0,1% não afetou a resistência de união, no período imediato (p>0,05). Após 6 meses de armazenamento, o EGCG em diferentes concentrações manteve a resistência de união. EGCG pode ser usado como uma alternativa para melhorar a durabilidade das restaurações adesivas, pois preserva a resistência de união das interfaces.
Descrição: NERI, Jiovanne Rabelo. Efeito do flavonóide epigalocatequina-3-galato na resistência de união de sistema adesivo de condicionamento total à dentina. 2011. 45 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem. Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1781
Aparece nas coleções:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_jrneri.pdf618,83 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.