Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17951
Título: O ofício de ensinar para iniciantes: contribuições ao modo sociológico de pensar
Autor(es): BARREIRA, Irlys Alencar Firmo
Palavras-chave: Sociologia
Ensino
Aprendizagem
Data do documento: 2014
Editor: Revista de Ciências Sociais
Citação: BARREIRA, I. A. F. (2014)
Resumo: Sendo o professor detentor de um saber que certamente é aprimorado ao longo de sua prática pedagógica, supõe-se que o ensino torne-se uma tarefa mais fluente com o passar dos anos. Se essa assertiva parece aplicável a diversos ramos do conhecimento, em se tratando da sociologia a evidencia parece mais complexa. De fato, o que e como ensinar são sempre desafiantes. Não por acaso, as disciplinas introdutórias de sociologia criam fortes tensões, pela expectativa desenvolvida por alunos iniciantes a respeito do conteúdo do programa. Assimilar a arte do ofício, no sentido do artesanato intelectual preconizado por Wright Mills, implica uma aprendizagem construída ao longo do tempo que não se realiza apenas na sala de aula, mas no decurso da própria experiência de pesquisa, o que confere especificidade ao saber sociológico. O autor do livro A imaginação sociológica, trabalhando com base em arquivo especializado da produção acadêmica, supunha a sociologia como um ofício1 continuado, um senso útil para a aplicação do método e da teoria como partes interdependentes de uma totalidade...
Descrição: BARREIRA, Irlys Alencar Firmo. O ofício de ensinar para iniciantes: contribuições ao modo sociológico de pensar. Revista de Ciências Sociais, Fortaleza, v. 45, n. 1, p. 63-85, jan./jun. 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17951
ISSN: 2318-4620
0041-8862
Aparece nas coleções:DCSO - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_art_iafbarreira.pdf157,66 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.