Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1797
Título: Prevenção da gravidez na adolescência : atuação da enfermeira na perspectiva da promoção da saúde
Título em inglês: Prevention of teenage pregnancy : action of the nurse in the perspective of promotion of health
Autor(es): Gurgel, Maria Glêdes Ibiapina
Orientador(es): Alves , Maria Dalva Santos
Palavras-chave: Gravidez na Adolescência
Promoção da Saúde
Data do documento: 2008
Citação: GURGEL, M. G. I. (2008)
Resumo: A Organização Mundial da Saúde (OMS) define a faixa etária da adolescência como sendo entre 10 e 19 anos e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) entre 12 e 18 anos. É uma fase da vida em que ocorrem a maturação sexual, o acirramento de conflitos familiares e a formação e cristalização de atitudes, valores e comportamentos. Lidar com essas situações exige das equipes de saúde uma abordagem integral e interdisciplinar. A política nacional de saúde do adolescente, oferece orientações básicas para nortear a implantação e/ou implementação de ações e serviços de saúde aos adolescentes e jovens de forma integral, resolutiva e participativa. Reconhece como desafio o acesso de adolescentes a serviços de qualidade, com a compreensão do significado e importância das dimensões econômica, social e cultural que permeiam a vida desse grupo. O estudo objetivou analisar as práticas de enfermeiras na promoção da saúde do adolescente, adotadas na Estratégia de Saúde da Família (ESF), visando à prevenção da gravidez na adolescência. O método utilizado foi descritivo- exploratório, com abordagem qualitativa. Teve como ambiente investigativo oito Centros de Saúde da Família (CSF) do Município de Fortaleza. A população constou de enfermeiras vinculadas à ESF, cujo grupo pesquisado foi constituído por oito participantes. A técnica utilizada para a coleta de dados foi o grupo focal e, como método de análise dos dados, as práticas discursivas e produção de sentido no cotidiano, tendo como recursos os mapas de associação de idéias. Os resultados das discussões foram dispostos em colunas temáticas e em categorias de análise, previamente definidas como: Concepção de saúde; Concepção de promoção da saúde e Atuação/práticas na prevenção da gravidez na adolescência. O estudo aponta como resultado que as enfermeiras concebem a saúde e a promoção da saúde entre o conceito tradicional (prevenção da doença) e o mais amplo, pautado na promoção da saúde; o planejamento das ações de promoção da saúde do adolescente na prevenção da gravidez na adolescência é feito na maioria das vezes de forma contingênte e de cunho campanhista, sem privilegiar o indivíduo em sua integralidade; fragilidade na organização do sistema de referência e contra-referência; as ações intersetoriais são incipientes; há necessidade de ampliar o conhecimento, por parte das enfermeiras, sobre as políticas públicas voltadas ao adolescente. As ações de promoção da saúde permeiam a consulta de enfermagem e as atividades em grupo, ressaltando o acolhimento e a Ética como dispositivos que contribuem para promover um ambiente favorável à saúde do adolescente. Recomenda-se que as diretrizes propostas pela política de saúde do adolescente sejam fortalecidas, no âmbito municipal, de forma que proporcionem à enfermeira condições de promover ações intersetoriais e interdisciplinares de educação sexual na perspectiva de prevenção da gravidez precoce, que integrem família, escola, e comunidade, contribuindo para o exercício de uma sexualidade mais responsável e segura.
Abstract: The World Health Organization (WHO) defines the age of adolescence as being between 10 and 19 years and the Statute of the Child and Adolescent (ECA) between 12 and 18 years. It is a stage of life that occur the sexual maturation, the fierce of family conflicts and formation and crystallization of attitudes, values and behaviors. Dealing with such situations requires of health teams an integrated approach, including the prevention of adolescent pregnancy. The national health policy for the adolescent, offers a basic guidelines to guide the implantation and / or implementation of actions and health services to adolescents and young people in integral, participatory and decisive way. Recognizes as a challenge the access of adolescents to quality services, with the understanding of the meaning and importance of economic, social and cultural fields that permeate the lives of this group. The study aimed to examine the practices of nurses in promoting health of adolescents, adopted in the Strategy of Family Health (SFH), aimed the prevention of teenage pregnancy. The method used was descriptive and exploratory, with a qualitative approach and had as investigative environment eight Family Health Centers (CSF) of the city of Fortaleza. The population consisted of nurses linked to the SFH, which the researched group consisted of eight participants. The technique used to collect data was the focus group and as a method of data analysis, the discursive practices and production of meaning in everyday life, having as resources, the maps of association of ideas. The results of the discussions were arranged in columns on topics and categories of analysis, previously defined as: Conception of health, Conception of health promotion and Practice / practices in the prevention of teenage pregnancy. The study points as a result the nurses concepts the health and health promotion between the traditional concept (prevention of the disease) and broader, based on health promotion and the planning of actions to promote the health of adolescents in the prevention of teenage pregnancy has been most often on campaigns, without focusing on the individual on its integrality; weakness in the organization of the reference and cross-reference system, the inter-sector actions are incipient, there is need to expand the knowledge, by the nurses, about public policies focused on the adolescent. The actions of health promotion permeate the nursing consultation and the activities in groups, emphasizing the reception and ethics as devices that help to foster an environment conducive to the health of adolescents. It is recommended that the guidelines proposed by the Health Policy of adolescent be strengthened, in the municipal level, in order to provide the nurse, conditions to promote inter-sector and interdisciplinary actions of sex education in the context of prevention of early pregnancy, which includes the family, school and community, contributing to the pursuit of a safer and more responsible sexuality
Descrição: GURGEL, Maria Glêdes Ibiapina. Prevenção da gravidez na adolescência : atuação da enfermeira na perspectiva da promoção da saúde. 2008. 117 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1797
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_mgigurgel.pdf879,16 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.