Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17996
Título: A influência da idade na aquisição da fonologia do inglês por brasileiros
Autor(es): LIMA JÚNIOR, Ronaldo Mangueira
Orientador(es): COUTO, Hildo Honório do
Palavras-chave: Aquisição de segunda língua
Período crítico
Fonologia
Inglês como língua estrangeira
Second language acquisition
Critical period, phonology
English as a foreign language
Data do documento: 2012
Editor: Universidade de Brasília (UnB)
Citação: LIMA JÚNIOR, R. M.; COUTO, H. H. (2012)
Resumo: O presente estudo buscou investigar como o fator ―idade no início da aquisição‖ influencia a aquisição da fonologia do inglês por alunos brasileiros que adquiriram essa língua estrangeira exclusivamente em salas de aula no Brasil e que estavam no último semestre de seus cursos de inglês no momento da coleta de dados. Participaram da pesquisa 10 alunos que começaram a estudar inglês antes dos 12 anos de idade, 10 que começaram entre 12 e 15, 10 que começaram após os 16, e 10 falantes nativos de inglês americano. Todos foram gravados lendo uma frase veículo com palavras que continham as vogais [], lendo um parágrafo, e falando espontaneamente. As vogais foram analisadas acusticamente com relação à duração e à qualidade espectral (F1 e F2), e as outras gravações foram julgadas em inteligibilidade e grau de sotaque estrangeiro por nove juízes. Ademais, todos os alunos responderam a um questionário que suscitou características extralinguísticas dos aprendizes, tal como motivação, vontade de soar como um falante nativo do inglês, grau de identificação com a cultura da L2, busca por exposição extra à L2, etc. Os dados foram analisados com base na Teoria de Sistemas Complexos e Dinâmicos para a aquisição de segunda língua (e.g. LARSEN-FREEMAN, 1997; DE BOT, 2008; CAMERON, 2003; ELLIS, 1998) e na fonética (acústico-)articulatória (BROWMAN; GOLDSTEIN, 1987, 1993; ALBANO, 2001). Os resultados de todas as análises mostraram uma grande queda na qualidade da produção fonológica entre os falantes nativos e os aprendizes que começaram mais cedo. Entre os aprendizes, contudo, os resultados não revelaram um único período crítico após o qual a aquisição fonológica seja igualmente dificultosa ou impossível, e sim uma tendência gradual de dificuldade em adquirir a fonologia do inglês-L2 acuradamente conforme a idade de início da aquisição aumenta. Alguns alunos de desempenhos excepcionais, com produções próximas ou iguais às de falantes nativos, foram encontrados.
Abstract: This study sought to investigate how the factor ―age at the beginning of acquisition‖ influences the phonological acquisition of English by Brazilian learners who acquired the foreign language exclusively in Brazilian language classrooms and who were in the last semester of their English courses when the data were collected. Research participants were 10 learners who had begun studying English before age 12, 10 between 12 and 15, 10 after 16, and 10 native speakers of American English. All participants were recorded reading a carrier sentence containing words with the vowels [], reading a paragraph, and speaking spontaneously. The vowels were analyzed acoustically in relation to their duration and spectral quality (F1 and F2), and the other two recordings were judged in terms of intelligibility and degree of foreign accent by nine judges. In addition, all learners completed a survey that assessed extralinguistic characteristics such as motivation, desire to sound like a native speaker, degree of identification with the L2 culture, search for extra exposure to the L2, etc. The data were analyzed under the assumptions of the Complex and Dynamic Systems approach to second language acquisition (e.g. LARSEN-FREEMAN, 1997; DE BOT, 2008; CAMERON, 2003; ELLIS, 1998) and of (Acoustic-)Articulatory Phonetics (BROWMAN; GOLDSTEIN, 1987, 1993; ALBANO, 2001). The results of all analyses showed a large decrease in the quality of phonological production between native speakers and early beginners. Among the learners, though, the results did not reveal a single critical period after which L2 phonology is equally difficult or impossible to acquire, but rather a gradual tendency of greater difficulty to acquire the L2 phonology accurately as ages of onset increased. A few exceptional learners, who had phonological productions close or equal to those of native speakers, were found.
Descrição: LIMA JÚNIOR, Ronaldo Mangueira. A influência da idade na aquisição da fonologia do inglês por brasileiros. 2012.188f. – Tese (Doutorado) – Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Brasília (DF), 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17996
Aparece nas coleções:DLE - Teses defendidas em outras instituições

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_tese_rmlimajr.pdf4,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.