Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18044
Título: Caracterização físico-química de proteínas presentes na membrana de hemácias de pacientes com anemia falciforme
Título em inglês: Characterization physical and chemical of protein present in rbc membrane of patients with sickle cell anemia
Autor(es): Cruz, Francisca Denyse Antonia Mendes
Orientador(es): Pinto, Vicente de Paulo Teixeira
Palavras-chave: Anemia falciforme
proteínas
Data do documento: 2013
Citação: CRUZ, F. D. A. M . (2013)
Resumo: A anemia falciforme (AF) é a doença hereditária mais comum no Brasil e está presente em cerca de 0,1 a 0,3% da população afrodescente. A doença é uma homozigotia causada pela mutação de um único nucleotídeo (Glu6Val no gene Hb S) que altera a função da célula vermelha no organismo, o que implica em alterações nos componentes da membrana e, em conseqüência, o evento de falcização das hemácias, desencadeando crises de vaso-oclusão. Nesse trabalho objetivamos identificar, quantificar e correlacionar alterações em glicoproteínas da membrana eritrocitária associados com o quadro e evolução clínica da enfermidade, utilizando cromatografia de troca iônica (IEC) e SDS-PAGE. Foram realizadas cromatografias de troca iônica em proteínas de membrana extraídas de hemácias de sangue periférico de 31 portadores de AF. Os cromatogramas revelaram diferenças significativas quanto à concentração de proteínas presentes nas membranas das hemácias quando relacionamos absorbância/faixa de eluição entre pacientes sem crises e voluntários sem diagnóstico de AF; dependendo das manifestações clínicas, pacientes podem apresentar diferenças nas concentrações protéicas. SDS-PAGE 1D revelou a presença de proteínas distintas, sugerindo que há diferenças no tipo e na concentração das proteínas de membrana de hemácias falcêmicas (tanto em pacientes sem crise, quanto em crise) quando relacionadas àquelas extraídas da membrana de hemácias não falcêmicas. Na SDS–PAGE 2D foram identificados 254 spots, dos quais 8 spots não foram identificados pelo programa TagIdent. A maioria dos spots estavam distribuídos na faixa de pH 7-10, com predomínio de proteínas com massa molecular menor ou igual a 20 KDa. Nossos resultados sugerem que análise das células falcêmicas por IEC, acompanhadas de SDS-PAGE (1D e 2D), permitiu diferenciar e caracterizar parcialmente proteínas de membrana de hemácias de pacientes (sintomáticos e assintomáticos) com AF quando relacionadas ao controle, sem diagnóstico de AF. Nossos dados reforçam a variedade de biomoduladores relacionados AF, sugerindo que sua identificação é de suma importância para o estudo da adesão entre células falcêmicas e destas ao endotélio, o que pode desencadear a vasoclusão, resultando em diversos sintomas.
Abstract: Sickle cell anemia (SCA) is the most common hereditary disease in Brazil and is present in about 0.1 to 0.3% of the population of African origin. This disease is caused by homozygous mutation of a single nucleotide (Glu6Val gene Hb S) that modify the function of the red cell in the body, which implies changes in membrane components and, consequently, the event sickling of red blood cells, causing vaso-occlusion. In this work we aim to identify, quantify and correlate changes in erythrocyte membrane glycoproteins associated with the framework and clinical evolution of the disease, using ion exchange chromatography (IEC) and SDS-PAGE. Were performed ion exchange chromatography on membrane proteins extracted from peripheral blood erythrocytes of 31 patients with AF. The chromatograms showed significant differences in the concentration of protein present in the membranes of red blood cells when we relate absorbance / elution range between seizure freedom and volunteers without a diagnosis of AF, depending on the clinical manifestations, patients may show differences in protein concentration. 1D SDS-PAGE revealed the presence of distinct proteins, suggesting that there are differences in the type and concentration of membrane proteins in sickle erythrocytes (both in patients without crisis as a crisis), when related to those extracted from red cells not anemic. In SDS-PAGE 2D 254 spots were identified, of which 8 spots were not identified by the program TagIdent. Most spots were distributed in the pH range 7-10, with a predominance of proteins with molecular weight less than or equal to 20 kDa. Our results suggest that analysis of sickle cells by IEC, followed by SDS-PAGE (1D and 2D), allowed differentiation and partially characterize membrane proteins of erythrocytes of patients (symptomatic and asymptomatic) with AF when related to volunteers without a diagnosis of AF . Our data reinforce the variety of biomodulation related AF, suggesting that their identification is of paramount importance for the study of adhesion between these cells sickle and the endothelium, which triggers vaso-occlusion, resulting in various symptoms
Descrição: CRUZ, F. D. A. M. Caracterização físico-química de proteínas presentes na membrana de hemácias de pacientes com anemia falciforme. 2013. 80f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18044
Aparece nas coleções:PPGB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_fdamcruz.pdf2 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.