Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18182
Título: Carcinoma ductal invasor : comparação dos graus histológicos entre tumor primário e metástase axilar
Título em inglês: Invasive ductal carcinoma : comparison of histological grade between primary tumor and axillary metastasis
Autor(es): Aquino, Ranniere Gurgel Furtado de
Pinheiro, Luiz Gonzaga Porto
Cavalcante, Diane Isabelle Magno
Vasques, Paulo Henrique Diógenes
Oliveira, Ayane Layne de Sousa
Silva, Carlos Antonio Bruno da
Palavras-chave: Carcinoma Ductal de Mama
Neoplasias da Mama
Mastectomia
Data do documento: 2016
Editor: Revista Brasileira de Mastologia
Citação: AQUINO, R. G. F. ; PINHEIRO, L. G. P. ; CAVALCANTE, D. I. M. ; VASQUES, P. H. D. ; OLIVEIRA, A. L. S. ; SILVA, C. A. B. (2016)
Resumo: Objetivo: Estabelecer o grau histológico das metástases axilares em casos de câncer de mama do tipo ductal invasor e comparar com os achados do tumor primário. Métodos: Estudo transversal de envol - vendo 69 casos de câncer de mama do tipo ductal invasivo, oriundos do serviço de Mastologia da Mater - nidade Escola Assis Chateaubriand, Ceará, Brasil, com suas respectivas metástases axilares. Os tumores primários da mama e os linfonodos metastáticos foram submetidos ao processamento histológico e, em seguida, foram determinados os graus histológico (GH), tubular (GT), nuclear (GN) e índice mitóti - co (IM) na mama e na axila pela classificação de Scarff-Bloom-Richadson. Resultados: Os GH mais elevados predominaram entre os tumores primários, sendo 52,2% classificados como GH 3. Quando comparadas ao tumor primário, as metástases axilares evidenciaram uma frequência maior de GH 3 (66,7%), GT 3 (85,5%), GN 3 (58%) e GM 2 (58%). A formação tubular foi menor nas metástases axi - lares (p=0,04). Conclusão: Os implantes axilares apresentaram morfologia tecidual mais desorganizada formando menos túbulos quando comparados aos tumores primários da mama. Entretanto, não houve diferença significativa do GH entre o tumor primário e a metástase axilar em nossa amostra.
Abstract: Objective: To establish the histological grade of the axillary metastases in invasive ductal breast cancer cases and to compare it with the findings from the primary tumor. Methods: Cross-sectional study involving 69 cases of invasive ductal breast cancer from the mastology service of Assis Chateaubriand Maternity School, Ceará, Brazil, and their respective axillary metastases. The breast primary tumors and metastatic lymph nodes were subjected to histological processing and the histological grade (HG), tubular grade (TG), nuclear grade (NG) and mitotic index (MI) of the breast and axilla were subse - quently determined by the Scarff-Bloom-Richardson grading system. Results: The highest HG prevailed among the primary tumors, with 52,2% classified as HG 3. When compared to the primary tumor, the axillary metastases showed a higher frequency of HG 3 (66,7%), TG 3 (85,5%), NG 3 (58%) and MI 2 (58%). Conclusion: The axillary implants revealed a more disorganized tissue morphology, which formed a lower number of tubules when compared to the breast primary tumors. However, there was no significant difference in the HG between the primary tumor and axillary metastasis in this sample.
Descrição: AQUINO, Ranniere Gurgel Furtado de et al. Carcinoma ductal invasor : comparação dos graus histológicos entre tumor primário e metástase axilar. Revista Brasileira de Mastologia, Rio de Janeiro, v. 26, n. 2, p. 45-49, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18182
ISSN: Impresso: 0104-8058
On-line: 2317-6962
Aparece nas coleções:DCIR - Artigos publicados em revista científica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_art_rgfaquino.pdf521,25 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.