Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18249
Título: Engorda de juvenis recentes da lagosta espinhosa panulirus laevicauda (latreille, 1817) alimentados com ração comercial para camarão marinho e os moluscos mytella falcata e perna perna, em condições de laboratório
Título em inglês: Fattening of juvenile spiny lobster recent panulirus laevicauda (Latreille, 1817) fed a commercial diet for shrimp and clams Mytella falcata and leg leg in laboratory
Autor(es): Santos, Carlos Henrique dos Anjos dos
Orientador(es): Igarashi , Marco Antonio
Palavras-chave: Engenharia de pesca
Cultivo
Lagostas
Panulirus laevicauda
Engorda
Laboratório
Cultivation
Lobsters, Panulirus laevicauda
Fattening
Laboratory
Lagosta - Pesca
Lagosta - Crescimento
Data do documento: 2006
Citação: SANTOS, C. H. A. (2006)
Resumo: A lagosta é um recurso pesqueiro de grande importância econômica para o Estado do Ceará. Esta atividade teve seu início na década de 50 e de lá para cá, vários tipo de embarcações e artes-de-pesca foram utilizadas para a captura deste recurso. No entanto, com o início da exploração deste crustáceo, veio consequentemente a diminuição dos estoques naturais, e isto, devido a grande demanda do setor pelo produto, que forçou dessa maneira a exploração deste recurso. Atualmente, esta atividade esta em forte declínio e uma das formas para reverter esse quadro seria através da aqüicultura, ou seja, do cultivo de nossas espécies em cativeiro. O presente trabalho teve como objetivo de avaliar o desenvolvimento de juvenis recentes da lagosta espinhosa Panulirus laevicauda, alimentadas com os moluscos Perna perna, Mytella falcata e ração comercial para camarão marinho + biomassa de Artemia sp., em condições de laboratório. Este experimento foi realizado nas instalações do Centro de Tecnologia em Aquicultura da Universidade Federal do Ceará, em um período de 122 dias. Este trabalho foi dividido em três tratamentos (tratamento A – P. perna, tratamento B – M. falcata e tratamento C – ração comercial + biomassa de Artemia sp.) com quatro repetições cada. A taxa de densidade inicial utilizada foi de um indivíduo por repetição. Os alimentos foram ofertados de acordo com 10% da biomassa dos indivíduos. Durante o experimento foram realizadas as análises bromatológicas dos alimentos, sendo verificados as quantidades de proteínas, lipídeos, cinzas, carboidratos e umidades. Os parâmetros físico-químicos (pH, temperatura e salinidade) foram observados diariamente e as biometrias (peso, comprimento do cefalotórax e total) mensalmente. Diariamente, se observava a ocorrência de mudas nos tratamentos com os seus respectivos dias. Após o término do experimento os parâmetros físico-químicos, os dados biometricos, os números de mudas, as freqüências de mudas e as taxas de sobrevivência foram analisadas por testes estatísticos. Os testes estatísticos utilizados foram o Kolmogorov-Smirnov e o teste “t” de Student (parâmetros físico-químicos), a Análise de Variância (ANOVA) e se necessário o teste de Tukey (biometrias, número de mudas, período de intermudas) e o teste do Qui-quadrado de Pearson (sobrevivência), respectivamente. Os níveis de significância utilizado nos testes estatísticos foram de µ = 0,05. Os parâmetros físico-químicos deste trabalho mostraram valores mínimos, máximos e médios muito próximos entre si. Com a realização do teste de Kolmorogov-Smirnov, o mesmo mostrou que o pH, temperatura e salinidade, atenderam a suposição de normalidade. Ao comparar estes parâmetros com o teste “t” de Student, foi verificado que não houve diferença estatística significativa entre os tratamentos (P > 0,05). Ao analisamos os resultados do crescimento em peso (g), ganho de peso (g), crescimento do comprimento do cefalotórax (mm) e do comprimento total (mm) em valores brutos, observamos que as lagostas do tratamento C apresentaram um ligeiro desenvolvimento em comparação aos tratamentos A e B (P > 0,05). Por outro lado, os ganhos de comprimento do cefalotórax (mm) e do ganho de comprimento total (mm), apresentaram alternância entre os tratamentos, sendo que os valores destes ganhos foram um pouco menor para o tratamento C (P > 0,05). Todos os incrementos aqui analisados seguiram as seguintes seqüências, o tratamento B apresentou-se um pouco melhor em relação aos tratamentos A e C (P > 0,05). As análises bromatológicas da dieta do tratamento B apresentaram valores de proteína, lipídeos e carboidratos mais altos em relação ao tratamento C que apresentou os valores menores entre as dietas, respectivamente. As lagostas do tratamento A, B e C, apresentaram praticamente o mesmo número de mudas e o período de intermudas (P > 0,05). A taxa de sobrevivência foi também bastante próxima uma da outra, chegando em alguns tratamentos serem praticamente iguais (P > 0,05). Concluirmos que os alimentos utilizados neste experimento podem ser utilizados na alimentação de juvenis recentes da lagosta espinhosa P. laevicauda. Outro resultado animador obtido neste trabalho foi à aceitação pela lagosta da dieta artificial, já que uma das grandes problemáticas em um projeto piloto de cultivo de nossas espécies, seriam a aceitação das mesmas por uma dieta peletizada.
Abstract: The spiny lobster represents an important economic fisheries resource in Ceara State, contributing to the generation of profitable activity and employment. Due to the exploitative and destructive fishing practices, along with the degradation of the natural habitat from pollution and human activity, a precipitous decline in the wild populations has occurred. This activity had begun by 1950s. Since then, different types of vessel and gears were used to catches of this resource. However, with the catches of this crustacean and the growing market demand, as a consequence, decrease natural stock. At present, this activity have had a strong decrease and one of the few ways to expand production is through aquaculture or culture of these species in captivity. In view of this decline, the objective of the present study is to analyze the development of early juvenile spiny lobster Panulirus laevicauda fed on molluscs Perna perna, Mytella falcata and commercial marine shrimp ration + Artemia sp. biomass, in laboratory condition. This experiment was carried out in the Aquaculture Technology Center, Federal University of Ceara in a 122 days feeding trial. The juveniles were submitted to three treatment (treatment A – P. perna, treatment B – M. falcata and treatment C – commercial ration + Artemia sp. biomass) repeated 4 times. Initial density used was one individual per container. The feed rate was 10 % of the individual biomass. During the experiment bromatological analyses of the feed was done, verifying protein, lipids, ash, carbohydrate and humidity. The chemical and physical parameters of the experimental water (pH, temperature and salinity), were measured daily and the juveniles were measured verifying cephalotorax and total length and weighed at each 30 days of culture. At the end of the experiment, chemical and physical parameters, biometric data, number and frequency of molts per individual, survival rate were analyzed for the determination of statistical tests. Analysis with Kolmogorov-Smirnov the Student Test (chemical and physical parameters), Analysis of Variance (ANOVA) and if necessary the Tukey Test (biometric data, number and frequency of molts and intermoult per individual) and test Qui-Quadrado of Pearson (survival rate), respectively. For the statistical tests, it has been used µ = 0,05 significance level. In this work chemical and physical parameters showed minimum, maximum and medium value much close among the treatments. Analysis with Kolmogorov-Smirnov showed that pH, temperature and salinity, attended normal supposition. These parameters showed no significant differences (P > 0,05) with the Student Test during the cultures among the treatments. After finished the experiment, chemical and physical parameters, biometric data, number and frequency of molts per individual, survival rate were analyzed for the determination of statistical tests. The results of gross weight (g) and cephalotorax (mm) and total (mm) length of spiny lobsters of treatment C showed a slight development compared to spiny lobsters of treatments A and B (P > 0,05). On the other hand, increment of cephalotorax (mm) and total (mm) length, showed alternation among the treatments. The value of these increments were slight lower for the treatment C (P > 0,05), respectively. The results of increments in treatment B showed slight better in relation to the treatment A and C(P > 0,05) respectively. The bromatological analyze of food in treatment B showed higher protein, lipid and carbohydrate value and the diet of treatment C showed lower value, respectively. The spiny lobster of treatment A, B, and C showed almost the same number of moults and intermoult periods (P > 0,05). The survival rate was also closed each other, and in some treatments almost the same (P > 0,05). We concluded that early juvenile spiny lobster P. laevicauda can be fed on diets used in this experiment. In addition the individuals accepted commercially formulated shrimp feeds. This fact contribute to the development of the methodology on the culture of lobsters, with speculation on the possible adaptations that can be useful to the final development of commercially incomeproducing units.
Descrição: SANTOS, Carlos Henrique dos Anjos dos. Engorda de juvenis recentes da lagosta espinhosa panulirus laevicauda (latreille, 1817) alimentados com ração comercial para camarão marinho e os moluscos mytella falcata e perna perna, em condições de laboratório. 2006. 92 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrária, Departamento de Engenharia de Pesca, Fortaleza-CE, 2006
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18249
Aparece nas coleções:PPGENP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_dis_chasantos.pdf6,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.