Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18308
Título: Bactérias com Potencial Biotecnológico na Descoloração de Corantes Têxteis
Título em inglês: Bacteria with biotechnological potential in the discoloration of textile dyes
Autor(es): Vasconcelos, Fábio Roger
Orientador(es): Vieira, Regine Helena Silva dos Fernandes
Palavras-chave: Engenharia de pesca
Eschericha coli e Aeromonas hydrophila
Biodescoloração
Biotecnologia de bactérias
Corante Azo e Antraquinona
Toxicidade de corantes
Escherichia coli and Aeromonas hydrophila
Biodecolorization
Biotechnology bacteria
Azo dyes and Antraquinone
Toxicity of dyes
Aeromonas hydrophila
Escherichia coli
Indústria têxtil
Corantes
Bactérias
Biotecnologia
Data do documento: 2010
Citação: VASCONCELOS, F. R. (2010)
Resumo: A descarga de efluentes das indústrias têxteis para corpos aquosos é, correntemente, uma das maiores preocupações dos ambientalistas em função dos corantes sintéticos usados para colorir os tecidos poluindo assim o ambiente. A aplicação de tratamentos biológicos, sobretudo com a utilização de bactérias, apresenta-se como um dos mais viáveis economicamente, sendo um dos sistemas mais utilizados para descolorir efluentes coloridos. Neste sentido, estudos foram realizados testes para a remoção de cor dos corantes Remazol Brilliant Blue R, Orange G e Orange II utilizando cepas de Escherichia coli e de Aeromonas hydrophila, isoladas e em cultura mista. Primeiramente foi feito o isolamento das cepas bacterianas de três ambientes diferentes. Em seguida, foram feitos testes para verificar qual concentração do corante seria limite para o crescimento de cada microrganismo. Além dos testes de descoloração também foram monitorados outros parâmetros como o pH, biomassa, remoção de DQO, proteínas totais e toxicidade dos metabólitos formados. A cepa Escherichia coli, isolada do ambiente marinho, foi capaz de descolorir concentrações de 2, 5 e 2 mg L-1, respectivamente, para os corante RBBR, Orange G e Orange II, enquanto que a cepa E. coli, isolada do efluente têxtil, descoloriu nas concentrações de 5, 0,5 e 5 mg L-1, respectivamente. A bactéria Aeromonas hydrophila descoloriu respectivamente nas concentrações de 10, 5 e 5 mg L-1, enquanto que o consórcio das três bactérias descoloriu na concentração de 5 mg L-1 para os três corantes testados individualmente. Nessas condições de cultivo a diminuição na taxa de DQO variou entre 45 e 69%, com a menor taxa observada no ensaio contendo A. hydrophila e o corante Orange II (45%) e a maior taxa de remoção no ensaio contendo o consórcio e o corante RBBR (69%). Bioensaios utilizando o microcrustáceo Artemia salina mostraram que durante o processo de descoloração foram produzidos metabólitos com características recalcitrantes. Os resultados demonstram que as bactérias Escherichia coli e Aeromonas hydrophila apresentam potencial biotecnológico na descoloração de corantes têxteis, desde que sejam utilizadas baixas concentrações dos corantes
Abstract: The discharge of effluents from textile industries for water bodies is currently a major concern for environmentalists as a function of synthetic dyes used to color fabrics thus polluting the environment. Biological treatments, especially with the use of bacteria, present themselves as the most economically viable and widely used to decolorize colored effluents. Thus, studies were conducted to test the color removal of dyes Remazol Brilliant Blue R, Orange G and Orange II using isolated and in mixed culture strains of Escherichia coli and Aeromonas hydrophila. Firstly, the isolation of bacterial strains from three different environments was made. Then, tests were performed to verify that the dye concentration would limit the growth of each microorganism. In addition to tests of decolorization, other parameters such as pH, biomass, COD removal, total protein and toxicity of metabolites were also monitored. The Escherichia coli strain isolated from the marine environment was able to decolorize concentrations of 2, 5 and 2 mg L-1, respectively, for the RBBR dye, Orange G and Orange II dyes, while the strain E. coli isolated from textile effluent, decolorized in concentrations of 5, 0.5 and 5 mg L-1, respectively. The bacteria Aeromonas hydrophila decolorized, respectively, at 10, 5 and 5 mg L-1, while the consortium of three bacteria decolorized at concentration of 5 mg L-1 for the three dyes tested individually. In these culture conditions the decrease in the rate of COD ranged from 45% to 69% with the lowest rate observed in the assay containing A. hydrophila and dye Orange II (45%) and the highest removal rate in the test containing the dye RBBR and the consortium (69%). Bioassays using Artemia salina showed that during the process of decolorization metabolites were produced with recalcitrant characteristics. The results show that the bacteria Escherichia coli and Aeromonas hydrophila have biotechnological potential in textile dyes, provided that they use low dye concentrations decolorizing
Descrição: VASCONCELOS, Fábio Roger. Bactérias com Potencial Biotecnológico na Descoloração de Corantes Têxteis. 2010. 64 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia de Pesca, Fortaleza-CE, 2010
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18308
Aparece nas coleções:PPGENP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_frvasconcelos.pdf478,59 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.