Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18315
Título: Estudo da diversidade dos micro-organismos associados a ascídias coloniais (Tunicata, Ascidiacea)
Título em inglês: Study of the diversity of micro-organisms associated with colonial ascidians (Tunicata, Ascidiacea)
Autor(es): Oliveira, Francisca Andréa da Silva
Orientador(es): Lotufo, Tito Monteiro da Cruz
Palavras-chave: Engenharia de pesca
Asicideas
Simbiose
Asicideas
Symbiosis
Urocordados
Data do documento: 2010
Citação: OLIVEIRA,. F. A. S. (2010
Resumo: A simbiose com micro-organismos é bem conhecida em diversos táxons de invertebrados marinhos. No entanto, pouca ou quase nenhuma informação há sobre essa interação para os animais do litoral brasileiro. Micro-organismos tem sido apontados ainda como os responsáveis pela produção de compostos com atividades biológicas interessantes presentes em animais como as ascídias. Diante disso, o objetivo da presente pesquisa foi o de estudar a microbiota associada a superfície externa de ascídias coloniais, com ênfase em cianobactérias simbiontes, classificando, conhecendo o perfil de diversidade da comunidade e identificando associações específicas entre componentes da microbiota e ascídias hospedeiras. O estudo foi realizado com duas espécies de ascídias: Didemnum galacteum e Cystodytes sp., coletadas na região oeste do Estado do Ceará (Brasil), na praia dos Dois Coqueiros e Porto do Pecém, respectivamente. A microbiota foi analisada inicialmente por meio da microscopia ótica e posteriormente por técnicas moleculares como: eletroforese em gel de gradiente desnaturante (DGGE) e biblioteca do 16S rRNA. A análise microscópica evidenciou uma comunidade composta por cianobactérias e diatomáceas. Os resultados do DGGE mostraram o perfil da comunidade em termos de Unidades Taxonômicas Operacionais (UTOs), com a maior diversidade de UTOs apontada na ascídia Didemnum galacteum. A microbiota presente na água do mar onde os espécimes foram coletados foi comparada com a microbiota da superfície da túnica da ascídia, e os resultados evidenciaram que o número de UTOs é maior na água do mar e que a ascídia apresenta uma microbiota específica. A comunidade microbiana analisada pela biblioteca do 16S rRNA revelou a dominância de bactérias nas duas bibliotecas analisadas. Dentre as bactérias o táxon dominante em todos os casos foi Proteobacteria, com Alphaproteobacteria para a ascídia Didemnum galacteum e Gammaproteobacteria para a ascídia Cystodytes sp. Outros representantes como Bacteroidetes, Planctomycetes, Actinobacteria, Cyanobacteria e Bactérias não cultiváveis foram evidenciadas na microbiota de Didemnum galacteum, porém em menor proporção
Abstract: The symbiosis with microorganisms is well known for many marine invertebrate taxa. Despite that, information about these interactions along the Brazilian coast are scanty or even nonexistent. Microorganisms have also recognized as the real producers of interesting natural compounds extracted from marine invertebrates, such as ascidians. With that in mind, the goal of the present study was to evaluate the microbiota associated to colonial ascidians, focusing on symbiotic cyanobacterias, then classifying, estimating the community diversity, and identifying specific interactions between the microbiota and its hosts. This study assessed two ascidians species Didemnum galacteum and Cystodytes sp. collected in the west coast of Ceara state (Brazil), at Dois Coqueiros beach and port of Pecém, respectively. The microbiota was analyzed initially through optical microscopy and subsequently by molecular techniques such as denaturing gradient gel electrophoresis (DGGE) and 16S rRNA library. The microscopic analysis showed a community comprising cyanobacteria and diatoms. DGGE results presented the community profile in terms of Operational Taxonomic Units (OTUs), pointing out Didemnum galacteum as the most diverse. The microbiota in the seawater where specimens were collected was compared to that from the ascidians’ tunic surfaces, and results showed higher number of OTUs in the water, and a more specific microbiota in ascidians. The microbiota community studied by 16S rRNA library revealed dominance of bacteria in both libraries assessed, in which Proteobacteria taxon prevailed with either Alphaproteobaccteria in Didemnum galacteum, and Gammaproteobacteria in Cystodytes sp. Others, such as Bacteroidetes, Planctomycetes, Actinobacteria, Cyanobacteria and uncultured bacteria were evident in Didemnum galacteum, but in a lesser proportion
Descrição: OLIVEIRA, Francisca Andréa da Silva. Estudo da diversidade dos micro-organismos associados a ascídias coloniais (Tunicata, Ascidiacea). 2010. 73 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia de Pesca, Fortaleza-CE, 2010
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18315
Aparece nas coleções:PPGENP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_fasoliveira.pdf941,32 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.