Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18427
Título: Farinha de Spirulina como aditivo atrato-palatabilizante em dietas balanceadas para o camarão marinho Litopenaeus vannamei
Título em inglês: Spirulina meal as an additive in palatability attractive-balanced diets for marine shrimp Litopenaeus vannamei
Autor(es): Silva Neto, José Fernandes da
Orientador(es): Sá, Marcelo Vinícius do Carmo e
Palavras-chave: Engenharia de pesca
Microalga
Spirulina
Nutrição
Microalgae
Spirulina
Camarão - Alimentação e rações
Camarão - Criação
Aquicultura
Nutrition
Data do documento: 2010
Citação: SILVA NETO, J. F. (2010)
Resumo: Há, presentemente, grande esforço de pesquisa no sentido de se substituir, parcial ou totalmente, a farinha de peixe das dietas artificiais por fontes protéicas vegetais, de menor custo e maior previsibilidade de produção. Os resultados experimentais obtidos em alguns trabalhos evidenciam o bom potencial da farinha de Spirulina como aditivo impulsor do crescimento em dietas para camarões marinhos. Apesar de sua qualidade nutricional, nenhum trabalho foi conduzido até agora sobre o uso da farinha de Spirulina como aditivo em dietas completas para L. vannamei. O presente trabalho objetivou o estudo do desempenho zootécnico e da preferência alimentar de juvenis de Litopenaeus vannamei criados em laboratório sob condições controladas alimentados com diferentes dietas suplementadas ou não com farinha de Spirulina. Juvenis de L. vannamei (3,89 ± 0,25 g) foram estocados intensivamente em 28 tanques circulares de polietileno de 500 L, na densidade de 44 camarões/tanque (64 juvenis/m2) por 71 dias. As dietas foram suplementadas com 0,5% de um atrativo comercial para rações de camarão (MAC e BAC) ou com 0,5% de farinha de Spirulina (MSP e BSP). Em MAC e MSP e em BAC e BSP houve reduções de 25% e 50% do nível de inclusão de farinha de peixe, respectivamente. No segundo experimento, as dietas foram oferecidas aos animais em duas bandejas claramente identificadas, em quantidades iguais, colocadas no mesmo momento, em lados opostos dentro de cada tanque e foram recolhidas no mesmo instante. A ração remanescente em cada bandeja de alimentação foi coletada e pesada para calcular o peso seco posteriormente. O ganho em peso semanal dos camarões alimentados com a ração MSP (0,89 ± 0,03 g) não foi significativamente diferente daqueles que se alimentaram com a dieta MAC (0,89 ± 0,01 g) e P (0,95 ± 0,08 g). O fator de conversão alimentar e a taxa de eficiência protéica dos camarões alimentados com MSP não foram estatisticamente diferentes daqueles observados em CN1 e P. O peso corporal final e a sobrevivência dos camarões alimentados com MSP não foram significativamente diferentes daqueles observados em CN1 e P. O estudo da atratividade mostrou que MSP teve preferência significativamente maior pelos camarões do que a dieta MAC. Pode ser concluído que a farinha de Spirulina adicionada a 0,5% em uma dieta completa para juvenis de L. vannamei atuou como um atrativo alimentar, e foi capaz de promover os mesmos efeitos de um aditivo comercial. Trabalhos futuros são requeridos para avaliar outros níveis de inclusão, técnicas de produção baratas, compostos responsáveis pela atratividade da farinha de Spirulina etc
Abstract: At present, there is a great effort to partially or completely replace fishmeal in artificial diets for less costly and more predictable vegetable protein ingredients. Experimental results of some studies indicate the potential of the Spirulina meal as a growth impeller in diets for marine shrimp. Despite its nutritional quality, no work has been conducted so far about the use of Spirulina meal as an additive in complete diets for Litopenaeus vannamei. The present work aimed at investigating the growth performance and feeding preference of L. vannamei raised under controlled laboratory conditions fed diets supplemented or deprived with Spirulina meal. Juveniles of L. vannamei (3.89  0.25 g) were stocked under intensive conditions at 44 shrimp/tank (64 juveniles/m²) in 28 polyethylene tanks of 500 L and raised for 71 days. Diets were supplemented with 0.5% of a commercial feed attractant for marine shrimp (MAC and BAC) or with 0.5% of Spirulina meal (MSP and BSP). In MAC and MSP and BAC and BSP, inclusion of fishmeal was reduced at 25% and 50%, respectively. In a second study, diets were offered to animals in a two feeding trays clearly identified, in equal amounts, delivered at the same time in the opposite sides of each tank and simultaneously recovered. Feed remaining in each feeding tray was collected and weighted to calculate the dry weight. Weekly shrimp weight gain fed diet MSP (0.89 ± 0.03 g) was not significantly different from those fed diet MAC (0.89 ± 0.01 g). Feed conversion rate and protein efficiency rate for shrimp fed diet MSP were not significantly different from those seen for CN1 and P. Final body weight and survival of shrimp fed diet MSP were not significantly different from those observed for CN1 and P. The attractability study demonstrated that MSP showed a significantly higher preference compared to MAC diet. It can be concluded that Spirulina meal added at 0.5% in a complete diet for juveniles of L. vannamei acted as a feeding attractant capable of promoting the same effects of a commercial additive. Further work is required to evaluate others inclusion levels, cheap production techniques, compounds responsible for attractability’s Spirulina meal etc
Descrição: SILVA NETO, José Fernandes da. Farinha de Spirulina como aditivo atrato-palatabilizante em dietas balanceadas para o camarão marinho Litopenaeus vannamei. 2010. 44 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia de Pesca, Fortaleza-CE, 2010
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18427
Aparece nas coleções:PPGENP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_jfsilvaneto.pdf590,82 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.