Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1847
Título: DST no âmbito da relação estável : análise cultural com base na perspectiva da mulher
Título em inglês: STD in scope of long-term relationships : cultural analysis based on women’s perspective
Autor(es): Sousa, Leilane Barbosa de
Orientador(es): Barroso , Maria Grasiela Teixeira
Palavras-chave: Doenças Sexualmente Transmissíveis
Enfermagem Familiar
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Data do documento: 2007
Citação: SOUZA, L. B. (2007)
Resumo: Com suporte no advento da descoberta do HIV/aids, foram definidos os grupos de risco para as doenças sexualmente transmissíveis (DST), centralizados em homossexuais e profissionais do sexo, de forma que a população que não se encontrava nesses grupos não se considerava vulnerável às DST. A desconsideração do risco ocasionou inversão no número de casos de DST em populações específicas. Os números revelam, por exemplo, que em relação ao número de casos de HIV, a razão entre sexos tende a diminuir e a transmissão entre heterossexuais já prevalece sobre a transferência entre homossexuais. Diante disso, mulheres heterossexuais passaram também a concorrer como grupo de risco, entre as quais estão as que estabelecem união estável. Após o diagnóstico, a mulher pode experimentar uma situação de conflito com seu companheiro ao tentar descobrir a origem do contágio. Partindo desses pressupostos este estudo foi realizado. O objetivo geral da pesquisa foi investigar a contaminação por DST no âmbito de uma relação estável, e os objetivos específicos foram identificar fatores culturais que possam favorecer o risco de DST em casais e analisar as significações da contaminação por DST para o casal. Como metodologia adotou-se a abordagem etnográfica, com suporte na Teoria do Cuidado Cultural. Desenvolveu-se o estudo no Centro de Desenvolvimento Familiar (CEDEFAM) e no contexto familiar de sete mulheres, durante nove meses. Como resultados, foi possível identificar a interação de informações sobre DST nos sistemas de saúde profissionais e populares, de modo que as lacunas em relação ao conhecimento e conscientização sobre o risco parecem emergir do entrelace de questões culturais e de gênero, enraizadas, transmitidas e compartilhadas dentro da sociedade. Assim, baseados nas informações sobre DST produzidas em seu contexto cultural, homens e mulheres desenvolveram percepções errôneas sobre risco de DST e, com suporte nisso, adotaram comportamentos sexuais que favoreceram a contaminação. Constatou-se, também, que o diagnóstico de DST influencia o comportamento sexual das mulheres, que passam a redescobrir seus corpos e desenvolver indícios de cuidado com a saúde sexual e reprodutiva do casal. Em face disso, todavia, verificou-se que os homens parecem se comportar como coadjuvantes no processo e ainda consideram o problema como inerente apenas à parte feminina. Conclui-se, com arrimo nos achados, que é imprescindível a abordagem da cultura nas ações de Educação em Saúde para a promoção da saúde sexual e reprodutiva do casal. Acredita-se que, com esteio em estratégias de Educação em Saúde culturalmente direcionadas poderão ser alcançados resultados de impacto positivo na assimilação do risco e quebra da cadeia de transmissão de DST.
Abstract: Risk groups for sexually transmitted diseases (STD) were defined with the support of the advent of the HIV/aids discovery. They are centered in homosexuals and sex professionals, so the people who were not included in these groups did not consider themselves vulnerable to STD. The non-consideration of the risk caused an inversion in the number of STD cases in specific populations. The numbers reveal, for example, that the reason between the HIV occurrence among men and women tends to decrease and that the transmission among heterosexuals is already higher than among homosexuals. In face of this situation, heterosexual women started to be considered a risk group, including the ones with stable union. After the diagnosis, the woman may experience a situation of conflict with her partner when trying to discover the origin of contamination. When this problem was detected, it was perceived the necessity to investigate the STD contamination in the couple’s dynamics, with the objective of identifying cultural factors which are determinant for the risk of contamination by STD and understand the meaning of STD contamination for the couple. It was considered necessary the execution of an ethnographical research, based on Theory of Cultural Care to accomplish the proposed objectives. The study was developed in the Center of Family Development (CEDEFAM) and in seven women’s family context for nine months. It was possible to identify the interaction of information about STD in professional and popular (general) health systems, so that the gap in relation to knowledge and awareness about the risk seems to emerge from cultural and gender questions which are transmitted, shared and ingrained in society. It was also ascertained that the STD diagnosis influences on women’s sexual behavior. They start to rediscover their body and to develop signs of care about the couple’s sexual and reproductive health. On the other hand, it was verified that men seem to behave as having a secondary role in the process and still consider the problem a feminine one. As a conclusion, it was noticed the importance of the approach of culture in Health Education actions for the promotion of couple’s sexual and reproductive health. We believe that, with the support of culturally directed Health Education strategies, results with positive impact can be reached in the assimilation of risks and rupture of the STD transmission chain.
Descrição: SOUZA, Leilane Barbosa de. DST no âmbito da relação estável : ánálise cultural com base na perspectiva da mulher. 2007. 92 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1847
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_dis_lbsouza.pdf285,7 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.