Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18471
Título: Efeito do sildenafil em modelo colinérgico de convulsão em camundongos e de estresse In vitro: abordagem comportamental e neuroquímica
Título em inglês: Effect of sildenafil in convulsion cholinergic model in mice and stress in vitro: behavioral approach and neurochemistry
Autor(es): Carvalho, Michele Albuquerque Jales de
Orientador(es): Fonteles , Marta Maria de França
Palavras-chave: Citrato de Sildenafila
Epilepsia
Estresse Oxidativo
Astrócitos
Data do documento: 27-Mai-2016
Citação: CARVALHO, M. A. J. ; FONTELES, M. M. F. (2016)
Resumo: Convulsões consistem em alterações transitórias do comportamento decorrente das deflagrações rítmicas, sincrônicas e desordenadas de populações de neurônios cerebrais. Sildenafil é um inibidor seletivo da PDE5 que potencializa a função erétil devido ao aumento dos níveis citoplasmáticos de GMPc. Alguns estudos experimentais e relatos de caso apontam que o sildenafil pode exercer uma atividade pró-convulsiva. Esse trabalho teve como objetivo estudar os efeitos do sildenafil em modelo de convulsão induzida por pilocarpina em camundongos e sobre a viabilidade de astrócitos in vitro diante do estresse colinérgico. Camundongos Swiss machos (25-34g) foram pré-tratados com o sildenafil (2,5; 5; 10 ou 20mg/kg, ip., n= 8) em tratamento agudo e por 7 dias. Meia hora após a última dose de sildenafil foi induzida a convulsão em todos os animais através da administração de pilocarpina 400 mg/kg, ip. (P400). Na análise comportamental, foram registrados os tempos para ocorrência da primeira convulsão e morte e, após os testes, foram dissecadas três áreas cerebrais (córtex pré-frontal, hipocampo e corpo estriado) para determinar a atividade da acetilcolinesterase, o grau de peroxidação lipídica, pela mensuração da concentração de malondialdeido (MDA), a concentração de nitrito e também a participação da defesa antioxidante glutationa redutase (GSH). No ensaio in vitro, foi determinada a viabilidade celular de astrócitos corticais após o tratamento com diferentes concentrações de sildenafil+pilocarpina. Os dados foram analisados por ANOVA e Student-Newman-Keuls como pós-teste, para os ensaios in vivo, e ANOVA seguido pelo pós-teste de Bonferroni, para as experimentações in vitro. Foi observado que o sildenafil reduziu a latência de convulsão e de morte nas doses de 10 e 20 mg/kg tanto no pré-tratamento agudo como por 7 dias. Em relação aos parâmetros de estresse oxidativo e defesa antioxidante, houve aumento dos níveis de MDA em todas as áreas nas doses de 10 e 20 mg/kg no pré-tratamento agudo, enquanto que no pré-tratamento por 7 dias houve aumento dos níveis de MDA no córtex pré-frontal na dose de 20 mg/kg e no hipocampo nas doses de 10 e 20 mg/kg. A concentração de nitrito foi aumentado nas doses de 10 e 20 mg/kg no córtex pré-frontal e hipocampo nas doses de 10 e 20 mg/kg e no corpo estriado na dose de 20 mg/kg no pré-tratamento por 7 dias e no pré-tratamento agudo houve aumento no córtex pré frontal na dose de 20 mg/kg e no corpo estriado na dose de 10mg/kg. Em relação a glutationa reduzida, não houve alteração nos grupos pré-tratados com sildenafil+P400 em relação ao grupo P400. O tratamento combinado entre sildenafil (1000, 500, 250, 125, 75, 37 μg/mL) e pilocarpina (IC 50 - índice de citotoxicidade para 50% da população celular em estudo que correspondente a 31,83 mM) causou redução da viabilidade das células apenas na concentração de 1000 μg/mL, sugerindo que os astrócitos podem estar envolvidos na possível neurotoxicidade do sildenafil no processo convulsivo, sendo necessário mais estudos. Nossos achados sugerem que o sildenafil possui uma atividade pró-convulsivante relacionado a mecanismos colinérgicos e que apresentou ação oxidante nas doses mais altas estudadas.
Abstract: Seizures are the transient behavior changes resulting from rhythmic outbreaks, synchronic and disordered populations of brain neurons. Sildenafil is a selective inhibitor of PDE5 which enhances erectile function due to increased cytoplasmic levels of cGMP. Some experimental studies and case reports suggest that sildenafil may exert pro convulsive activity. This work aimed to study the effects of sildenafil on seizure pilocarpine model in mice and on the viability of astrocytes in vitro before the cholinergic stress. Swiss male mice (25-34g) were pre-treated with sildenafil (2.5, 5,. 10 or 20mg / kg, ip, n = 8) and in acute treatment for 7 days. Half an hour after the last dose of sildenafil convulsion was induced in all animals by the administration of pilocarpine 400 mg / kg, ip. (P400). In behavioral analysis, the time to occurrence of the first seizure and death after the tests were dissected three brain areas were recorded (pre-frontal cortex, hippocampus and striatum) to determine the activity of acetylcholinesterase, the degree of lipid peroxidation, by measuring the concentration of malondialdehyde (MDA), the concentration of nitrite and also the participation of glutathione reductase antioxidant defense (GSH). In vitro assay, cell viability was determined cortical astrocytes after treatment with different concentrations of Sildenafil + pilocarpine. Data were analyzed by ANOVA and Student-Newman-Keuls test and post-test, for in vivo tests and ANOVA followed by Bonferroni post-test, for in vitro experiments. It was observed that sildenafil reduced the latency of convulsions and death at doses of 10 and 20 mg / kg in both acute pretreatment such as 7 days. Regarding the parameters of oxidative stress and antioxidant defense, an increase of MDA levels in all areas at doses of 10 and 20 mg / kg in the acute pretreatment, whereas in pretreatment for 7 days there were increasing levels of MDA in the prefrontal cortex at the dose of 20 mg / kg and the hippocampus in the dose of 10 and 20 mg / kg. The nitrite concentration was increased at doses of 10 and 20 mg / kg in the prefrontal cortex and hippocampus in doses of 10 and 20 mg / kg and in the striatum at a dose of 20 mg / kg pre-treatment for 7 days, and in acute pretreatment was increased in the frontal cortex pre dose of 20 mg / kg and in the striatum at a dose of 10mg / kg. Regarding the reduced glutathione did not change in group pretreated with sildenafil compared to P400 + P400 group. The combined treatment of sildenafil (1000, 500, 250, 125, 75, 37 ug / ml) and pilocarpine (IC 50 - Cytotoxicity index to 50% of the cell population study corresponding to 31.83 mM) caused a reduction in viability cells only in the concentration of 1000 ug / mL, suggesting that astrocytes can be involved in the possible neurotoxicity of sildenafil in the convulsive process, requiring further studies.. Our findings suggest sildenafil has a proconvulsivant activity related to cholinergic mechanisms and demonstre oxidizing action in the highest doses studied.
Descrição: CARVALHO, M. A. J. Efeito do sildenafil em modelo colinérgico de convulsão em camundongos e de estresse In vitro: abordagem comportamental e neuroquímica. 2016. 103 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18471
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_majcarvalho.pdf1,39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.