Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18507
Título: esenvolvimento e morfologia funcional dos estômagos de larvas e pós-larvas dos crustáceos Decapoda
Título em inglês: Development and functional morphology of the stomachs of larvae and post larvae of decapod crustaceans
Autor(es): Melo, Marlon Aguiar
Orientador(es): Abrunhosa , Fernando Araújo
Palavras-chave: Engenharia de pesca
Morfologia
Crustáceos
Decapoda
Morphology
Crustaceans
Decapod
Decápodes (Crustáceos)
Decápode (Crustáceo) - Morfologia
Larva
Data do documento: 2005
Citação: MELO, M. A. (2005)
Resumo: O conhecimento sobre o correto regime alimentar das larvas e póslarvas dos crustáceos Decapoda é considerado essencial para o sucesso no cultivo larval. Informações sobre o desenvolvimento e morfologia dos apêndices bucais e estômago destes crustáceos têm auxiliado na identificação de alimentos e condições de cultivo satisfatórias para o aumento da sobrevivência e do crescimento durante o desenvolvimento larval. O desenvolvimento da estrutura do estômago e da função digestiva foram examinados em larvas e pós-larvas de Litopenaeus vannamei, Lepidophthalmus siriboia, Callichirus major, Petrolisthes armatus, Sesarma curacaoense e S. rectum. O estômago do protozoea de L. vannamei é muito simples, sem válvula cárdio-pilórica e filtro pilórico rudimentar. Nos misis, o filtro pilórico se torna funcional. No juvenil I surgem calhas e dentes laterais pouco desenvolvidos. Em L. siriboia, os estômagos dos zoeae estão aparentemente despreparados para alimentação. No megalopa e juvenil I o estômago se torna complexo, com moinho gástrico. Nos zoeae de P. armatus, S. curacaoense e S. rectum, os estômagos possuem válvula cárdio-pilórica e filtro pilórico morfologicamente funcionais e nos estágios megalopa e juvenil I o moinho gástrico é complexo. Em C. major, os estômagos dos zoeae se mostram especializados exibindo algumas estruturas rígidas, mas não apresentam moinho gástrico. Esta estrutura surge no megalopa e juvenil I. A partir das características morfológicas presentes em cada estágio larval sugerem-se os seguintes tipos de alimento de acordo com a capacidade de processamento do estômago: gelatinoso (microalgas) para os protozoeae; flexível (náuplios de Artemia e rotíferos) para os zoeae e misis; e flexível e rígido (zooplâncton, poliquetas, moluscos) para megalopa e juvenil I. A organização dos estômagos é comparada entre outros representantes dos Decapoda e a relação entre a morfologia e o hábito alimentar é discutida
Abstract: Food is considered critical for the successful culture of decapod larvae. Information on the development of larval mouthparts and foregut have contributed for identification of suitable foods and for rearing conditions to enhance survival and growth during the larval progress. The development of foregut structure and digestive function was examined in Litopenaeus vannamei, Lepidophthalmus siriboia, Callichirus major, Petrolisthes armatus, Sesarma curacaoense and S. rectum larvae and post larvae. The protozoeal foregut of L. vannamei is simple, lacking cardio-pyloric valve and rudimental filter press. In mysis, the filter press is developed and become functional. In the juvenile, groove and small lateral teeth arise. In L. siriboia, the zoeal foreguts have no apparently feeding function. But, the megalopa and juvenile have a complex foregut, with gastric mill well developed. The zoeal stages of P. armatus, S. curacaoense and S. rectum have a functional cardio-pyloric valve and filter press. The megalopa and juvenile stages of these species have an adult-type gastric mill. In C. major, the foregut of the zoeae is specialized, with appearance of some rigid structures, but no gastric mill was found. This calcified structure arises in megalopa and grows on the juvenile stage. The morphological features exhibited in each larval stage suggest the following food types in agreement with the capacity of processing of the foregut: gelatinous (microalgae) for the protozoeal stage; flexible (nauplii of Artemia and rotifers) for the zoeal and mysis stages; and flexible or hard (zooplancton, polychaets and mollusks) for megalopa and juvenile I. The foregut structure was also compared to other Decapoda and the relationship between morphology and feeding behavior was discussed
Descrição: MELO, Marlon Aguiar. Desenvolvimento e morfologia funcional dos estômagos de larvas e pós-larvas dos crustáceos Decapoda. 2005. 88 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centor de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia de Pesca, Fortaleza-CE, 2005
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18507
Aparece nas coleções:PPGENP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2005_dis_mamelo.pdf4,79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.