Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1853
Título: Avaliação clínico-epidemiológico de pacientes portadores de carcinoma de células escamosas oral irresecável em dois hospitais de referência da cidade de Fortaleza-Ce/Brasil
Título em inglês: Clinic epidemiological study of pacients with unresectable oral squamous cells cacinoma from two referencies hospitals at fortaleza- Ce/Brazil
Autor(es): Brito, Renata Galvão de Matos
Orientador(es): Sousa, Fabrício Bitu
Palavras-chave: Neoplasias Bucais
Carcinoma de Células Escamosas
Data do documento: 2009
Citação: BRITO, R. G. M. (2009)
Resumo: Introdução: O câncer de boca é o sexto câncer mais comum no mundo e tem o tipo histológico carcinoma de células escamosas como o mais prevalente, representando 90 – 95% de todos os tumores de cavidade oral. Acomete prioritariamente homens de meia idade e tem como fatores de risco o fumo, o álcool, a radiação ultravioleta e o papiloma vírus humano (HPV). A detecção dessa neoplasia em estádios avançados ainda é comum, o que dificulta o tratamento e diminui o índice de sobrevida. A quimiorradiação tem sido utilizada como opção de tratamento dos tumores irresecáveis, na tentativa de aumentar a sobrevida e melhorar a qualidade de vida e de morte desses pacientes. Métodos: Avaliação de prontuários de pacientes com carcinoma de células escamosas irresecável do período de janeiro de 2004 a dezembro de 2008, oriundos de dois centros de referência no tratamento desses pacientes. As variáveis coletadas e analisadas foram sexo, idade,ocupação, localização anatômica das lesões, grau de diferenciação histológica, estadiamento, fatores de risco associados, tratamento realizado e sobrevida. Resultados: No período avaliado, foram analisados 52 prontuários. O sexo masculino foi o mais acometido, com proporção homem:mulher de 1,8:1. Não foram encontrados pacientes abaixo dos trinta anos, com a faixa etária de 41 – 70 anos sendo a mais acometida. Assoalho bucal, borda lateral de língua e trígono retromolar foras as localizações mais acomentidas. Apenas 1 paciente não tinha fatores de risco associados, sendo o fumo exclusivo e sua associação com o álcool os encontrados. Houve uma prevalência de pacientes com lesão no estádio 4 (50 pacientes) e o com a variável histológica do tipo moderadamente diferenciado. O tratamento mais utilizado foi a associação da radioterapia com a quimioterapia. Conclusão: Os dados epidemiológicos corroboram com a literatura, que mostra uma maior prevalência do câncer de boca em homens de meia idade, sendo o fumo o principal fator de risco. O fato de grande parte desses pacientes serem economicamente ativos mostra a importância da detecção precoce, pois em estádios avançados temos um menor índice de sobrevida e uma maior dificuldade da reintegração dessas pessoas na sociedade. A quimiorradiação é uma evolução no tratamento desses tumores, possibilitando uma melhor qualidade de vida e de morte e o controle loco-regional da doença. Palavras chave: Neoplasias Bucais, Carcinoma de Células Escamosas, Boca, Epidemiologia.
Abstract: Introduction: Worldwide, oral cancer is the sixth more common cancer, the squamous cell carcinoma is the most prevalent histological type, representing 90-95% of all oral cavity malignant tumors. It occurs mainly in mild age males, and presents risk factors such as, tobacco, alcohol, U.V. radiation and human papiloma virus (HPV). It’s still common the diagnosis of Oral Squamous Cells Carcinoma (OSCC) in advanced stages, difficulting treatment and reducing survival rates. In order to increase survival rates and give a better quality of life and death, chemoradiation has been used in unresectable OSCC. Methods: Medical records of patients with unresectable oral cancer, from January 2004 to December 2008, attended in two states’ reference center were assessed. Collected variables were gender, age, anatomical site of lesion, histological grade, treatment performed and survival. Results: In analyzed period, fifty two medical records were assessed. Male were the most affected, with a 1,8:1 male:female ratio. There was a peak of incidence in fifth to seventh decades of life, and there wasn’t found patients under the fourth decade of life. Only one patient wasn’t associated with risk factors, tobacco or tobacco and alcohol were the associated risk factors found. There was a high prevalence of stage 4 OSCC (50 patients), and chemoradiation was the most used treatment. Conclusion: As shown in literature, the epidemiological data found in this study presents a higher prevalence of oral cancer among mild age males, with tobacco being the main risk factor. The fact that most patients are economically active shows the importance of early diagnosis, as advanced stages diagnosis reduces survival rates and difficults the reinsertion of these people in society. Chemoradiation is an evolution in treatment of such tumors, achieving a better quality of life and death and a loco regional control of disease. Key words: Oral Neoplasms; Esquamous Cell Carcinoma; Mouth; Epidemiology.
Descrição: BRITO, Renata Galvão de Matos. Avaliação clínico-epidemiológico de pacientes portadores de carcinoma de células escamosas oral irresecável em dois hospitais de referência da cidade de Fortaleza-Ce/Brasil. 2009. 56 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1853
Aparece nas coleções:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_rgmbrito.pdf298,62 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.