Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18565
Título: Tratamento fisioterapêutico nas disfunções sexuais em mulheres após tratamento de câncer ginecológico e de câncer de mama : uma revisão de literatura
Título em inglês: Sexual dysfunction s in women after treatment of gynecological cancer and breast cancer : a literature review
Autor(es): Mesquita, Rayanne Lisboa
Carbone, Ebe dos Santos Monteiro
Palavras-chave: Fisioterapia
Neoplasias da Mama
Data do documento: Jul-2015
Editor: Revista Fisioterapia & Saúde Funcional
Citação: MESQUITA, R. L. ; CARBONE, E. S. M. (2015)
Resumo: Introdução: As disfunções sexuais femininas são comumente encontradas após os tratamentos de câncer, causando impacto negativo na qualidade de vida, não apenas nos fatores psicológicos, como também na vida social e sexual. Objetivo: investigar a visão do tratamento f isioterapêutico nas disfunções sexuais em mulheres após tratamento de câncer. Metodologia: Revisão de literatura científica integrativa nas bases de dados PUBMED, SciELO, LILACS, SCOPUS e ISI Web of Knowledge, de estudos que realizaram abordagem sobre a at uação da Fisioterapia nas disfunções sexuais em pacientes com câncer ginecológico e de mama, em que a busca em português foi baseada nos Descritores em Ciências da Saúde da Biblioteca Virtual em Saúde e os descritores em inglês no Medical Subject Headings, durante os meses de agosto a outubro de 2014. Sendo a pesquisa finalizada em janeiro de 2015. Resultados: Foi encontrado um total de 1233 estudos na busca eletrônica, dos quais três corresponderam aos critérios de inclusão. As terapêuticas empregadas tive ram como resultado aumento da lubrificação e desejo sexual, além de melhora da libido, excitação, desejo, inatividade sexual e diminuição da dor. Considerações finais: Portanto, conclui - se através desta revisão que as técnicas empregadas no tratamento das disfunções sexuais em pacientes após o câncer, podem vir a melhorar a qualidade de vida, a função sexual e do assoalho pélvico.
Abstract: Introduction: The female sexual dysfunctions are commonly found after cancer treatments have a negative impact on quality of life not only in psychological, but also in social and sexual life. This study has the objective to investigate the vision of physical therapy treatment in sexual dysfunctions in women after cancer treatment. Methodology: Scientific Literature review in PUBMED, SciELO, LILACS, Scopus and ISI Web of Knowledge, of studies that approach on the role of Physical Therapy for sexual dysfunction in patients with gynecological cancer and br east cancer, in which the search in Portuguese it was based on Descriptors in Health Sciences Virtual Library on Health and descriptors in English at the Medical Subject Headings, during the months from August to October 2014. As the research completed in January 2015. Results: A total of 1233 studies in the electronic search, three of which corresponded to the inclusion criteria were found. The therapies used have resulted in increased lubrication and sexual desire, and improves libido, arousal, desire, se xual inactivity and decreased pain. Final thoughts: Therefore, it is concluded that this revision techniques employed in the treatment of sexual dysfunctions in patients after cancer, can be used to improve the quality of life and sexual function of the pe lvic floor.
Descrição: MESQUITA, Rayanne Lisboa ; CARBONE, Ebe dos Santos Monteiro.Tratamento fisioterapêutico nas disfunções sexuais em mulheres após tratamento de câncer ginecológico e de câncer de mama : uma revisão de literatura. Rev Fisioter S Fun., Fortaleza, v. 4, n. 2, p. 32-40, jul./dez. 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18565
ISSN: 2238-8028 (Online)
Aparece nas coleções:FISIOTERAPIA - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_art_rlmesquita.pdf296,76 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.