Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18598
Título: Microclima na produção de alface hidropônica em ambiente protegido utilizando telas de sombreamento como subcobertura
Título em inglês: Microclimate hydroponic lettuce production in greenhouse shading using screens as subcover
Autor(es): Sales, Francisco Alexandre de Lima
Orientador(es): Barbosa Filho, José Antonio Delfino
Coorientador(es): Barbosa, João Paulo Rodrigues Alves Delfino
Palavras-chave: Engenharia agrícola
Lactuca Sativa
Produção vegetal
Estufas
Hidroponia
Lactuca Sativa
Data do documento: 2012
Citação: SALES, F. A. L. (2012)
Resumo: A adequação do microclima das estufas às necessidades das culturas tornou-se um fator de suma importância para o bom desenvolvimento das culturas no cultivo protegido, sendo que em determinados horários as temperaturas internas se elevam podendo reduzir a fotossíntese. Para isso, podem ser utilizadas tecnologias alternativas que adequem as temperaturas as necessidades das culturas, tais como o uso de telas de sombreamento, principalmente para a redução da temperatura nos períodos mais quentes do dia. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes tipos de telas de sombreamento instaladas internamente nas estufas, logo abaixo da cobertura, sobre o crescimento de duas variedades de alface do tipo crespa (Marianne e Verônica), em um sistema de produção hidropônico em NFT (Técnica de Fluxo Laminar). O experimento foi conduzido em estufas cobertas com filme PEBD de 150 µm, que apresentavam os seguintes tratamentos: ambiente sem uso de tela como subcobertura (ST), ambiente com tela termorrefletora como subcobertura (TC), ambiente com tela de sombreamento preta como subcobertura (TP) e ambiente com tela vermelha como subcobertura (TV). Para avaliar a modificação ambiental ocasionada pelo uso do filme PEBD e das telas, foram instalados, em cada estufa e no ambiente externo, termo-hidrômetros data loggers que registravam as variáveis ambientais (temperatura e umidade relativa) a cada 30 minutos durante todo o período experimental. Posteriormente, foram calculados os graus dia acumulados de cada ambiente. Para analisar as alterações nos padrões de resposta das plantas aos diferentes ambientes de cultivo, foram realizadas cinco coletas de plantas durante o período do experimento, sendo coletadas ao acaso, vinte plantas por tratamento. As plantas retiradas das bancadas eram repostas por outras vindas das bancadas de reposição. Após a coleta das plantas, as mesmas eram levadas ao laboratório para realização das medições de peso seco de raiz, caule e folhas, e da área foliar. Essas informações foram utilizadas para estimar as variáveis morfológicas. Os resultados indicaram que o uso das telas como subcobertura afetou o ambiente no interior das estufas, principalmente a temperatura e a umidade relativa do ar, onde o uso das telas termorrefletora e preta reduziu a temperatura máxima em 4,7 e 3,6ºC, respectivamente, com relação ao ambiente que não usava tela como subcobertura (ST). Em relação ao acúmulo de graus dia, o ambiente ST e TV apresentaram comportamentos bem similares, contudo os ambientes TC e TP apresentaram um menor acúmulo térmico em relação a ST e TV. Quanto às alterações morfológicas ocasionadas pelas modificações ambientais foi possível constatar que o uso das telas termorrefletora e preta influenciou de forma positiva o número de folhas, o número de folhas maiores que 10 cm e o índice de área foliar. Também foi possível observar que as variáveis, número de folhas, número de folhas maiores que 10 cm, índice de área foliar, taxa de crescimento absoluto e taxa de assimilação líquida ajustaram-se, com elevados índices de determinação, a uma equação sigmoidal com três parâmetros. Enquanto que as variáveis, razão de peso foliar, razão de área foliar, área foliar específica e taxa de crescimento relativo apresentaram ajuste polinomial de 3º grau. De modo geral, o uso das telas termorrefletora e preta proporcionou uma melhoria de alguns fatores primordiais ao comércio das plantas (número de folhas maiores que 10 cm e IAF), porém não se pode afirmar que tais condições sejam significativas para todas as épocas do ano, fazendo-se necessários mais estudos em outras épocas do ano.
Abstract: The adequacy of the microclimate of greenhouses to the needs of crop, has become a very important factor for the proper development of protected crops, times and in certain internal temperatures rise and may reduce photosynthesis.For this alternative technologies can be used to suit the needs of temperatures cultures, such as the use of shading screens, particularly for reducing the temperature in the warmer periods of the day. Therefore, the objective of this study was to evaluate the effect of different types of shading screens installed inside the greenhouses, just below the roof, on the growth of two varieties of lettuce crisp (Marianne and Veronica), in a production system in NFT hydroponic (Laminar Flow Technique). The experiment was conducted in greenhouses covered with LDPE film of 150 micron, which had the following treatments: environment without using the screen as undercoverage (ST), ambient thermal reflector screen as undercoverage (TC), Environment shade cloth as black undercoverage (TP) and environment as undercoverage red screen (TV). To assess the environmental changes caused by the use of LDPE film and screens were installed in each greenhouse and an outdoor thermo-hygrometer data loggers that recorded the environmental variables (temperature and relative humidity) every 30 minutes throughout the period of Experimental. Subsequently, we calculated the accumulated degree days for each environment. To analyze changes in patterns of plant response to different environmental conditions, there were five samplings during the experiment, and randomly collected twenty plants per treatment. The plants were removed from the benches replaced by others coming from the stands replacement. After collecting the plants, they were brought to the laboratory for measurement of dry weight of root, stem and leaves, and leaf area. This information was used for estimating of variable morphological. The results indicated that the use of screens as undercoverage affected the environment inside the greenhouse, especially temperature and relative humidity, where the use of thermal reflector and black screens reduced the maximum temperature at 4.7 and 3.6 ° C, respectively, with the environment that was not on screen as undercoverage (ST). Regarding the accumulation of degree days, the environment and TV ST showed very similar behavior, however environments CT and VT had a lower thermal accumulation in relation to TS and TV. As for the morphological changes caused by environmental changes, we determined that the use of thermal reflector screens and black influenced, positively, the number of leaves, leaf number larger than 10 cm and the leaf area index. It was also observed that the variables, number of leaves, leaf number larger than 10 cm, leaf area index, absolute growth rate and net assimilation rate were adjusted, with high levels of determination, a sigmoidal equation with three parameters. While the variables, leaf weight, leaf area ratio, specific leaf area and relative growth rate showed a better fit 3rd degree polynomial. In general, the use of thermal reflector and black screens provided an improvement of some key factors to trade in plants (number of leaves greater than 10 cm and LAI), however, it is not possible to say that these conditions are significant for all seasons , making it necessary more study at other times of the year.
Descrição: SALES, Francisco Alexandre de Lima. Microclima na produção de alface hidropônica em ambiente protegido utilizando telas de sombreamento como subcobertura. 2012. 96 f. Dissertação (Mestrado em engenharia agrícola)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18598
Aparece nas coleções:PPGENA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_falsales.pdf1,92 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.