Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18711
Título: Caracterização fenotípica e genotípica de bactérias do gênero Vibrio isoladas em alguns estuários do Estado do Ceará
Título em inglês: Phenotypic and genotypic characterization of bacteria Vibrio genus isolated in some estuaries of the State of Ceará
Autor(es): Menezes, Francisca Gleire Rodrigues de
Orientador(es): Vieira, Regine Helena Silva dos Fernandes
Palavras-chave: Engenharia de pesca
Diversidade
Vibrio cholerae
Genes de virulência
Diversity
Vibrio cholerae
Virulence genes
Escherichia
Vibrio cholerae
Agentes antiinfecciosos
Microbiologia Ambiental
Contaminação microbiana
Data do documento: 2011
Citação: MENEZES, F. G. R. (2011)
Resumo: Muitas pesquisas têm associado contaminação aquática ambiental com infecções de Vibrio em humanos, sugerindo que a importância do monitoramento sistemático das cepas ambientais se faz necessário para definir seu possível potencial patogênico e sua significância clínica. O objetivo dessa pesquisa foi estudar a diversidade do gênero Vibrio isolado de quatro regiões estuarinas no Estado do Ceará, (Pacoti, Choró, Pirangi e Jaguaribe). As coletas realizadas resultaram num total de 32 amostras de água e 32 de sedimento, durante os meses de janeiro a abril de 2009. Foram catalogadas 19 espécies de bactérias pertencentes ao gênero Vibrio, das quais Vibrio parahaemolyticus e Vibrio alginolyticus foram as mais abundantes nos quatro estuários: V. parahaemolyticus no Rio Choró e V. alginolyticus no Rio Pacoti. As cepas identificadas foram submetidas a testes de susceptibilidade a quinze antimicrobianos. Todas as cepas analisadas (197) apresentaram susceptibilidade a sulfazotrim, ciprofloxacin, ácido nalidíxico e cloranfenicol, sendo que cento e sessenta e três (82%) apresentaram resistência a penicilina G, cento e oito (54%) a ampicilina, quinze (7%) a cefalotina, três (1%) a aztreonam, uma (0,5%) a gentamicina, a cefotaxima e a ceftriaxona. Cinquenta e uma cepas (25%) apresentaram comportamento intermediário frente à cefalotina, vinte e oito cepas (14%) a ampicilina, dez (5%) a aztreonam, oito (4%) a tetracilina, duas (1%) a oxitetraciclina e uma (0,5%) a florfenicol, a cefotaxima, a ceftriaxona, a estreptomicina e a gentamicina. Foram escolhidas cinco espécies patógenas ao homem para verificação de seus fatores de patogenicidade. As cepas identificadas como V. parahaemolyticus (64) e V. cholerae (9) foram analisadas através de técnicas de biologia molecular, usando genes que confirmam as espécies e genes que indicam virulência. Das 64 amostras de V. parahaemolyticus analisadas, 63 foram positivas para o gene tl, específico para espécie, 57 para o gene tdh e 20 para o trh, genes que indicam patogenicidade. Das nove cepas de V. cholerae, cinco foram positivas para o gene ompW, gene específico para espécie, porém, nenhuma amostra apresentou os genes de virulência ctxA, zot, tcp e rfbO1. Com isso conclui-se que os estuários dos rios analisados apresentam uma elevada abundância de espécies, tendo V. parahaemolyticus e V. alginolyticus como as mais abundantes. O antibiograma das cepas isoladas mostrou uma elevada resistência à penicilina e a ampicilina. Foram encontradas elevada positividade para a presença dos fatores de virulência nas cepas pertencentes às espécies de Vibrio patógenas a humanos. As cepas de V. parahaemolyticus apresentaram genes de virulência indicando que as cepas podem acarretar danos à saúde pública. A presença do V. cholerae foi confirmada nas águas e sedimento dos estuários
Abstract: The frequent association of environmental aquatic contamination with vibriosis in humans suggests the need for systematic monitoring and study of environmental vibrio strains and their pathogenic potential and clinical significance. The objective of this study was to evaluate the diversity of vibrio species in four estuaries (Pacoti, Choró, Pirangi and Jaguaribe) in Ceará, Northeastern Brazil. Nineteen vibrio species were identified in 32 water samples and 32 sediment samples collected between January and April 2009. Overall, V. parahaemolyticus and V. alginolyticus were the most abundant (the former in Choró, the latter in Pacoti). The isolated strains were submitted to antibiogram testing with 15 antibiotics. All strains (n=197) were susceptible to sulfametoxazol-trimetoprim, ciprofloxacin, nalidixic acid and chloramphenicol. Resistance was observed to penicillin G (n=163; 82%), ampicillin (n=108; 54%), cephalothin (n=15; 7%), aztreonam (n=3; 1%), gentamicin, cefotaxime, ceftriaxone (1 each; 0.5%). Partial resistance was observed to cefalotin (n=52; 25%), ampicillin (n=28; 14%), aztreonam (n=10; 5%), tetracycline (n=8; 4%), oxytetracycline (n=2; 1%), and florfenicol, cefotaxime, ceftriaxone, streptomycin and gentamicin (1 each; 0.5%). Five species known to be pathogenic to humans were chosen for analysis of factors of pathogenicity. Strains belonging to the species V. parahaemolyticus (n=64) and V. cholerae (n=9) were submitted to molecular analysis using genes to confirm the species and indicate virulence. Sixty-three strains of V. parahaemolyticus were positive for species-specific tl, 57 were positive for tdh and 20 for trh. Five strains of V. cholerae were positive for species-specific ompW, but no strains presented the genes ctxA, zot, tcp or rfbO1. In conclusion, the estuaries surveyed presented a great diversity of vibrio species, the most abundant of which were V. parahaemolyticus and V. alginolyticus. Resistance to penicillin and ampicillin was elevated and positivity for virulence factors was considerable among strains of species pathogenic to humans. V. parahaemolyticus strains presented virulence genes indicating risk to public health. V. cholerae was identified in samples of both water and sediment
Descrição: MENEZES, Francisca Gleire Rodrigues de. Caracterização fenotípica e genotípica de bactérias do gênero Vibrio isoladas em alguns estuários do Estado do Ceará. 2011. 94 f. : Tese (doutorado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia de Pesca, Fortaleza-CE, 2011
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18711
Aparece nas coleções:PPGENP - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_tese_fgrmenezes.pdf2,4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.