Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18733
Título: Composição centesimal e variação do teor de vitaminas em macroalgas marinhas verdes Ulva fasciata e U. lactuca (Ulvales,Chlorophyta), coletadas na Praia do Pacheco, Caucaia-Ceará
Título em inglês: Composition proximate and seasonal variation of vitamin content in marine green algae Ulva fasciata and U. lactuca (Ulvales, Chlorophyta), colleted at Pacheco Beach, Ceará, Brazil
Autor(es): Sousa, Márcia Barbosa
Orientador(es): Sampaio , Silvana Saker
Palavras-chave: Engenharia de pesca
Macroalgas marinhas
Nutrientes
Pigmentos e sazonalidade
Marine macroalgae
Nutrients
Pigments e seasonal
Alga marinha - Composição química - Vitaminas
Data do documento: 2011
Citação: SOUSA, M. B. (2011)
Resumo: As macroalgas marinhas apresentam elevadas quantidades de proteínas, fibras, sais minerais e vitaminas lipossolúveis, possuem conteúdo de lipídios relativamente baixo, embora seus ácidos graxos constituintes tenham elevado grau de insaturação. A maioria desses compostos varia de acordo com a época do ano e com as condições ecológicas que podem estimular ou inibir a biossíntese desses nutrientes. Os carotenóides são pigmentos acessórios encontrados em macroalgas marinhas que estão envolvidos na captação da luz e na fotoproteção. Vitamina E é o termo genérico utilizado para fazer referência a um grupo de substâncias encontradas na natureza, os tocoferóis e os tocotrienóis, que possuem diferentes graus de atividade vitamínica. Nas algas, os tocoferóis são encontrados na membrana dos cloroplastos, predominantemente como alfa-tocoferol protegendo o aparato fotossintético. Este trabalho teve como objetivo analisar a composição química e a variação sazonal do teor de vitaminas nas espécies Ulva fasciata e U. lactuca coletadas na Praia do Pacheco no município de Caucaia, Ceará no ano de 2007 durante as marés de sizígia. Em seguida, elas foram divididas em duas porções de aproximadamente 100 g cada. A primeira porção foi macerada com o auxílio de nitrogênio líquido até a obtenção de farinha algal, que foi utilizada para a quantificação de alfa- e beta-caroteno e de alfa- e delta-tocoferol. A outra parte foi submetida à desidratação em estufa a 40°C por 15 horas, transformadas em uma farinha fina, utilizada para a determinação da composição centesimal (proteína total, lipídio, cinza e carboidrato) e para a extração e quantificação de carotenóides provitamina A (alfa- e beta-caroteno) e tocoferóis (alfa- e delta-tocoferol). Para o estudo de carotenos e tocoferóis, o material algal “in natura” e desidratado foi submetido à extração com metanol, saponificação com hidróxido de potássio e partição em n-hexano. Para a análise cromatográfica foi usada uma coluna Waters Spherisorb S5 ODS-2 (4,6 x 250 mm) e fase móvel de MeOH: THF (95:5, v/v), com fluxo de 1,5 mL min-1. O monitor foi ajustado em 450 e 292 nm, para a leitura simultânea de carotenos e tocoferóis. As espécies analisadas apresentaram teores de proteína total, carboidratos e cinzas que variaram ao longo do ano. Os teores de lipídios foram sempre baixos. Nas amostras de U. fasciata e U. lactuca “in natura” e desidratadas foram detectadas as presenças de alfa- e beta-caroteno em quantidades variáveis ao longo dos doze meses de coleta. Os menores teores de carotenóides foram detectados nos meses de outubro e novembro em U. fasciata e U. lactuca “in natura” coincindindo com a maior radiação solar. Foram detectadas as presenças de alfa- e delta-tocoferol em teores variáveis ao longo do ano nas espécies U. fasciata e U. lactuca “in natura” e desidratadas. Não foi possível perceber uma relação óbvia entre os teores de alfa- e delta-tocoferol e coloração, idade da planta ou radiação solar mais ou menos intensa.
Abstract: Marine macroalgae have been shown to possess high amounts of proteins, dietary fibers, minerals and lipossoluble vitamins, and a relatively low lipid content, although the constituent fatty acids are highly unsaturated. Most of these compounds vary with regard to the time of year and ecological conditions, which may stimulate or inhibit the biosynthesis of these nutrients. Carotenoids are accessory pigments found in marine macroalgae, involved in the capture of sunlight and photoprotection. Vitamin E is the generic term used to refer to a group of substances found in nature, tocopherols and tocotrienols, which present different degrees of vitaminic activity. In macroalgae, tocopherols are found in the chloroplast membrane, predominantly as alpha-tocopherol, protecting the photosynthetic apparatus. The aim of this thesis was to analyze the centesimal composition (total protein, lipids, ash and carbohydrates) and seasonal variation of the vitamin content in the species Ulva fasciata and U. lactuca, collected on Pacheco Beach in Caucaia, Ceará, in 2007 during low tides. The material was divided in two portions of approximately 100 g each. The first portion was macerated with liquid nitrogen until the algal powder was obtained, and was used for the quantification of alpha- and beta-carotene, and alpha- and delta-tocopherol. The other portion was dehydrated in an oven at 40°C for 15 h, ground into a fine powder, and used for the determination of the centesimal composition and for the extraction and quantification of carotenoids provitamin A (alpha- and beta-carotene) and tocopherols (alpha- and delta-tocopherol). In the study of carotenes and tocopherols, the “in natura” and dehydrated algal material were submitted to extraction with methanol, saponification with potassium hydroxide, and partition with n-hexane. For the chromatographic analysis, a Waters Spherisorb S5 ODS-2 (4.6 x 250 mm) column was used, with MeOH: THF (95:5, v/v) as the mobile phase, delivered at 1.5 mL min-1. The monitor was adjusted to 450 and 292 nm for the simultaneous reading of carotenes and tocopherols. The species analyzed presented total protein, carbohydrate, and ash content which varied along the year. The lipid content was low throughout. In the U. fasciata e U. lactuca “in natura” and dehydrated samples, the presence of alpha- and beta-carotene was detected in varying quantities during the twelve month collection period. The lowest carotenoid contents were detected in October and November in U. fasciata and U. lactuca “in natura”, coinciding with the increased solar radiation. The isomers alpha- and delta-tocopherol were detected in varying amounts throughout the year in the U. fasciata and U. lactuca species “in natura” and dehydrated. No immediately evident relation was found between the alpha- and delta-tocopherol contents and coloration, plant age, or increased or decreased solar radiation.
Descrição: SOUSA, Márcia Barbosa de. Composição centesimal e variação do teor de vitaminas em macroalgas marinhas verdes Ulva fasciata e U. lactuca (Ulvales,Chlorophyta), coletadas na Praia do Pacheco, Caucaia-Ceará. 2011. 97 f. : Tese (doutorado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia de Pesca, Fortaleza-CE, 2011
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18733
Aparece nas coleções:PPGENP - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_tese_mbsousa.pdf2,61 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.