Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18748
Título: Câncer infantojuvenil: relação com os polos de irrigação no estado do Ceará
Título em inglês: Cancer children and youth: relationship with the irrigation poles in the state of Ceará
Autor(es): Barbosa, Isadora Marques
Orientador(es): Rigotto, Raquel Maria
Palavras-chave: Neoplasias
Criança
Adolescente
Agroquímicos
Data do documento: 13-Mai-2016
Citação: BARBOSA, I. M. ; RIGOTTO, R. M. (2016)
Resumo: Avaliar a magnitude, tendência espacial e temporal, e fatores de risco relacionados ao câncer infantojuvenil e sua associação com os polos de irrigação no estado do Ceará de 2000 a 2012. MÉTODOS - O estudo foi desenvolvido em duas etapas. Na primeira, uma pesquisa analítica com delineamento ecológico de séries históricas das informações sobre os indicadores de morbidade e mortalidade do estado do Ceará de 2000 a 2012. População do estudo foi composta por crianças e adolescentes com idade de 0 a 19 anos de idade e com diagnóstico de câncer. Foram coletadas informações no Registro Hospitalar de Câncer e no Sistema de Informação sobre Mortalidade. As relações de crianças e adolescentes com câncer, procedentes do Baixo Jaguaribe, foram obtidas no Hospital Haroldo Juaçaba, no Centro Integrado de Oncologia e no Hospital Infantil Albert Sabin. Na segunda, uma pesquisa exploratória do tipo estudo de caso. Foi aplicado um questionário para avaliar fatores de risco e exposição para o desenvolvimento do câncer. RESULTADOS – No período de 2000 a 2011, foram registrados 3274 casos de câncer em menores de 19 anos, sendo 55,2% do sexo masculino, 26,3% dos casos apresentam idade entre 15 a 19 anos. Foram registrados 2080 óbitos por neoplasias, sendo 58,2% ocorridos no sexo masculino. A média das taxas de mortalidade para o período de 2000 a 2012 para a população de 0 a 19 anos de idade foi de 48 óbitos por 100.000 de habitantes. Na análise da tendência temporal das taxas de mortalidade para câncer infantojuvenil, verificou-se que Camocim/Acaraú, Baixo Jaguaribe e Cariri apresentaram aumento na média anual no período estudado. Na correlação espacial dos casos de câncer com os polos de irrigação, percebeu-se que as maiores concentrações de casos estão nas microrregiões que apresentam polos de irrigação. Por fim, foi verificado nos relatos de casos de crianças e adolescentes do Baixo Jaguaribe que o fator de risco para câncer mais presente foi o de exposição a agrotóxicos. CONCLUSÃO – Mediante a análise por polos de irrigação, conclui-se que, embora a evidência de associação entre a exposição aos agrotóxicos e o câncer infantojuvenil seja limitada, devem ser estimuladas políticas públicas de saúde preventivas que minimizem essa exposição, com base no princípio da precaução.
Abstract: To evaluate the magnitude, spatial-temporal trend, and risk factors related to child and adolescent cancer and its association with the irrigation poles in the Ceará state from 2010 to 2012. METHODS – The study was developed in two steps. In the first step, we carried out an analytical research with ecological design of historical series of information about morbidity and mortality indicators of the Ceará state from 2010 to 2012. Our study population was made up of children and adolescents aged between 0 and 19 years diagnosed with cancer. Information was collected in the Hospital Cancer Registry and in the Mortality Information System. The relationships of children and adolescents with cancer, originating from the Baixo Jaguaribe, were obtained in the Haroldo Juaçaba Hospital, in the Integrated Center for Oncology and in the Albert Sabin Children’s Hospital. In the second step, we carried out an exploratory research typified as a case study. We applied a questionnaire to evaluate risk factors and exposure to the development of cancer. RESULTS – In the period from 2000 to 2011, 3,274 cancer cases were recorded in people under 19 years of age, with 55.2% in males, and 26.3% of these cases involved people aged from 15 to 19 years. Data showed that 2,080 deaths were recorded by neoplasms, and 58.2% of these cases occurred in males. The average mortality rates for the period from 2000 to 2012 for the population aged between 0 and 19 years was 48 deaths for every 100,000 inhabitants. When analyzing the temporal trend of mortality rates for child and adolescent cancer, we found that Camocim/Acaraú, Baixo Jaguaribe and Cariri showed an increase in the yearly average in the surveyed period. In the spatial correlation of the cancer cases with the irrigation poles, we realized that the higher concentrations of cases are located in the regions containing irrigation poles. Lastly, we have found in the case reports of children and adolescents from the Baixo Jaguaribe that the most common risk factor for this cancer was the exposure to agrochemicals. CONCLUSION – Through the analysis of the irrigation poles, we conclude that, although the evidence of an association between exposure to agrochemicals and child and adolescent cancer is limited, preventive public health policies should be encouraged with the purpose of minimizing this exposure, based on the precautionary principle.
Descrição: BARBOSA, I. M. Câncer infantojuvenil: relação com os polos de irrigação no estado do Ceará. 2016. 138 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18748
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_imbarbosa.pdf2,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.