Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18848
Título: Propriedade hipoglicemiante, hipocolesterolêmica e antioxidante de proteínas de folhas de Moringa oleifera Lam
Título em inglês: Property hypoglycemic, hypocholesterolemic and antioxidant proteins leaves Moringa oleifera Lam
Autor(es): Paula, Paulo Carvalho de
Orientador(es): Vasconcelos, Ilka Maria
Palavras-chave: Bioquimica
Moringa oleifera
Proteínas de folhas
Proteínas do tipo insulina
Atividade hipoglicemiante
Atividade hipocolesterolemiante
Atividade antioxidante
Moringa oleifera
Leaf proteins
Insulin-like proteins
Hypoglycemic activity
Antioxidant activity
Moringa
Plantas medicinais
Diabetes - Tratamento
Insulina
Hipoglicemiantes
Data do documento: 2012
Citação: PAULA, P. C. (2012)
Resumo: Moringa oleifera Lam. é uma planta nativa do nordeste da Índia muito utilizada na medicina popular devido às suas várias propriedades farmacológicas. Estudos etnofarmacológicos têm demonstrado atividade hipoglicemiante de compostos oriundos de partes dessa planta, principalmente de suas folhas, em modelos de animais diabéticos e, também, em humanos, embasando sua utilização na medicina popular para o tratamento do diabetes. A ação hipoglicemiante de compostos de folhas de M. oleifera tem sido creditada a componentes oriundos do metabolismo secundário vegetal, sendo escassos trabalhos abordando a participação de proteínas nessa ação farmacológica. O objetivo deste trabalho foi obter uma fração proteica a partir de folhas de M. oleifera e verificar seu efeito hipoglicemiante em modelos de animais diabéticos. Para isso, foi realizada extração de proteínas a partir de folhas de M. oleifera, seguida de precipitação com sulfato de amônio (0-90%). Após diálise exaustiva, o material foi liofilizado para obtenção da fração proteica denominada Mo-FPF. Como modelo de animal experimental, foram utilizados camundongos com diabetes quimicamente induzido por aloxano. Inicialmente, doses de 100, 300 e 500 mg/Kg de peso corpóreo de Mo-FPF foram administradas intraperitonealmente, tendo sido a dose de 500 mg/Kg de peso corpóreo a mais efetiva na redução glicêmica após 1, 3 e 5 horas da administração. Tal efeito hipoglicemiante não foi verificado pela rota intragástrica. Além disso, esse efeito sofreu redução quando Mo-FPF foi previamente fervida e administrada por via intraperitoneal. Mo-FPF, administrada diariamente pela rota intraperitoneal, na dose de 500 mg/Kg, durante 20 dias, resultou em redução glicêmica, além de ter exercido efeito hipocolesterolemiante e antioxidante. O perfil eletroforético de Mo-FPF mostrou uma diversidade de bandas proteicas, que foram suscetíveis à ação da pepsina e tripsina em ensaio de digestibilidade in vitro. Através de imunoensaio por Dot Blot, foi verificada reação cruzada entre o anticorpo anti-insulina humana e Mo-FPF, sugerindo a existência de epítopos antigênicos do tipo insulina em proteínas de folhas de M. oleifera. Assim, o conjunto de dados obtidos mostra que proteínas oriundas de folhas de M. oleifera contribuem para o efeito hipoglicemiante demonstrado neste trabalho.
Abstract: Moringa oleifera is a plant native to northeastern India widely used in Indian folk medicine due to its various pharmacological properties. Ethnopharmacological studies have demonstrated that compounds derived from parts of this plant, especially leaves, have hypoglycemic activity in diabetic animal models and in humans, allowing its use in folk medicine. The hypoglycemic action of M. oleifera leaves has been attributed to compounds from plant secondary metabolism, however studies showing the involvement of proteins as antidiabetic substances are scarce. The aim of this study was to obtain a protein fraction of M. oleifera leaves and evaluate its hypoglycemic effects on diabetic animal models. For this, the leaf proteins were extracted followed by ammonium sulfate precipitation (0-90%). After exhaustive dialysis, this material was lyophilized to obtain the protein fraction named Mo-PFL. As experimental animal model, alloxan-induced diabetic mice were used. Initially Mo-PFL was intraperitoneally administered at doses of 100, 300 and 500 mg/Kg body weight. The dose of 500 mg/Kg body weight was more effective in reducing blood glucose after 1, 3 and 5 hours of Mo-PFL administration. This hypoglycemic effect was not observed by the intragastric route. This effect was also reduced when boiled Mo-PFL was intraperitoneally administered. Daily intraperitoneal administration of Mo-PFL at a dose of 500 mg/Kg body weight for 20 days caused a significant reduction in blood glucose level and also exerted antioxidant and hypocholesterolemic effects. Electrophoretic pattern of Mo-PFL showed a variety of protein bands, which were susceptible to in vitro pepsin and trypsin digestion. A Dot Blot immunoassay showed cross reactivity between human anti-insulin antibody and Mo-PFL, suggesting the presence of insulin-like epitopes in M. oleifera leaf protein. Overall, these data show that some proteins derived from M. oleifera leaves may contribute to the hypoglycemic effect observed in the present work.
Descrição: PAULA, Paulo Carvalho de. Propriedade hipoglicemiante, hipocolesterolêmica e antioxidante de proteínas de folhas de Moringa oleifera Lam. 2012. 131 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18848
Aparece nas coleções:DBBM - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_pcpaula.pdf1,94 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.