Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18873
Título: Polissacarídeos obtidos da alga marinha vermelha Gracilaria caudata j. agardh: estudo químico-estrutural e avaliação de atividade antioxidante
Título em inglês: Polysaccharides obtained from the marine alga Gracilaria caudata J. Agardh: chemical and structural study and antioxidant activity evaluation
Autor(es): Alencar, Poliana de Oliveira Cavalcante
Orientador(es): Freitas, Ana Lucia Ponte
Palavras-chave: Bioquimica
Gracilaria
Agarana
Estrutura química
Estresse oxidativo
Gracilaria
Agarana
Chemical structure
Oxidative stress
Data do documento: 2016
Citação: ALENCAR, P. O. C. (2016)
Resumo: Algas marinhas do filo Rhodophyta são fontes naturais de polissacarídeos sulfatados que são amplamente utilizados na indústria alimentícia e na indústria farmacêutica. O presente trabalho teve como finalidade obter os polissacarídeos sulfatados totais da alga marinha vermelha Gracilaria caudata (PSG) por extração enzimática, determinar a sua estrutura química e testar o seu potencial antioxidante. As análises químicas revelaram a presença de 85% de açúcares totais e 1% de proteínas contaminantes no extrato obtido. Através de espectrometria de emissão óptica com plasma (ICP-OES), os PSG apresentaram 0,9% de átomos de enxofre e um grau de sulfatação de 0,14%. A massa molar média dos PSG foi determinada por cromatografia em permeação em gel (GPC) e mostrou ser da ordem de 116,51 kDa. Os polissacarídeos sulfatados totais foram submetidos a testes de caracterização estrutural através da análise por espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier e ressonância magnética nuclear (RMN) de próton (1H) e carbono (13C), identificando os PSG como galactana do tipo agarana. A atividade antioxidante in vitro dos PSG foi avaliada através de testes, tais como, ensaios de eliminação do radical DPPH, quelação do íon ferroso e capacidade antioxidante total. Os resultados indicaram que tais polissacarídeos possuem capacidade de sequestrar radicais livres de maneira significativa e concentração-dependente. A atividade antioxidante in vivo dos PSG foi avaliada em modelo de estresse oxidativo induzido pelo 2,2’-azobis-2-amidinopropano (AAPH) em ratos, com posterior dosagem de marcadores do sistema antioxidante enzimático, como catalase (CAT) e superóxido desmutase (SOD), além da quantificação de marcadores de dano oxidativo, como nitrito e tiol. O resultado demonstrou uma melhora no desequilíbrio redox pelo aumento da atividade da CAT e aumento da atividade da SOD, com melhor resposta na dose de 3 mg/kg. Devido a estes resultados, os polissacarídeos sulfatados obtidos a partir da alga marinha Gracilaria caudata mostram potencial de virem a ser utilizados na indústria alimentícia e farmacêutica.
Abstract: Red algae are natural sources of sulfated polysaccharides, which are widely used in the food and pharmaceutical industries. This study aims to obtain the total sulfated polysaccharides from the red seaweed Gracilaria caudata (PSG) through enzymatic extraction, determine their chemical structure and their antioxidant potential. Chemical analysis revealed that the obtained extract is comprised of 85% total sugars and 1% of contaminating proteins. Through Inductively Coupled Plasma-Optical Emission Spectrometry (ICP-OES), the PSG showed a percentage of 0.9% sulfur atoms and a degree of sulfation of 0.14%. The average molar mass of PSG was determined through gel permeation chromatography (GPC) and was determined as 116.51 kDa. The total sulfated olysaccharides were subjected to structural characterization tests through infrared Fourier transform spectroscopy and C13 and H1 Nuclear Magnetic Resonance (NMR) analysis, identifying the PSG as galactan from the agaran type. The in vitro antioxidant activity of PSG was determined using tests such as elimination of DPPH radical, chelation of ferrous ion and total antioxidant capacity. The results indicated that such polysaccharides have the capacity to scavenge free radicals significantly and in a concentration-dependent maner. The in vivo antioxidant activity of PSG was valuated in an oxidative stress model induced by 2,2'-azobis- -amidinopropane (AAPH) in rats, with subsequent dosage of antioxidant enzyme system markers, such as catalase (CAT) and superoxide dismutase (SOD), and the quantitation of oxidative damage markers such as nitrite and thiol. The results showed an improvement in the redox imbalance through increased CAT activity and increased SOD activity with the best response found at a dose of 3 mg / kg. Because of these results, the sulfated polysaccharide obtained from seaweed Gracilaria caudata shows potential for their being used in the food and pharmaceutical industry.
Descrição: ALENCAR, Poliana de Oliveira Cavalcante. Polissacarídeos obtidos da alga marinha vermelha Gracilaria caudata j. agardh: estudo químico-estrutural e avaliação de atividade antioxidante. 2016. 94 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18873
Aparece nas coleções:DBBM - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_pocalencar.pdf1,08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.