Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18884
Título: Determinação das frações protéicas e de carboidratos e estimativa do valor energético e da digestão intestinal da proteína de forrageiras e resíduos gerados no nordeste brasileiro
Título em inglês: Determination of protein and carbohydrate fractions and estimated energy values and intestinal digestibility protein from forages and byproducts generated in northeast of brazil
Autor(es): Duarte, Labib Santos
Orientador(es): Pereira , Elzânia Sales
Palavras-chave: Zootecnia
Energia
Frações de carboidratos
Proteína
Ruminantes
Técnicas in vitro
Carbohydrate fractions
Energy
In vitro technique
Crotein
Ruminant
Data do documento: 2008
Citação: DUARTE, L. S. (2008)
Resumo: Objetivou-se com o presente estudo caracterizar as frações de carboidratos e proteína e estimar o valor energético e a digestibilidade intestinal da proteína não-degradada no rúmen de alimentos por intermédio da técnica de três estágios da algaroba (Prosopis juliflora), da canafístula (Pithecellobium multiflorum), da flor-de-seda (Calotropis procera), da jitirana (Ipomea sp.), do juazeiro (Zizyphus joazeiro), do mata-pasto (Senna obtusifolia), do sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia), da palma gigante (Opuntia fícus indica) e do xique-xique (Cereus gounellei) e dos subprodutos do abacaxi (Ananas comosus), da acerola (Malpighia emarginata), do caju (Anacardium occidentale), do coco (Cocos nucifera), do melão (Cucumis melo), do maracujá (Passiflora eduli), da uva (Vitis labrusca) e do urucum (Bixa orellana). Para obtenção do fracionamento dos carboidratos, de acordo com o sistema CNCPS, foram calculados os carboidratos totais, as suas frações B2, C e os componentes solúveis em detergente neutro. Foram determinadas as frações potencialmente degradável (B2) e não-degradável (C) da fibra em detergente neutro, corrigida para cinzas e proteína. Para determinação das frações nitrogenadas, foram analisados os compostos nitrogenados não-protéicos, nitrogênio solúvel e insolúvel em tampão borato-fosfato e nitrogênio protéico insolúvel em detergente neutro e em detergente ácido. Para a estimação dos Nutrientes Digestíveis Totais (NDT) foram utilizadas as equações propostas pelo NRC (2001). Para a determinação da digestibilidade intestinal da proteína não-degradada no rúmen, os alimentos foram inicialmente incubados no rúmen de fêmea bovina fistulada, por 16 horas para determinação da Proteína não-degradada no rúmen (PNDR), sendo o resíduo submetido à digestão com solução de pepsina durante 1 hora, e solução de pancreatina a 38°C durante 24 horas, cujos resíduos foram analisados para nitrogênio total. Acerola e melão apresentaram substancial conteúdo nitrogenado na fração C o que reduziria a disponibilidade de N tanto para microrganismos do rúmen quanto para o hospedeiro. As forrageiras estudadas apresentaram maiores proporções do nitrogênio nas frações A e B2, consequentemente disponibilizando nitrogênio para bactérias fermentadoras de carboidratos fibrosos. O percentual de fração C na acerola e no melão em detrimento da fração B2 acarretaria maior efeito de repleção ruminal e diminuição da disponibilidade energética, por sua característica de indigestibilidade ao longo do trato gastrointestinal, quando submetidos a ensaios de alimentação para animais. Nas forrageiras nativas e nas adaptadas ao clima da região Nordeste foram observados valores de fração A + B1 de 35,26 a 73,37%, para fração B2, de 3,87% a 28,45% e para fração C de 17,34 e 40,63%. As frações A, B1, B2, B3 e C dos compostos nitrogenados apresentaram variação de 9,84 a 42,33 %; 1,58 a 11,47%; 48,63 a 80,10%; 0,70 a 6,13% e 0,43 a 2,86%, respectivamente. As frações de carboidratos dos subprodutos analisados variaram de 19,35 a 58,52%; 9,95 a 61,44% e 15,35 a 70,06 para A+B1, B2 e C, respectivamente; enquanto para os compostos nitrogenados variaram de 5,01 a 33,02%; 1,69 a 15,23%; 2,26 a 75,60%; 1,53 a 40,26% e 0,08 a 43,84% para frações A, B1 B2, B3 e C, respectivamente. O NDT estimado das forrageiras variou de 48,30 a 65,42%, enquanto o dos subprodutos variou de 31,41 a 128,90%. A estimativa da PNDR das forragens variou de 13,37 a 83,6%, e dos subprodutos variou de 39,14 a 89,06%. A digestibilidade intestinal da PNDR das forragens variou de 26,09 a 80,68%, enquanto para os subprodutos variou de 22,26 a 76,82%. O sabiá foi a forrageira que apresentou a maior DI e o maior teor de PNDRd, e a flor-de-seda os menores valores; enquanto para os subprodutos, o melão apresentou o maior valor para DI, entretanto o caju forneceu maior teor de PNDRd, enquanto o coco apresentou os mais baixos valores para DI e PNDRd
Abstract: The objective of this research was to characterize the protein and carbohydrate fractions,estimate energy values and evaluate the intestinal digestibility protein of algaroba (Prosopis juliflora), canafístula (Pithecellobium multiflorum), flor-de-seda (Calotropis procera), jitirana (Ipomea sp.), juazeiro (Ziziphus joazeiro), mata-pasto (Senna obtusifolia) and sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth), palma gigante (Opuntia ficus indica) and xique-xique (Cereus gounellei) and the agroindustry byproducts from pineapple (Ananas comosus L.), barbados cherry (Malpighia emarginata), cashew (Anacardium occidentale), coconut (Cocos nucifera L.), melon (Cucumis melo), passion fruit (Passiflora eduli), grape (Vitis labrusca) and anatto seeds (Bixa orellana L.). To obtain the carbohydrates fractions, according with Cornell Net Carbohydrate and Protein System (CNCPS) system, were calculated the total carbohydrates, their fractions B2, C and the soluble components in neutral detergent. It was determinated the potentially degradable (B2) and undegradable (C)fractions of the neutral detergent fiber, corrected for ashes and protein. The non-protein nitrogenous compounds, soluble and insoluble nitrogen in borate-phosphate buffer, nitrogenous protein insoluble in neutral and acid detergent were analyzed for the determination of the nitrogen fractions. To estimate Total Digestible Nutrients (TDN) had been used the equations proposals by National Research Council - NRC (2001). The feeds were incubated in rumen during 16 hours to determine the rumen-undegradable protein (RUDP), then the residue was incubated with pepsin solution during 1 hour, and pancreatic solution during 24 hours at 38°C, whose residues were analyzed for total nitrogen. The Malpighia emarginata and Cucumis melo showed substantial nitrogen content in fraction C which would reduce the disponibility of nitrogen for the rumen microorganisms and its host. The evaluated forages showed higher proportions of nitrogen in fractions A and B2, providing nitrogen for the rumen microorganisms. The percentage of fraction C in Malpighia emarginata and Cucumis melo at the expense of the B2 fraction would entail greater effect of ruminal fill and decreased availability of energy, for its characteristic of indigestibility along the gastrointestinal tract, when being tested for feeding animals. In the evaluated forages had been observed values of A+B1 fraction from 35.26 to 73.37%, for B2 fraction, from 3.87% to 28.45% and for C fraction from 17.34 to 40.63%. The fractions, A, B1, B2, B3 and C of nitrogenous compounds had presented variation from 9.84 to 42.33%; 1.58 to 11.47%; 48.63 to 80.10%; 0.70 to 6.13% and 0.43 to 2.86%, respectively. The byproducts carbohydrate fractions analyzed varied from 19.35 to 58.52%; 9.95 to 61.44% and 15.35 to 70.06, for A+B1, B2 and C, respectively. In turn, the nitrogenous compounds varied from 5.01 to 33.02%; from 1.69 to 15.23%; from 2.26 to 75.60%; from 1.53 to 40.26% and from 0.08 to 43.84% for fractions, A, B1 B2, B3 and C, respectively. The forages TDN values varied from 48.30 to 65.42%, while of by-products it varied from 31.41 to 128.9%. The estimate of RUDP in the forages ranged from 13.37% to 83.6%, and the byproducts RUDP ranged from 39,14 to 89.06%. The intestinal digestion of RUDP ranged from 26.09 to 80.68%, %, while for byproducts varied of 22,26 76.82%. The Mimosa caesalpiniaefolia Benth was the forage that presented better ID and better RUDPd, and the Calotropis procera, presented lowest values for these variables. For byproducts, the Cucumis melo presented the biggest value for DI, while the Cocos nucifera L. presented the lowest values for DI and RUDPd
Descrição: DUARTE, Labib Santos. Determinação das frações protéicas e de carboidratos e estimativa do valor energético e da digestão intestinal da proteína de forrageiras e resíduos gerados no nordeste brasileiro. 2008. 63 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Zootecnia, Fortaleza-CE, 2008
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18884
Aparece nas coleções:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_lsduarte.pdf474,58 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.