Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18900
Título: Crescimento e qualidade dos frutos do meloeiro sob diferentes lâminas de água e doses de potássio fertirrigado com gotejamento subsuperficial
Título em inglês: Growing and fruit quality of the melon tree under different levels of water and doses of potassium drip fertirrigation in subsurface
Autor(es): Rocha, Carlos Régis Torquato
Palavras-chave: Engenharia Agricola
Cucumis melo.
Olerícola
Nutrição
Irrigação
Nutrition
Irrigation
Irrigação agrícola
Irrigação por gotejamento
Melão
Data do documento: 2015
Citação: ROCHA, C. R. T. (2015)
Resumo: Objetivou-se avaliar o efeito de diferentes lâminas de água e doses de potássio na cultura do melão, sob irrigação subsuperficialmediante a avaliação do crescimento e da qualidade dos frutos. O experimento foi conduzido na área experimental do Campus Tianguá do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE, no período de fevereiro a setembro de 2014, numa área de 374,4 m2. Utilizou-se o delineamento estatístico de blocos casualizados com 4 repetições, arranjados em esquema fatorial de 4 x 4. Os tratamentos resultaram da combinação de quatro lâminas de irrigação que foram L1, L2, L3 e L4 (50, 75; 100 e 125% da evaporação medida no tanque Classe A) e quatro doses de potássioK1, K2, K3 e K4 (50, 75, 100 e 125% de K2O). O sistema de irrigação utilizado foi gotejamento com emissores do tipo click-tife autocompensantes com mecanismo anti-sucção e vazão de 4 L h-1, espaçados de 0,5 m na linha com um gotejador por planta. O monitoramento da tensão da água no solo foi feito com tensiômetros instalados em torno da planta. As variáveis morfológicas de desenvolvimento da planta quantificadas foram: número de folhas, diâmetro do caule, comprimento da haste principal e área foliar.As variáveis qualitativasdos frutos foram: sólidos solúveis totais, diâmetro longitudinal e transversal, índice de formato dos frutos e massa dos frutos. O teor de potássio nas folhas foiavaliado e ao término do ciclo da cultura foram coletadas amostras de solo, na camada de 0-20 cm para a determinação do potássio no solo. As maiores lâminas de irrigação, assim como as menores doses de potássio até aos 65 dias após o transplantio, proporcionam melhor desenvolvimento vegetativo à cultura, quanto ao número de folhas, diâmetro do caule e área foliar.Os maiores valores dos sólidos solúveis totais foram obtidos com a combinação da menor lâmina de irrigação e da maior dose de potássio. O manejo da irrigação com as menores lâminas de irrigação, assim como a aplicação via fertirrigação das menores doses de potássio até 65 DAT das mudas, promoveu o aumento das dimensões dos frutos. Os frutos com formato esférico (preferidos) foram obtidos com a maior lâmina de irrigação (125% da ETcp). A massa média dos frutos foi maior quando a cultura foi submetida às menores lâminas de irrigação e a aplicação da dose máxima de potássio. A aplicação das menores lâminas de irrigação não comprometeu as características de qualidade dos frutos. O aumento das lâminas de irrigação resultou em aumento nas concentrações de potássio do solo. O teor de potássio nas folhas aumentou linearmente com as doses de potássio e as lâminas de irrigação aplicadas.
Abstract: Aimed to evaluate the effect of different depths of water and potassium levels on melon crop under subsurface irrigation by avaluation of growth and fruit. The experiment was conducted during the period February to September 2014, on the Campus Federal Institute of education, science and technology of Ceará -IFCE, on an area of 374,4 m2 (28,8 m x 13,0 m). Was used the statistical design of randomized blocks with 4 repetitions , arranged in factorial scheme of 4 x 4. The treatments resulted from the combination of four irrigation levels and doses of potassium. Drippers Netafim brand were click-type auto compensantes with anti-sucção mechanism tife with flow of 4 L h-1, 0,5 m line spaced with one dripper per plant. The blades were irrigation L1, L2, L3 and L4 (50; 75; 100 125%; often the evaporation class A tank) and potassium levels K1, K2, K3 and K4 (50, 75, 100, 125% of K2O plant-1). Tension monitoring of the water in the soil was done with tensiometers installed around the plant. Morphological variables quantified plant development were: number of leaves, stem diameter, length of main stem and leaf area. Fruit quality parameters were: total soluble solids, longitudinal and transverse diameter, shape index of fruits and fruit mass. The potassium content in the leaves was evaluated with the leaves collected shortly after the harvest of the fruits. At the end of the cycle of culture soil samples were collected at 0-20 cm layer, for the determination of potassium in soil. The largest irrigation depths, as well as the lowest potassium levels up to 65 DAT seedlings provide best vegetative development to culture, when the number of leaves, stem diameter and leaf area. The highest values of SST were obtained by combining the smallest blade of irrigation and greater dose of potassium. Irrigation management with the smallest irrigation blades, as well as the application via the potassium doses smaller fertirrigation until 65 DAT seedling promote the increase in size of the fruit. The spherical shaped fruits (preferred) was obtained with the largest irrigation blade (125% of ETcp). The average mass of the fruits are larger when culture is fertirrigada with the smallest blades of irrigation, and the application of the maximum levels of potassium. The application of smaller irrigation, depths didn't compromise the quality characteristics of the fruit. For the largest irrigation blade resulted in higher concentrations of potassium in soil. The potassium content in leaves increased linearly with the potassium levels and blades of irrigation applied.
Descrição: ROCHA, Carlos Régis Torquato. Crescimento e qualidade dos frutos do meloeiro sob diferentes lâminas de água e doses de potássio fertirrigado com gotejamento subsuperficial. 2015. Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia Agrícola, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, Fortaleza-CE, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18900
Aparece nas coleções:PPGENA - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_tese_crtrocha.pdf1,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.