Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18927
Título: Fetichismo, ideologia e educação em Theodor Adorn
Título em inglês: Fetishism, ideology and education in Theodor Adorno
Autor(es): SILVA, Pedro Rogério Sousa da
Orientador(es): RECH, Hildemar Luiz
Palavras-chave: Fetishism
Ideology
Adorno, Theodor W., 1903 - 1969 - Crítica e Interpretação
Fetichismo da Mercadoria Cultural
Ideologia e Política
Educação Emancipatória
Data do documento: 2016
Citação: SILVA, P. R. S.; RECH, H. L. (2016)
Resumo: Investigam-se os conceitos de fetichismo, ideologia e Educação em Adorno. Para tanto, este escrito é apoiado na pesquisa teórica e bibliográfica, mais especificamente, em torno da obra e das diversas categorias filosóficas, sociológicas e educacionais do Pensador supracitado, como também de seus interlocutores e comentadores. Delineiam-se, por essa via, o surgimento e a difusão do conceito de fetichismo por diversos autores, tais como Charles de Brosses, Marx, Freud e Adorno, entre outros. Esboça-se, em seguida, o ponto de interseção de Marx com Adorno acerca do fetichismo. Discutem-se, com efeito, o fetichismo na música erudita e o dualismo entre dois compositores – Schoenberg e Stravinsky – bem como o elemento musical e suas correlações com o Fetichismo da Mercadoria Cultural em Adorno, mostrando que a investigação acerca da música constitui um problema importante, que implica a contradição para o pensamento adorniano. Pesquisa-se, ademais, o conceito de belo, mostrando, de modo sintético, sua propagação no curso da História da Filosofia, bem como a estética contemporânea em Adorno, delineando algumas correntes artísticas, seus impactos e propósitos. Aponta-se outra apropriação de Adorno feita em relação ao escritor de O Capital, qual seja, o conceito de ideologia, porém, feita de modo divergente, e distinta, comparativamente à compreensão de Marx. Analisa-se, além disso, o elo entre Adorno e Benjamin, isto é, as convergências e as divergências dos filósofos alemães a respeito de algumas conceituações. Averigua-se, prontamente, o tormento de Auschwitz, mostrando sua origem, consequências sociais e educacionais. Discute-se, outrossim, de que modo a Educação pode evitar para que Auschwitz não se repita. Examina-se, a posteriori, a crítica feita por Adorno à Educação portadora de um caráter instrumental, técnico e quantitativo. De modo contrário, com base em Adorno, pensa-se uma educação não idêntica à lógica vigente, recuperando o aspecto da autonomia e da emancipação humana. Reporta-se, por fim, ao conflito entre dois conceitos, no âmbito educacional – formação e semiformação.
Abstract: This paper investigated the concepts of fetishism, ideology and education in Adorno. For so, it is made a support in the theoretical and bibliographical literature and more specifically around the work and the different philosophical, sociological and educational categories of the above mentioned thinker, as well as his interlocutors and commentators. It is outlined, this way, the emergence and spread of the concept of fetishism by several authors such as Charles de Brosses, Marx, Freud and Adorno, among others. It is sketched, then Marx's point of intersection with Adorno about fetishism. It is argued, as well, fetishism in classical music and the dualism between two composers - Schoenberg and Stravinsky - as well as the musical element and their correlation with the Fetishism of Cultural Goods in Adorno, showing that the investigation of the music is a major problem which means contradiction to the Adornian thought. It is researched, moreover, the concept of beauty, showing, in a summary form, its spread in the course of the history of philosophy as well as contemporary aesthetic in Adorno, outlining some artistic currents, their impacts and purposes. We point out another appropriation of Adorno`s made against the author of Capital, namely, the concept of ideology, however, made in a divergent, and distinct way compared to the understanding of Marx. Besides that, it is analyzed the link between Adorno and Benjamin, that means, the convergences and divergences of the German philosophers about some concepts. They ascertain promptly the torment of Auschwitz, showing their origin, social and educational consequences. It is argued, moreover, how education can prevent in order to avoid that the case of Auschwitz is not repeated. It is examined, afterthought, the criticism made by Adorno to an instrumental, technical and quantitative education. Conversely, based on Adorno, it is thought to be a non-identical education at the prevailing logic, recovering the aspect of autonomy and human emancipation. They talk, finally, about the conflict between two concepts in the educational context, namely, training and semi training.
Descrição: SILVA, Pedro Rogério Sousa da. Fetichismo, ideologia e educação em Theodor Adorn. 2016. 150f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18927
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_prssilva.pdf819,19 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.