Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18933
Título: O conceito de homem em Ludwig Feuerbach (a partir da crítica a religião cristã)
Título em inglês: The concept of mankind in Ludwig Feuerbach (from the critique until Christian religion)
Autor(es): Costa, José Luiz Silva da
Orientador(es): Chagas, Eduardo Ferreira
Palavras-chave: Religion
Anthropology
Feuerbach, Ludwig , 1804-1872 – Crítica e interpretação
Homem (Teologia crista)
Antropologia filosófica
Ideologia alemã
Data do documento: 2013
Citação: Costa, J. L. S.; Chagas, E. F. (2013)
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo principal o resgate do conceito de homem a partir da desvelação da religião cristã, realizada por Ludwig Andreas Feuerbach (1804-1872). Tendo como obra principal A essência do cristianismo (1841). Analisaremos o conceito de homem, como ser plural e integral e, a fundamentação de tal conceito advinda de sua crítica à religião e, portanto, os alicerces do que ficou conhecido como seu ateísmo antropológico. Desta maneira, tentamos demonstrar onde se encontram os mistérios ocultos que estão velados no seio da religião e, de igual maneira na mente humana. Por essa razão, a terminologia religiosa não é descartada nas proposições feuerbachianas, mas antes ressignificada a partir de sua genealogia real e imanente ao homem. Desvendaremos a relação vital entre o homem e seu interior, o homem e a religião, o homem e a natureza e, por fim, toda a vida humana com suas sortes e revezes. Para isso, Feuerbach desenvolve uma reflexão a fim de desmitologizar a religião, como critério fundamental para a emancipação do homem e assim, para torná-lo responsável por sua biosfera. A partir de então, não se trata mais de discutir a relação Deus e homem, agora se versa sobre escolher como criador ou Deus ou o homem. Surge daí, a máxima: O Homem é o seu Deus. De tal modo que, a relação unilateral de dominação da teologia sobre a antropologia é reduzida a uma relação da antropologia consigo. Destacaremos os atributos humanos velados no sentido religioso e decifrados no sentido antropológico. Neste caso, o ateísmo antropológico não significa apenas a derrota do opositor (religião) da vida humana plena. Ele, antes, constitui-se como um novo começo para a odisseia humana, agora livre e emancipada.
Abstract: The present essay has as main objective to ransom the concept of man from the unveiling of the cristhian religion, accomplished by Ludwig Andreas Feuerbach (1804-1872), having as main work The essence of the cristhianism (1941). It will be analyzed herein the concept of man, as a plural and unabridged being and, the substantiation of such concept arising from his critic to the religion and, therefore, the foundations of what had became known as his anthropological atheism. Thus, the author of this essay is trying to demonstrate where are the latent mysteries that are hidden within the religion and, in the same way in the human mind. For this reason, the religion terminology is not discarded in the feuerbachian propositions, but formerly resignified from its real genealogy and immanent to the man. In this work it will be uncloaked the vital relation between the man and his insides, the man and the religion, the man and the nature and, lastly, the whole human life in its fortunes and setbacks. For this, Feuerbach develops a reflexion in order to demythologize the religion, as fundamental criterion for the emancipating of the man and thereby, to make him responsible for his biosphere. From then on, it is no longer about arguing the relation God and man, it is now concerning about choosing as creator or God or man. Arises there, the maxim: The Man is its God. Such that, the unilateral relation of domination of the theology over the anthropology is reduced to a relation of the anthropology with itself. It will also be highlighted herein the human attributes concealed in the religion way and deciphered in the anthropological way. In this case, the anthropological atheism dos not mean just a defeat of the objector (religion) of full human life. It, formerly, constitutes itself as a new beginning to the human odyssey, now free and emancipated
Descrição: COSTA, José Luiz Silva da. O conceito de homem em Ludwig Feuerbach (a partir da crítica a religião cristã). 2013. 116f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Filosofia, Fortaleza (CE), 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18933
Aparece nas coleções:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_jlscosta.pdf600,91 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.