Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1896
Título: Perfil clínico-epidemiológico de infecções respiratórias agudas causadas por adenovírus em crianças atendidas em hospital de referência da cidade de Fortaleza - CE
Título em inglês: Clinical and epidemiologic profile of acute respiratory infections caused by adenovirus in children attended in reference hospital in the city of Fortaleza - CE
Autor(es): Mesquita, Jacó Ricarte Lima de
Orientador(es): Moura , Fernanda Edna Araújo
Palavras-chave: Infecções Respiratórias
Adenovírus Humanos
Epidemiologia
Data do documento: 2007
Citação: MESQUITA, J. R. L. (2007)
Resumo: Os adenovírus (Ad) são agentes importantes de infecções respiratórias agudas (IRAs) em crianças, especialmente entre seis meses e cinco anos de idade. Este foi um estudo retrospectivo que teve como objetivos: estabelecer o perfil epidemiológico e clínico das infecções respiratórias agudas causadas por Ad em crianças atendidas no Hospital Infantil Albert Sabin, na cidade de Fortaleza, no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2006; observar a freqüência de detecção de Ad em casos de IRAs em crianças atendidas nesse hospital; descrever as principais características clínicas das infecções respiratórias causadas por Ad; pesquisar a existência de padrão de sazonalidade do Ad na cidade de Fortaleza; determinar a taxa de isolamento do Ad em cultura de células HEp-2 inoculadas com amostras de secreções de nasofaringe (SNF) consideradas positivas para Ad por imunofluorescência indireta (IFI); e criar um banco de cepas de Ad para futuros estudos sobre diversidade antigênica e genômica desses agentes. Foram coletadas nesse período, amostras de SNF de 3070 crianças com até sete dias de sintomas de IRA. Todas as amostras foram submetidas a IFI e, dessas, 54 se mostraram positivas para Ad. Quarenta e uma dessas amostras positivas foram inoculadas em monocamadas de células HEp-2, obtendo-se isolamento viral em 32 delas. Outras 103 amostras negativas por IFI, escolhidas aleatoriamente, foram inoculadas, resultando em três isolamentos adicionais, totalizando 57 casos confirmados de infecção por Ad. A freqüência de detecção de Ad foi de 1,86% em relação ao total de casos de IRAs e 6,1% das IRAs virais. Não foi observado um padrão de sazonalidade nem correlação com período chuvoso ou seco. A maior parte das IRAs por Ad ocorreu em crianças na faixa etária entre sete e 24 meses com 63,15% dos casos. As IRAs por Ad foram observadas principalmente em crianças atendidas em ambulatórios (50,88%), e o diagnóstico predominante foi a infecção de vias aéreas superiores (70,18%). Os principais sintomas e sinais apresentados pelos pacientes com IRA por Ad foram febre, tosse, coriza, anorexia, vômitos e/ou diarréia, obstrução nasal e dispnéia. A principal conduta terapêutica aplicada em casos de IRAs por Ad foi o uso de aerossol / salbutamol (42,11%)
Abstract: Adenoviruses (Ad) are important etiological agents of acute respiratory infections (ARI) in children, particularly between six months and five years old. This was a retrospective study, whose objectives were: to perform clinical and epidemiologic profile of adenoviral respiratory infections in children attended in Hospital Infantil Albert Sabin, in the city of Fortaleza, from January 2001 to December 2006; to observe the detection frequency of Ad in cases of ARI in children attended in that hospital; to describe the main clinical features of adenoviral respiratory infections; to search for the existence of a seasonal pattern of adenoviral infections in the city of Fortaleza; to determine the isolation rate of Ad in HEp-2 cell lines inoculated with samples of nasopharyngeal secretions (NPS) considered positive to Ad by indirect immunofluorescence (IIF); and to create a collection of Ad strains for future studies on antigenic and genomic diversity of these agents. NPS samples of 3,070 children with ARI up to seven days of the onset of symptoms were collected. IIF was applied to all of the samples, and among them, 54 were positive to Ad. Forty one of those positive samples were inoculated into HEp-2 cells, resulting in 32 viral isolations. Other 103 randomly choosen negative samples were also inoculated, resulting in more three isolations, reaching the number of 57 confirmed cases of Ad infections. The detection frequency of Ad was 1.86% of total number of cases of ARI and 6.1% of cases of viral ARI. It was not observed any seasonal pattern or correlation to rainy or dry season. Most cases of adenoviral ARI occurred in children aged seven to 24 months, representing 63.15% of cases. Ad ARI was observed mainly in children attended in the out-patient facility (50.88%), and the predominant diagnosis was upper respiratory tract infection (70.18%). The main clinical features in Ad patients were fever, cough, rhinorrhea, anorexia, vomiting or diarrhea, nasal obstruction, and dyspnea. The main therapeutic management for Ad patients was use of nebulization (about 42% of patients)
Descrição: MESQUITA, Jacó Ricarte Lima de. Perfil clínico-epidemiológico de Infecções respiratórias agudas causadas por adenovírus em crianças atendidas em hospital de referência da cidade de Fortaleza - CE. 2007. 129 f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Médica) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1896
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_dis_jrlmesquita.pdf2,19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.