Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18962
Título: Socialização: fronteira entre a sociologia e a neurociência
Título em inglês: Socialization: the interface between sociology and neuroscience
Autor(es): COSTA FILHO, Geraldo Pedro da
Orientador(es): HAGUETTE, André
Palavras-chave: Synaptic exuberance
Evolutionary biology
Sociologia – Ensino Médio
Sociobiologia
Neurociência
Seleção natural
Data do documento: 2016
Citação: COSTA FILHO, G. P.; HAGUETTE, A. (2016)
Resumo: A presente tese estuda a possível interface entre a sociologia e a biologia evolutiva (representada pela neurociência). Com esse objetivo, fizemos a reconstituição das afinidades entre as áreas desde o nascimento de ambas, no século XIX, com Durkheim e Darwin, até o aparecimento da sociobiologia e da neurociência, cujo fio condutor foi a relação entre a seleção natural e cultural adaptativa e a evolução do cérebro. Em primeiro lugar, procuramos responder as questões principais de pesquisa sobre a intersecção entre as áreas e sobre a relação entre o processo de socialização e o de exuberância sináptica do cérebro humano. Em segundo lugar, procuramos identificar a expressão empírica destes processos entre os adolescentes/jovens que estão concluindo o ensino fundamental. Finalmente, avaliamos como o conceito de socialização está sendo trabalhado no ensino médio, após o retorno da obrigatoriedade do ensino de sociologia em 2008, levando em consideração que o público desse nível de ensino está vivendo intensa reestruturação cerebral que o prepara para a vida adulta. A sustentação teórica da tese se fundamentou em autores que nas áreas respectivas buscaram a convergência entre as ciências, dentre os quais: Richard Dawkins e a teoria dos “memes” como replicadores culturais, que embasou o que denominamos seleção cultural adaptativa; e Edgar Morin e a teoria da “junção epistemológica” entre as ciências sociais e as disciplinas derivadas da biologia evolutiva.
Abstract: This thesis studies the possible interface between sociology and evolutionary biology (represented by neuroscience). To this end, we made the reconstitution of the affinities between areas since the birth of both the nineteenth century, with Durkheim and Darwin until the appearance of sociobiology and neuroscience, whose leitmotif was the relationship between natural selection and adaptive cultural selection and brain evolution. First, we seek to answer key research questions about the intersection between areas and the relationship between the process of socialization and the synaptic exuberance of the human brain. Second, we seek to identify the empirical expression of these processes among adolescents/young people are completing primary school. Finally, we evaluate how the concept of socialization is being worked on in high school, after the return of compulsory sociology study in 2008, taking into account the public this level of education is experiencing intense brain restructuring that prepares you for adulthood. The theoretical support of the thesis was based on authors who in their areas sought convergence of sciences, among them: Richard Dawkins and the theory of "memes" as cultural replicators, that based what we call adaptive cultural selection; and Edgar Morin and the theory of "epistemological junction" between the social sciences and the disciplines derived from evolutionary biology.
Descrição: COSTA FILHO, Geraldo Pedro da. Socialização: fronteira entre a sociologia e a neurociência. 2016. 255f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Sociologia, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18962
Aparece nas coleções:DCSO - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_gpcfilho.pdf2,47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.