Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18973
Título: Avaliação do estresse térmico em vacas leiteras mestiças (Bos taurus x Bos indicus) criadas em clima semi-árido em sistema free-stall
Título em inglês: Thermal stress evaluation in leiteras crossbred cows ( Bos taurus x Bos indicus ) created in semi -arid climate in free-stall system
Autor(es): Izael, Marisa de Alencar
Orientador(es): Araújo, Airton Alencar de
Palavras-chave: Zootecnia
Estresse Térmico
Semiárido
Vacas Leiteiras
Parâmetros Fisiológicos
Índice de Temperatura
Umidade
Thermal Stress
Semi-arid
Dairy Cows
Physiological Parameters
Temperature
Humidity Index
Vaca - Efeito da temperatura
Bovino de leite
Stress (Fisiologia)
Leite - Produção
Data do documento: 2012
Citação: IZAEL, M. A. (2012)
Resumo: O estudo objetivou avaliar a influência do estresse térmico em vacas leiteiras mestiças (Holandês-Gir) criadas no clima semiárido em sistema free-stall durante a época seca e chuvosa no ano de 2010 a 2011 no município de São Luis do Curu- Ceará. Para tanto, foram avaliados os elementos climáticos como a temperatura do ar (TA) e a umidade relativa (UR), dentro (DG) e fora do galpão (FG), das 6 às 18 horas. Variáveis estas utilizadas para o cálculo do índice de temperatura e umidade (ITU), bem como o acompanhamento dos parâmetros fisiológicos como a temperatura retal (TR), frequência respiratória (FR) e temperatura superficial (TS) de 14 fêmeas leiteiras, coletados uma vez por semana, pela manhã (6 h), à tarde (12 h) e á noite (18 h). Os dados foram expressos em média aritmética e erro padrão e avaliados por ANOVA, sendo as médias comparadas pelo teste de Tukey com probabilidade de 5% de erro. Correlações entre as variáveis fisiológicas (TR, FR e TS) e ambientais (TA, UR e ITU) foram estimadas através do método de Pearson (P<0,05). Os resultados mostram que independente da época do ano os animais estão sujeitos a situações de desconforto térmica, sendo o período seco o mais impactante, com a TA mais elevada (P<0,05), a UR mais baixa (P<0,05) e o ITU mais elevado (P<0,05) neste período. Os resultados dos parâmetros fisiológicos mostram que a TR, FR e TS foram mais elevadas às 12 horas (P<0,05) independente do período do ano. No período chuvoso, os resultados mostram que as variáveis fisiológicas estiveram mais próximas dos índices fisiológicos nos horários das 6 e 18 h (P<0,05). A temperatura ambiente e o ITU apresentaram maior correlação no período seco com a temperatura retal (r = 0,743 e r = 0,627; P<0,01) e, no período chuvoso com frequência respiratória (r = 0,767 e r = 0,804; P<0,01) e a temperatura superficial (r=0,703 e r =0,895; P<0,01). Mostrando que a temperatura ambiental é o fator mais impactante para o bem estar animal. E que a estrutura do free-stall com o uso de ventiladores mecânicos consegue atenuar em alguns momentos do dia o intenso efeito da radiação solar, trazendo resultados mais efetivos no turno da tarde, principalmente durante o período seco. Conclui-se que as vacas leiteiras mestiças Holandês-Gir criadas em sistema free-stall em regiões do Semiárido no estado do Ceará são submetidas a condições de estresse térmico durante todo o ano, sendo o período seco o mais impactante, e que durante o período chuvoso existem apenas momentos do dia em que essas temperaturas são mais amenas, mas ainda sim consideradas fora da zona de conforto para esses animais, o que é confirmado através das alterações dos parâmetros fisiológicos.
Abstract: The study aimed to evaluate the influence of thermal stress in crossbred dairy cows (Holstein-Gir) reared in semi-arid climate in free-stall system during dry and rainy seasons in years 2010 to 2011 in the municipality of São Luis do Curu in the state of Ceará. For both, it was assessed the climatic elements such as air temperature (AT) and relative humidity (RH) inside (IS) and out of the shed (OS), from 6:00am to 6:00pm. These variables used to calculate the rate of temperature and humidity as well as the monitoring of physiological parameters such as rectal temperature (RT), respiratory frequency (RF), surface temperature (ST) and surface temperature of the udder (STU) of 14 dairy cows, collected once a week, in the morning (6am), in the afternoon (12:00am) and at evening (6pm). Data were expressed as mean and standard error and analyzed by ANOVA and the means were compared by Tukey likely to 5% error. Correlations between physiological variables (RT, RF and ST) and environmental (AT, RH and THI) were estimated by the method of Pearson (P <0.05). Results show that regardless of time of year the animals are subject to situations of discomfort, being the dry season the most impressive, with AT higher (P <0.05), the RH lower (P <0.05) and THI higher (P <0.05) in this period. Shown by the results of physiological parameters in the RF, ST and RT were higher at 1:00pm (P <0.05) regardless of time of year. Revealing the results of the physiological variables were more close to normal in time of 6:00am and 6:00pm hours for the rainy season (P <0.05). The AT and THI shown strongest correlations with rectal temperature (r = 0.743 and r = 0.627, P <0.01) during the dry season, and RF (r = 0.767 and r = 0.804, P <0.01) and ST (r = 0.703 and r = 0.895, P<0.01) in the rainy season. Showing that the ambient temperature is the factor that most impactful for animal welfare. Showing that the structure of free-stall with the use of mechanical ventilators can alleviate some times of the day the intense irradiation from the sun, bringing effects more effective in the afternoon, especially during the dry season. It is concluded that the Holstein-Gir cows reared in free-stall system in the semi-arid regions in the state of Ceará are subjected to heat stress conditions throughout the year, being the dry season the most impressive, and that during the rainy season there are only moments from the day that these temperatures are milder, but still considered outside the comfort zone for those animals, which is confirmed by the changes of physiological parameters.
Descrição: IZAEL, Marisa de Alencar. Avaliação do estresse térmico em vacas leiteras mestiças (Bos taurus x Bos indicus) criadas em clima semi-árido em sistema free-stall, 2009. 66 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Zootecnia, Fortaleza-CE, 2009
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18973
Aparece nas coleções:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_maizael.pdf437,17 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.