Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1904
Título: Estudo do polimorfismo dos genes das citocinas TNFα, IFNγ, TGFβ, IL-6, E IL-10 em hanseníase
Título em inglês: Study of polymorphism of genes of cytokines TNFa, IFN, TGFβ, IL-6, IL-10 in leprosy
Autor(es): Lima, Luana Nepomuceno Gondim Costa
Orientador(es): Frota, Cristiane Cunha
Palavras-chave: Hanseníase
Polimorfismo Genético
Citocinas
Data do documento: 2009
Citação: LIMA, L. N. G. C. (2009)
Resumo: As citocinas desempenham um papel importante na resposta imune do hospedeiro contra o M. leprae. Polimorfismos de genes de citocinas têm sido implicados como um fator do hospedeiro influenciando a susceptibilidade para doenças infecciosas. O objetivo deste estudo foi verificar a relação entre a hanseníase e os polimorfismos dos genes TNFα (fator de necrose tumoral-α) -308 G→A; IFNγ (interferon-γ) +874 T→A; IL-6 (interleucina-6) -174 G→C; IL-10 -1082 A→T, -819 C→T, -592 A→C e TGFβ (fator de crescmento tumoral-β) códon 10 e códon 25. O estudo foi realizado com moradores do município de Sobral com 15 anos ou mais, no Estado do Ceará, durante o período de março de 2006 a julho de 2008. Os indivíduos foram divididos em três grupos. O grupo caso índice foi composto por 46 indivíduos com hanseníase. Controles internos foram 110 contactantes que residiam no domicílio do caso índice e os controles externos foram 83 indivíduos que não residiam no mesmo domicílio do caso índice. Desses indivíduos foram coletados 3ml para extração de DNA através do “Genomic Prep Blood DNA Isolation Kit” (GE Healthcare) e para tipificação dos polimorfismos dos genes das citocinas através do “kit” da “One-Lambda” (Canoga Park, CA, EUA). Também forma coletados 4,9ml de sangue para detecção de anticorpos IgM para PGL-I utilizando um teste ELISA. Os dados epidemiológicos e clínicos foram obtidos a partir de um questionário aplicado à todos participantes, padronizado para o projeto “Epidemiologia da hanseníase no Ceará: aprofundamento dos estudos imuno-epidemiológicos”, ao qual esse estudo está vinculado. Assim, não foram observadas associações significantes entre os polimorfismos dos genes das citocinas estudados e a susceptibilidade à hanseníase. Em relação ao gene IL-10, os indivíduos com o genótipo GCC/GCC apresentaram uma tendência a desenvolver a hanseníase mais precocemente. Em relação aos SNPs do gene IFNγ e TGFβ encontramos uma associação do genótipo T/T do IFNγ e do genótipo T/T G/G do TGFβ com uma predisposição à doença em indivíduos vacinados, podendo ser que indivíduos com esses genótipo não sejam beneficiados com a vacina. Em relação aos SNPs do gene IL-6 do grupo de controles internos foi observada uma associação entre um considerável aumento do genótipo C/C e a positividade para o anti-PGL-I. Dessa forma, o estudo do polimorfismo dos genes das citocinas traz um melhor esclarecimento da relação entre a genética do hospedeiro e a hanseníase, complementando estudos sobre a sua transmissão e fatores intra e extra-familiares em suas características imunológicas.
Descrição: LIMA, Luana Nepomuceno Gondim Costa. Estudo do polimorfismo do genes das citocinas TNFa, IFNy, TGFß, IL-6, E IL-10 em hanseníase . 2009. 164 f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Médica) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1904
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_lngclima.pdf1,66 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.