Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19044
Título: O papel de Apis Mellifera l. como polinizador da mamoneira (Ricinus Communis L.): avaliação da eficiência de polinização das abelhas e incremento de produtividade da cultura
Título em inglês: The role of Apis Mellifera L. how polinizador of mamoneira (Ricinus Communis L.): assessment of efficiency of bee polinização and enhancement of productivity of culture
Autor(es): Rizzardo, Rômulo Augusto Guedes
Orientador(es): Freitas, Breno Magalhães
Palavras-chave: Zootecnia
Polinização da mamoneira, rendimento de óleo, anemofilia, comportamento de pastejo, biodiesel.
Castor bean pollination, oil content, anemophily, foraging behavior, biodiesel.
Data do documento: 2007
Citação: RIZZARDO, R. A. G. (2007)
Resumo: A pesquisa foi realizada no Núcleo de Produção Comunitária Santa Clara, idealizado e administrado pela Brasil Ecodiesel Indústria e Comércio de Biocombustíveis e óleos vegetais S. A., localizado no município de Canto do Buriti, estado do Piau, e na Universidade Federal do Ceará, localizada em Fortaleza, no estado do Ceará. A coleta de dados ocorreu durante o período de Abril de 2006 a Janeiro de 2007 com o objetivo de investigar a polinização da mamoneira (Ricinus communis L.), o papel de agentes polinizadores bióticos e a utilização de abelhas Apis mellifera na sua polinização, visando contribuir para minimizar as perdas de produtividade desta cultura. Foram avaliados a biologia floral e requerimento de polinização da mamoneira; eficiência da polinização por Apis mellifera e comportamento de pastejo de Apis mellifera e Scaptotrigona bipunctata H.(canudo) em inflorescência de mamoneira, bem como os frutos e sementes produzidas na cultura. Os resultados mostraram que as abelhas coletam pólen e néctar durante todo o dia, tendo a abelha canudo, preferência pelo pólen. A mamoneira aceita polinização cruzada, porém vingando significativamente (p<0,05) menos que a autopolinização. O vento mostrouse o principal vetor de pólen na plantação. Áreas com introdução de abelhas melíferas produziram marginalmente (p = 0,08) mais frutos que áreas sem a introdução de abelhas. De forma semelhante, também levaram a significativa (p<0,05) produção de racemos com mais frutos (22,39) e sementes mais pesadas (0,54g) com maior percentual de óleo (54,48%) e maior energia bruta (9006,81kcal/kg) do que o obtido em áreas sem abelhas (15,84, 0,47g, 49,94% e 8843,29kcal/kg, respectivamente). A avaliação fisiológica das sementes não encontrou diferenças entre os dois tratamentos, ambos apresentaram média de 84% de germinação. Pode-se concluir que o principal agente polinizador da mamoneira é o vento e que a espécie pode ser polinizada, vingando seus frutos tanto por meio de autopolinização quanto polinização cruzada, embora apresente melhores resultados com autogamia. A introdução de colônias de Apis mellifera em cultivos de mamona contribui para incremento significativo de produtividade da cultura, tanto ao aumentar o número de frutos por cacho quanto o rendimento de óleo dos mesmos, provavelmente porque ao coletar pólen as abelhas melíferas aumentam a quantidade de autopólen em suspensão no ar nas proximidades da panícula, favorecendo uma maior percentagem de autopolinização. Palavras-chave: polinização da mamoneira, rendimento de óleo, anemofilia, comportamento de pastejo, biodiesel.
Abstract: The research was carried out in the Núcleo de Produção Comunitária Santa Clara, idealized and administered by the Brasil Ecodiesel Indústria e Comércio de Biocombustíveis e óleos vegetais S. A., county of Canto do Buriti, state of Piauí, Brazil, and at the Universidade Federal do Ceará, located in Fortaleza, state of Ceará. Data were collected from April 2006 to January 2007 investigating castor bean (Ricinus communis L.) pollination, the role of biotic pollinating agents and the use of the honey bee Apis mellifera in its pollination. The study aimed to contribute in mitigating yield productivity losses in this crop. The following parameters were evaluated: floral biology, castor bean pollination requirements, A.mellifera pollination efficiency, foraging behavior of A.mellifera and Scaptotrigona bipunctata in castor bean inflorescences, and physiological evaluation of fruits and seeds produced. Results showed that both bee species harvested pollen and nectar throughout the day, but S. bipunctata prefers pollen much more than nectar. The castor bean plant accepts cross pollination, but it sets significantly (p<0.05) less fruits than self-pollination. The wind appeared as the main pollen vector in the plantation. Areas where honey bee colonies were introduced produced marginally (p = 0.08) more fruits than areas where no colony was made available. Similarly, they also led to significantly (p<0.05) more fruits per raceme (22.39) heavier seeds (0,54g) greater oil percentage (54.48%) and greater gross energy (9006.81kcal/kg) than those produced in areas without introduction of honey bee colonies (15.84, 0.47g, 49.94% e 8843.29kcal/kg, respectively), Physiological evaluation of seeds found no significant differences among treatments and produced an average 84% germination. It is concluded that the wind is the major pollinator of castor bean, and this species can be pollinated and set fruits both by means of cross and self-pollination, though showing better results under autogamy. The introduction of A. mellifera colonies in castor bean plantations contributes to increase crop productivity significantly, both increasing the number of fruits set per raceme and their oil content, probably because when collecting pollen honey bees increase the amount of self-pollen floating in the air around the panicles, favoring greater proportion of self-pollination.
Descrição: RIZZARDO, Rômulo Augusto Guedes. O papel de Apis Mellifera l. como polinizador da mamoneira (Ricinus Communis L.): avaliação da eficiência de polinização das abelhas e incremento de produtividade da cultura. 2007. 78 f. : Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências, Departamento de Zootecnia, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia. Fortaleza-CE, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19044
Aparece nas coleções:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_dis_ragrizzardo.pdf632,6 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.